Gestão Estratégica

Quais são as gerações? Entenda as características comportamentais da geração X, Y, Z e Baby Boomers

Quais são as gerações? Entenda as características comportamentais da geração X, Y, Z e Baby Boomers

Publicação : 11/03/2020

Por Siteware

10 min

Quais são as gerações
Quais são as gerações

(Clique no player para ouvir a narração do post sobre quais são as gerações: X, Y, Z e Baby Boomers. Conte para nós o que você achou nos comentários!)

Você já parou para pensar em quais são as gerações do seu público ou dos seus colaboradores? Tem ideia de qual é a geração dos dias de hoje?

Classificar os indivíduos por geração é uma prática que vem sendo muito utilizada por empresas que querem refinar o seu discurso e suas soluções de acordo com as características comportamentais da geração para a qual elas se destinam. E, assim, se destacar no mercado competitivo.

Além disso, essa classificação é bastante útil também para entender como os indivíduos se comportam no mercado de trabalho de acordo com a geração a qual eles pertencem.

Neste artigo você vai descobrir quais são as gerações e seus nomes, bem como as características e particularidades de cada uma delas.

Antes de ler nossas dicas sobre as gerações X, Y, Z e Baby Boomers, dê uma olhada neste vídeo da Revolutyon. Ele ele é muito inspirador e tem um resumo sobre todas elas:

Leia também: 8 tendências de mercado para 2020: dicas para não perder nenhuma oportunidade

Quais são as gerações e como é feita a classificação?

Geração X, Y (Millennials), Z e Baby Boomers. Mundialmente, esse é o consenso que se tem a respeito da classificação dos indivíduos em 4 gerações. A nomenclatura é dada de acordo com o período em que a pessoa nasceu.

Os Baby Boomers são os nascidos entre 1945 e 1964. Em seguida veio a geração X, que compreende o período de 1965 a 1984.

Já a geração Y é composta por indivíduos que nasceram entre 1985 e 1999. Por fim, temos a geração Z com os nascidos a partir de 2000.

Mas, mais do que uma classificação cronológica, as gerações são determinadas a partir do comportamento das pessoas que nasceram no mesmo período.

Ou seja, não estamos falando aqui de uma classificação arbitrária, mas sim do resultado de uma série de análises comportamentais. E é sobre isso que vamos tratar nos tópicos a seguir.

Características comportamentais da geração X, Y (Millennials), Z e Baby Boomers

Geração Baby Boomers: como é, características e comportamento

Os Baby Boomers recebem esse nome porque são fruto de uma explosão populacional ocorrida logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, quando os combatentes, nos Estados Unidos, finalmente puderam voltar para suas casas e constituir uma família.

Quem pertence a essa geração (os filhos desses combatentes e de seus contemporâneos) tem hoje entre 55 e 75 anos de idade.

Quando jovens, essas pessoas valorizavam muito o trabalho e tinham uma forte preocupação em construir um patrimônio e ter uma carreira profissional estável, permanecendo no mesmo emprego por décadas até a aposentadoria. E esse tipo de comportamento que nasceu no EUA acabou se espalhando por diversos países do mundo.

Para essa geração, o tempo de experiência era mais valorizado do que a criatividade e a inovação. Isso se deve principalmente ao fato de que, naquela época, a concorrência no mercado de trabalho não era tão acirrada e não havia tanta variedade de profissões como temos hoje em dia.

Geração X: como é, características e comportamento

A geração X, que hoje tem entre 36 e 55 anos de idade, cresceu no período de Guerra Fria e foi a primeira a experimentar os avanços tecnológicos.

No campo profissional, os indivíduos da geração X não costumam ousar muito. Eles valorizam bastante a busca pela ascensão de cargos na empresa em que trabalham e geralmente ficam muito tempo na mesma organização.

Quem é da geração X prefere não ser gerenciado em todos os detalhes do trabalho. Eles gostam de entender os processos de negócios como um todo.

De perfil mais conservador, a geração X é muitas vezes a aposta das empresas para cargos de maior responsabilidade.

Geração Y: como é, características e comportamento

O comportamento da geração Y no mercado de trabalho é bem diferente do comportamento observado na geração X.

Os também conhecidos como Millennials são mais exigentes em relação às funções que eles desempenham e têm menos receio de largar um emprego para fazer algo que realmente o traga satisfação como profissional e como pessoa.

Segundo uma pesquisa realizada pela Mind Miners, 33% dos Millennials que se consideram satisfeitos o atual trabalho admitiram a possibilidade de mudar de emprego com menos de dois anos. Já entre os indivíduos da geração X, esse percentual cai para 20%.

No entanto, ainda de acordo com a mesma pesquisa, o salário é o principal aspecto considerado na hora de escolher por um emprego, tanto para a geração X (61%) como para a geração Y (65%).

Os valores cultivados pelos Millennials estão muito mais focados experiência do que na aquisição material. Ou seja, eles se preocupam menos em construir um patrimônio, em ter a casa e o carro próprios.

Para a geração Y, o trabalho em equipe é mais importante do que a hierarquia. Além disso, eles estão em uma busca constante por inovação.

A geração Y prefere receber instruções bem específicas sobre o trabalho a ser realizado. Em relação à gestão de metas, o gestor precisa saber que esta geração gosta de receber feedback, mas prefere tomar suas próprias decisões.

Para saber mais, vale a pena ver este vídeo da MindMiners:

Veja mais: Geração Millennials nas empresas: o que aprender com eles?

Geração Z: como é, características e comportamento

Por fim, encerrando nossa explicação sobre quais são as gerações e seus nomes, chegamos à geração Z.

Se os Millennials cresceram em meio a transformação digital, a geração Z (também chamada de Centennial) já nasceu nesse mundo conectado pelas tecnologias digitais.

De atenção dispersa, os Centennials costumam ser multitarefas, independentes e exigentes com o que consomem e com as funções que desempenham nas empresas, apesar de estarem chegando agora ao mercado de trabalho. Acredita-se que os cargos que a geração Z vai ocupar ainda nem foram criados.

O imediatismo é também uma características da geração Z, eles querem tudo pra ontem.

Além disso, a geração Z apresenta certa dificuldade em socializar fora do ambiente virtual.

É seguro dizer que a última coisa que eles querem é passar a vida toda desempenhando a mesma função ou trabalhando para a mesma empresa.

Neste vídeo da incrível, você confere, entre outras informações, as diferenças entre as a gerações X e Y:

Ficou claro quais são as principais características da geração X, Y (Millennials), Z e Baby Boomers?

Tão importante quanto saber quais são as gerações é entender como elas se comportam. Assim, fica mais fácil interagir com o seu público consumidor e com seus colaboradores.

Este post também pode interessar a você: Como prevenir a depressão no trabalho? 6 dicas para evitar que seus colaboradores desenvolvam essa doença

Agora, selecionamos um vídeo do TEDxFortaleza, com insights mais profundos sobre as gerações:

O STRATWs One é um software de gestão de performance corporativa que já conquistou mais de mil empresas e 160 mil usuários, de dibersas gerações e perfis.

Confira algumas das vantagens do STRATWs One:

  • Integrar pessoas, operação e estratégia;
  • Encontrar oportunidades de melhoria;
  • Fazer a gestão de reuniões e do portfólio de projetos;
  • Aumentar a produtividade;
  • Gerenciar riscos e analisar cenários;
  • Facilitar a troca de informação e a comunicação entre departamentos;
  • Focar na busca dos resultados que sua empresa procura alcançar;
  • Criar e acompanhar KPIs de processos, projetos e pessoas;
  • Compartilhar informações com agilidade e transparência.

Quer saber o potencial de seus colaboradores, independentemente da geração a que pertencem? Então, baixe nosso template gratuito da matriz 9 Box!

2 comentários

  1. vanessa

    Eu estava procurando por esse assunto na Internet pois já tinha ouvido falar na faculdade mas não lembrava .
    Adorei a forma como vocês abordaram o tema . Parabéns pelo artigo.

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *