Gestão Estratégica

Qual é a jornada rumo à maturidade da empresa?

Qual é a jornada rumo à maturidade da empresa?

Publicação : 22/03/2017

Por Siteware

8 min

O mercado mudou muito nas últimas décadas. Hoje, os clientes estão mais exigentes, e a concorrência é muito mais acirrada. Nesse contexto, a maturidade de gestão de uma empresa é importante para tomar decisões acertadas e intensificar o seu crescimento.

Para isso, é importante entender o caminho percorrido para se chegar à maturidade da empresa, deixando as práticas imediatistas de lado e focando estratégias inovadoras de médio e longo prazo. Uma empresa madura é mais forte e competitiva no mercado.

Pensando nisso, criamos um post especialmente para você! Hoje, vai entender a jornada ruma à maturidade de gestão de uma empresa. Continue lendo e fique por dentro do assunto!

O que é maturidade da empresa e quais seus principais benefícios

Antes de tudo, é importante entender o que é maturidade e a que isso está associado, se é ao tempo de vida de uma empresa ou ao seu faturamento final, além de compreender quais são os principais benefícios de uma empresa realmente madura.

Uma pessoa madura, por exemplo, é aquela que adquire um número significante de experiências ao longo da sua vida, tornando-se muito mais perspicaz e forte para enfrentar os problemas diários. Com uma empresa, não é muito diferente.

Uma empresa madura é aquela que possui um know-how considerável, capaz de compreender o dinamismo do mercado e saber usar as informações adquiridas para promover conquistas nos seus ambientes interno e externo.

A maturidade não tem que ver apenas com o tempo de vida, com a margem de lucro em cada transação ou com o número de clientes. Significa o quanto uma empresa consegue aprender em cada relação — seja com seus parceiros ou com o mercado em geral.

Uma empresa madura tem muitas vantagens.

Veja as principais vantagens das empresas maduras:

  • aproveita melhor as oportunidades do mercado;
  • previne-se das ameaças que existem;
  • otimiza suas forças e minimiza suas fraquezas com mais rapidez;
  • pensa no curto, médio e longo prazo com mais equilíbrio;
  • inova para manter sua marca sólida por muitos anos;
  • cria boas relações com seus clientes, funcionários, fornecedores e investidores;
  • aumenta seus lucros sobre cada transação.

Quando a gestão de uma empresa é madura, vários desses pontos podem ser observados. Companhias como Ambev, Gerdau e Natura são ícones em seus respectivos segmentos e possuem um elevado nível de maturidade.

E você, está disposto a crescer e abrir mão do comodismo? Se sim, continue lendo nosso post e entenda os quatro níveis da curva da maturidade da empresa e como avançar em cada um deles.

Os quatro níveis da curva de maturidade de uma empresa

Existem quatro principais níveis de maturidade de um negócio, leia com atenção cada um deles e observe em qual o seu negócio se encaixa. Essa é a premissa para compreender o passo a passo para a evolução do seu empreendimento até que ele faça parte das empresas maduras.

1. Start-ups

São empresas que estão no estágio inicial e, por isso, ainda têm contas muito mescladas com as finanças do seu fundador. A start-up tem uma visão imediata, com ações que precisam se converter o mais rápido possível em dinheiro para manter o negócio ativo.

Suas prioridades consistem em sobreviver e atrair gente talentosa para contribuir com o crescimento do negócio. Muitas vezes, os recursos financeiros são provenientes de linhas de crédito de bancos comerciais ou de investidores-anjo.

2. Empresas emergentes

Diferentemente da start-up, uma empresa emergente é mais sólida no mercado e possui mais recursos financeiros para atuar. Suas ações têm um foco no curto prazo, pois ainda não possuem capital suficiente para financiar projetos de médio ou longo prazo.

Sua visão está no desenvolvimento do negócio em geral, incluindo os processos e produtos ou serviços oferecidos. Também objetiva atrair e reter gente competente, que possa contribuir para o seu crescimento no mercado.

3. Empresas em expansão

Essas empresas estão em uma etapa mais avançada e já têm suas finanças totalmente separadas das finanças dos seus fundadores. Além disso, empresas em expansão preocupam-se mais com a elaboração de códigos de conduta e a otimização dos processos, visando dar mais transparência e rapidez a todas as atividades diárias.

Sua visão está no médio prazo, o que dá à empresa mais estabilidade e conforto para agir. Uma diferença em relação ao dois primeiros tipos é que seus investimentos não contemplam apenas a atividade-fim do negócio, mas também as áreas de suporte, como o RH, pós-venda e TI.

4. Empresas maduras

Esse é o estágio mais elevado. Uma empresa madura tem uma estrutura funcional mais complexa e demanda uma visão de longo prazo, com investimentos no planejamento e desenvolvimento de novos produtos e serviços, por exemplo.

Empresas maduras preocupam-se mais com a gestão de riscos, auditorias internas, inovação nos produtos e processos, criação de um conselho administrativo, planejamento estratégico e tudo mais que torne a marca mais sólida e desejada.

Como acelerar a maturidade de gestão de uma empresa

Agora que já sabe em qual estágio de maturidade sua empresa está, fica muito mais fácil criar um plano que norteie seu crescimento e melhore sua gestão. Isso porque cada etapa demanda um investimento específico.

1. Start-ups

Empresas no nível start-up devem manter seu foco na atração de colaboradores talentosos, compreensão das necessidades dos clientes, atender aos quesitos legais do seu segmento e construir parcerias-chave para ter acesso a novas oportunidades.

2. Empresas emergentes

Empresas emergentes, por outro lado, devem focar o desenvolvimento dos seus funcionários, mensurar a satisfação dos seus consumidores, aprimorar seus processos e o controle dos seus recursos (finanças, tempo, tecnologias, etc.), além de otimizar sua estrutura de custos.

3. Empresas em expansão

Empresas em expansão devem focar no desenvolvimento de líderes internos, aprimorar sua estratégia de fidelização de clientes, fortalecer suas parcerias estratégicas com fornecedores, além de se certificar de que seus processos podem suportar o crescimento.

4. Empresas maduras

As empresas maduras também podem continuar crescendo. Para estas, é indicado que se busquem novas oportunidades e segmentos do mercado, assim como desenvolver um sistema de meritocracia para os funcionários, melhorar a gestão de riscos e criar padrões rigorosos de controle interno.

Após identificar o seu estágio de maturidade de gestão e o passo a passo para o crescimento, é importante colocar tudo no papel. Crie um plano que especifique onde, como e quando você deseja chegar. Compartilhe isso com seus líderes, operários e parceiros estratégicos.

Agora que já conhece a jornada rumo à maturidade de gestão de uma empresa, aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais. Assim, todos os seus amigos também vão ficar por dentro do assunto!