.elementor-element .elementor-swiper .swiper { overflow: hidden; }

Retenção de Talentos: o que é e 5 dicas para o seu RH

CONTEÚDO

Retenção de Talentos

CONTEÚDO

Se você perguntasse para um dos seus profissionais: “onde você se vê daqui há 5 anos?” Será que ele responderia que é na empresa que vocês trabalham? Bem, segundo o relatório produzido pela Gallup, State of the Global Workplace, apenas 21% dos colaboradores se encontram engajados com suas respectivas empresas. Por isso, é necessário falar sobre a retenção de talentos.

Mais do que nunca, atrair, desenvolver e reter talentos se mostra essencial para o sucesso de qualquer empresa. Assim, a retenção de talentos é uma parte importante dessa equação e envolve criar um ambiente de trabalho motivador e envolvente que incentive seus colaboradores a manterem vínculo com a empresa, reduzindo a taxa de turnover.

Neste post, vou te explicar o que é a retenção de talentos e te apresentar cinco dicas práticas para o seu time de recursos humanos desenvolver estratégias eficazes para reter seus melhores funcionários.

Se interessou? Continue a leitura e confira!

rh tecnologico

O que é Retenção de Talentos?

A retenção de talentos consiste em manter os melhores colaboradores da organização e, portanto, garantir que produtividade e realizações sejam mantidas em níveis satisfatórios. Para isso, é essencial compreender as necessidades dos trabalhadores, assim como as expectativas da empresa.

Se você parar para pensar, uma empresa que não investe na retenção de talentos, além de contar com uma alta rotatividade dos colaboradores, estará sempre perdendo seus melhores profissionais (talvez até para os concorrentes), impedindo que a inteligência e aprendizado da própria empresa ajude ela a crescer.

Dessa forma, é fundamental que o time de Recursos Humanos e demais líderes de equipe devem estabelecer estratégias que possam ser bem sucedidas, como a criação de ambientes de trabalho saudáveis, a implementação de um forte fit cultural, assim como a definição de um bom plano de benefícios. Nesse caso, a construção de um ambiente de trabalho saudável será o objetivo de todos.

Assim, todas essas iniciativas visam reduzir o turnover, ou seja, a alta rotatividade de pessoas, e reforçar a cultura organizacional. Dessa forma, o investimento em retenção de talentos apoia na redução dos custos de recrutamento e também aumenta a satisfação das pessoas.

Leia também: Sistema de RH: saiba porque você precisa adotar um!

Por que é importante a retenção de talentos?

É importante para a empresa se atentar ao processo de retenção de talentos pois a alta rotatividade de pessoas envolve gastos trabalhistas envolvendo a contratação e demissão de pessoas e isso pode afetar o orçamento, além de consequentemente o volume de produção.

Por isso, o RH deve garantir que o engajamento das pessoas se mantenha alto e que os melhores profissionais se sintam motivados para trabalhar, por meio de uma alta qualidade de vida profissional. Estímulos como remuneração variável, treinamentos, home office e horários flexíveis são bons exemplos de ações de retenção de talentos.

Ao lidar com essas práticas, a empresa consegue manter dentro da casa seus colaboradores mais eficientes e reduzindo custos desnecessários e que poderiam ser evitados. Dessa forma, constrói um ambiente saudável para que a organização possa continuar crescendo.

Retenção de talentos: o que motiva seus colaboradores?

Um ponto importante neste artigo é sobre identificar o que move e motiva cada colaborador da sua empresa. A verdade é que não existe uma receita de bolo que eu possa te mostrar aqui que vai te ajudar.

No entanto, existem padrões de comportamento que separei aqui e gostaria de compartilhar especialmente com você para te ajudar na retenção de talentos.

Dessa forma, o primeiro passo é elaborar uma pesquisa de clima. Nela, você deve deixar bem claro que o objetivo ali é identificar insights e a visão das pessoas que trabalham ali para construir um ambiente agradável para todos. Nessa pesquisa, será importante mapear assuntos envolvendo satisfação com:

  • salário;
  • plano de carreira
  • benefícios;
  • planos de saúde;
  • qualidade das ferramentas operacionais;
  • ambiente de trabalho;
  • liderança.

Assim, você terá mapeado quais pontos são mais críticos e precisam de uma intervenção mais rápida para ajudar na retenção de talentos. A lógica é conseguir identificar o que de fato motiva os seus colaboradores. Além disso, ajudará a priorizar os próximos passos.

5 dicas práticas para o seu RH começar a fazer para apoiar a Retenção de Talentos

Bem, agora que estamos alinhados sobre o que é e a importância da retenção de talentos para a sua organização, confira a seguir, cinco dicas que vão apoiar o seu RH na estratégia de recrutamento e seleção de novos talentos:

1- Construa um plano de carreira e remuneração

Lembra da pergunta que eu fiz no início deste artigo? “Onde o seu colaborador se vê daqui há 5 anos?” E se ele tivesse a resposta?

A falta de um plano de carreira é um fator decisivo que ajuda a aumentar a rotatividade dos colaboradores. Isso porque muitas pessoas estão interessadas em se desenvolverem, conquistar maiores remunerações e até conquistar cargos de liderança.

No entanto, se a pessoa não tiver uma visão objetiva do que precisa ser feito, ela pode acreditar que esse momento nunca chegará. Por isso, promover um Plano de Desenvolvimento Individual é o primeiro passo para construir projeções de carreira a médio e longo prazo.

Isso ajudará os colaboradores a entenderem quais passos eles precisam dar para crescerem profissionalmente e assim reduzir as incertezas.

PDI

2- Invista em treinamentos

Você com certeza se sentiria grato se o seu gestor apoiasse a sua carreira e te indicasse cursos e treinamentos e até mesmo pagasse para você se desenvolvesse, certo?

Bem, usando essa lógica que vai aumentar a satisfação do colaborador e reduzindo as chances que ele saía para uma outra empresa, é importante destacar que o treinamento de pessoas possui um passo fundamental: melhoria dos processos.

Seja treinamentos de hard skills ou soft skills, o fato é que ao ter pessoas treinadas e capacitadas na sua empresa, elas consequentemente estarão mais aptas e preparadas para os desafios do cotidiano. Isso aumentará a eficiência dos resultados e permitirá inúmeros benefícios, tanto para o colaborador, quanto também para a organização.

3- Promova o desenvolvimento de lideranças

Promover a chegada de novas lideranças dentro da empresa, por meio de treinamentos adequados, é uma maneira eficaz de não só incentivar o desenvolvimento da sua própria equipe, como também melhorar a satisfação dos colaboradores.

Além disso, segundo pesquisa da Michael Page, 8 em cada 10 profissionais chegam a pedir demissão porque estão insatisfeitos com os seus respectivos chefes. Ou seja, fortalecer as lideranças atuais também é uma forma de apoiar a retenção de talentos.

Assim, além de treinar as lideranças atuais, promover novas lideranças também pode ser um caminho estratégico para a sua empresa manter seus funcionários mais engajados e felizes.

4- Construa uma cultura organizacional forte e engajada

Talvez você já tenha ouvido uma frase similar com “estou neste trabalho apenas pelo dinheiro”. Ela pode soar agressiva, mas a realidade de muitos colaboradores que não se identificam com a cultura da empresa.

Nesse cenário, o ideal é que a organização tenha a sua cultura muito bem estabelecida e promova isso com o objetivo de atrair novos talentos que se identificam com ela. No entanto, de nada adiantará se a prática não for similar.

Um exemplo é a cultura do feedback. Muitas empresas até afirmam que possuem uma cultura forte de feedbacks, mas na prática é bem diferente. Ou seja, além de não permitir trocas verdadeiras e que ajudem no desenvolvimento das pessoas, os próprios líderes não investem em ferramentas e soluções que vão ajudar essa prática.

cultura de feedbacks

5- Trabalhe com metas alcançáveis

Por último, a última dica fica com a promoção de metas engajadoras e alcançáveis. Um erro bastante comum das gestões é trabalhar com números agressivos demais a ponto delas se tornarem inalcançáveis. Esse modelo de gestão, além de desmotivar seus colaboradores, gera um medo diário na sua equipe.

Isso porque é comum que pessoas, ao entenderem que elas não estão alcançando o que é esperado delas, se sintam ameaçadas no seu cargo e procurem por alternativas (outro lugar para trabalhar) e que ela possa alcançar seus objetivos.

Para isso, sugiro a lógica das metas SMART (Específicas, Mensuráveis, Atingíveis, Relevantes e Temporal). Dessa forma, elas continuam sendo metas relevantes e motivadoras, mas sem tirar o desafio de alcançar números desafiadores.

Próximos passos

A retenção de talentos é um objetivo desafiador para o RH. Hoje, com tantas empresas no mercado de trabalho oferecendo benefícios cada vez mais atrativos, as organizações precisam estar atentas e ativas para construir uma cultura forte e que apoie a retenção dos seus melhores talentos.

Dessa forma, com um software de recursos humanos você é capaz de identificar, reter e desenvolver talentos através de ciclos automatizados de avaliações de competências. Um bom sistema de gestão de pessoas oferece mais autonomia ao RH, pois permite a automatização dos processos e estimula a cultura de feedbacks com uma gestão de talentos inteligentes.

E um software de gestão de RH que colabora para isso é o STRATWs One. Com ele você planeja, organiza e melhora a rotina de trabalho de toda a equipe, fazendo com que os colaboradores tenham o foco na cultura de resultados.

Solicite uma demonstração agora mesmo e confira!

stratws one