Logo siteware

Como engajar os colaboradores com a Gamificação?

CONTEÚDO

Publicação:
Publicação:
Gamificação: Como engajar os colaboradores

CONTEÚDO

O engajamento dos colaboradores é um tema que tem ganhado cada vez mais notoriedade, sobretudo em tempos de distanciamento social. Além de olhar com humanidade para os impactos que a crise provoca nas pessoas, é necessário pensar em estratégias que mantenham a equipe motivada nesse momento.

E se antes o engajamento era algo tradicionalmente ligado aos benefícios oferecidos pelas organizações, hoje esse conceito mudou. Claro que os benefícios são importantes, mas novos recursos foram incorporados a fim de trazer resultados ainda mais efetivos.

Hoje falaremos da Gamificação, método que tem como base as dinâmicas dos jogos para a resolução de problemas, criação de estratégias e outras ações. Boa leitura!

Você também pode gostar:

Quais são os benefícios da Gamificação para o ambiente corporativo?

A dinâmica dos jogos tem sido uma estratégia adotada por diversas empresas com o objetivo de obter um alto índice de engajamento em atividades de rotina. Não é segredo que o estímulo de práticas competitivas em uma corporação provoca um maior incentivo se comparadas a métodos tradicionais.

Como resultado, há uma maior motivação para o cumprimento das metas, desde que estejam claras e alinhadas com o atual momento da organização. Graças ao seu caráter atrativo, a Gamificação provoca uma maior retenção do conhecimento, uma vez que utiliza de métodos que prendem a atenção dos participantes. Assim, ao final da dinâmica, eles estarão aptos a colocarem em prática o que aprenderam. 

Embora a Gamificação estimule a competitividade, a colaboração entre equipes é um fator que chama a atenção. Afinal, para que um time vença é preciso que todos estejam alinhados em prol de um mesmo objetivo, não é mesmo? 

Juntamente com a colaboração, surge também a implantação de uma cultura de feedbacks, também incorporada no propósito da Gamificação. Isso significa que, quanto maiores os desafios, mais importante é preservar a troca de ideias, a aprendizagem e o desenvolvimento de habilidades.

Gamificação: como adotar esse método para melhorar o engajamento?

Quer ter colaboradores mais engajados e dispostos a darem o melhor de si? Saiba como utilizar essa poderosa ferramenta para alcançar bons resultados. 

Desvende um problema ou gargalo

O primeiro passo é realizar uma análise de cada departamento para descobrir possíveis gargalos ou problemas que ainda não foram solucionados. Por exemplo, se há um grande número de clientes desengajados e insatisfeitos, significa que algo precisa ser feito para que esse problema não resulte em cancelamentos de contratos

Depois de entender o contexto, é hora de definir os objetivos. Utilizando o exemplo anterior, a meta poderia ser aumentar o índice de satisfação dos clientes a partir do Net Promoter Score.

Feito isso, defina os responsáveis pela ação. Inclua, se possível, profissionais de outros setores que possam acrescentar valor para o projeto.

Por último, é necessário compreender traços da cultura organizacional da corporação. Trata-se de um ambiente formal ou informal? Os processos são rígidos ou flexíveis? Com essas respostas em mente, fica fácil delinear o escopo das ações e colocá-las em prática.

Conheça o perfil dos jogadores

Na Gamificação existem quatro perfis existentes, sendo de extrema importância conhecê-los para designar as tarefas de forma assertiva. Conheça cada um deles:

  • Predador: É conhecido por seu perfil competitivo, pronto para derrotar oponentes e exercer um papel de liderança.
  • Conquistador: Já o conquistador é motivado por realizar as atividades propostas no jogo para conquistar um objetivo. 
  • Explorador: Curioso, o perfil explorador adora desvendar mistérios do jogo, é uma peça e tanto na dinâmica.
  • Socializador: Por fim, temos o socializador, o perfil que prefere criar laços dentro do jogo a realizar suas tarefas.

É fundamental que se tenha um conhecimento aprofundado sobre o perfil de cada um. Informações como idade, hábitos e tipos de comportamento dentro da organização são de grande interesse para montar boas equipes.

Pense na recompensa

Por se tratar de uma dinâmica baseada em jogos, ter em mente quais serão as recompensas para o time vencedor é essencial para gerar o tão esperado engajamento. Aqui, é importante manter os pés no chão e pensar em algo que a organização tem condições de oferecer.

É importante, porém, pensar no que irá gerar o valor esperado, sempre levando em conta o perfil dos colaboradores envolvidos. Bonificações, dias de folga, promoções e kits com presentes são alguns exemplos de premiações para ofertar.

Incremente a ação com recursos lúdicos

Até aqui ficou claro que a Gamificação é um recurso que se diferencia dos demais justamente por levar descontração ao ambiente de trabalho. Sendo assim, se basear em elementos lúdicos para criar a ação trará ainda mais engajamento durante o jogo. 

Uma dica é utilizar símbolos relacionados ao cinema, música, séries ou outros componentes da cultura pop. O importante é pensar em temas que sejam unanimidade entre os participantes, levando em consideração o perfil da equipe. 

Planeje o funcionamento do jogo

Esta etapa será a responsável por estabelecer toda a estrutura da dinâmica. Em primeiro lugar, determine como será o jogo, sempre lembrando dos objetivos propostos no início. Crie as regras, pense nos resultados esperados e na duração de cada atividade.

Para que não haja erros durante a realização da dinâmica, é crucial efetuar testes com pequenos grupos para verificar se não há gargalos em tarefas ou regras definidas. Depois, faça os ajustes necessários e compartilhe o escopo com outras pessoas. Lembre-se, a etapa de revisão é tão, ou mais importante do que a idealização de um projeto.

Faça benchmark

Já que estamos falando de uma metodologia relativamente nova no mercado, analisar como outras empresas estão colocando a Gamificação em prática é uma boa opção para obter o sucesso esperado.

Para se ter uma ideia, empresas como a Microsoft já utilizam esse recurso para ajudar equipes de testes a encontrarem possíveis falhas nas traduções em telas de centenas de línguas dos softwares da empresa.

Embora essa prática seja vantajosa, é necessário olhar para dentro da organização a fim elaborar uma estratégia que de fato faça sentido para o atual momento do negócio. 

Depois de conferir nossas dicas, que tal entender mais sobre o engajamento de equipes com nosso material gratuito? Clique aqui e faça o download.

Banner 16 Como engajar os colaboradores com a Gamificação?

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[Evento online e gratuito]
[Evento online e gratuito]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[Evento online e gratuito]
[Evento online e gratuito]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[Evento online e gratuito]
[Evento online e gratuito]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]