Gestão de Equipe

Indicadores de treinamento e desenvolvimento: confira os 10 principais

Indicadores de treinamento e desenvolvimento: confira os 10 principais

Publicação : 01/09/2018

Por Siteware

8 min

Indicadores de treinamento e desenvolvimento
Indicadores de treinamento e desenvolvimento

(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post sobre indicadores de treinamento e desenvolvimento! Deixe nos comentários o que achou.)


Investir em treinamento e capacitação dos colaboradores é sempre uma boa ideia, pois isso contribui para o desenvolvimento deles e da empresa.

Profissionais de RH que sabem da importância da gestão estratégica de pessoas nas organizações sempre estão organizando treinamentos e outras formas de capacitar os colaboradores.

Mas um grande desafio para esses profissionais é como saber se esse investimento tem dado certo ou não. Para isso, existem os indicadores de treinamento e desenvolvimento.

Esses indicadores de desempenho são importantes ferramentas utilizadas para medir a eficácia dos cursos e o respectivo desempenho dos colaboradores. Assim, é possível propor ações efetivas nessa área e que contribuam para o crescimento da organização.

Confira agora os 10 principais indicadores de treinamento e desenvolvimento e saiba como utilizá-los no seu negócio para avaliar a eficiência de seus esforços de capacitação dos colaboradores.

10 principais indicadores de treinamento e desenvolvimento

1 – Taxa de adesão

A taxa de adesão tem como objetivo analisar a relação entre o número de pessoas convidadas a participar do treinamento e as que de fato aderiram ao curso.

Nesse caso, o cálculo é simples. Se 20 colaboradores foram chamados para fazer parte do treinamento, mas apenas 10 aceitaram o convite, a sua taxa de adesão será de 50%

Com esse indicador é possível, por exemplo, descobrir a eficiência da divulgação e o interesse dos colaboradores pelo tema do treinamento.

Além disso, pode mostrar se seus colaboradores são engajados ou não e têm interesse em evoluir junto com a empresa.

2 – Taxa de abandono

Neste indicador, a intenção é identificar quantos participantes desistiram do treinamento no meio do caminho.

Por meio da taxa de abandono, é possível descobrir problemas que podem estar relacionados ao conteúdo e à execução do curso, bem como certas incongruências entre o que foi prometido e o que foi entregue àqueles que aceitaram participar do treinamento.

3 – Reação dos participantes

Como os colaboradores avaliam o treinamento que eles receberam?

Neste indicador, procura-se medir a satisfação dos participantes. No entanto, vale ressaltar que os colaboradores podem ficar receosos ao expressar sua verdadeira opinião, temendo sofrer futuras retaliações.

Nesse caso, deixe claro que o colaborador tem total liberdade para fazer as suas considerações sobre o treinamento, mesmo que elas sejam negativas e que seu feedback é anônimo.

Com essas informações, é possível fazer determinados ajustes e propor melhorias para os próximos cursos.

4 – Avaliação média do aprendizado

O quarto item da nossa lista de indicadores de treinamento e desenvolvimento é utilizado para medir o quanto do conteúdo ensinado foi, de fato, absorvido pelos colaboradores.

Portanto, ao final do treinamento, aplique uma prova abordando tudo o que foi tratado durante o curso. Depois, calcule a nota média dos colaboradores.

Você pode também aplicar um teste de aprendizagem antes do treinamento para, depois, fazer uma comparação com a nota pós-treinamento.

5 – Aproveitamento individual

O aproveitamento individual é um indicador que mede o desempenho produtivo do colaborador após o treinamento e quantidade de participantes que conseguiram desenvolver suas habilidades e subir de cargo dentro da empresa.

6 – Colaboradores alcançados

Aqui a intenção é quantificar o número de colaboradores que foram treinados pela empresa em determinado período. Você pode fazer esse cálculo baseando-se na relação entre o total de colaboradores da empresa e o total de colaboradores treinados.

Com o resultado, é possível avaliar a necessidade de adotar estratégias que ampliem esse alcance.

7 – Taxa de treinamento via multiplicadores internos

Este indicador tem como objetivo responder à seguinte pergunta: Qual porcentagem das horas de treinamento foi utilizada pelos colaboradores para multiplicar o conhecimento adquirido entre os outros colegas?

De todos os indicadores de treinamento e desenvolvimento, este talvez seja um dos mais relevantes. Isso porque compartilhar o conhecimento dentro da empresa é extremamente benéfico para os negócios.

Dentre os benefícios, podemos citar:

  • otimização de recursos;
  • estímulo à multidisciplinaridade;
  • descentralização do conhecimento.

8 – Média de treinamentos por pessoa

Em média, cada colaborador teve acesso a quantos treinamentos? Este indicador é importante porque, quanto maior for o acesso dos colaboradores aos treinamentos oferecidos pela empresa, mais capacitados eles estarão para desempenhar suas atividades e contribuir para o crescimento da organização.

Por isso, na medida do possível, procure oferecer cursos que abordem os mais variados temas para que os colaboradores possam desenvolver e aprimorar suas diferentes habilidades.

9 – Tempo médio de treinamento por pessoa

Esse indicador mede a quantidade média de horas dedicadas ao treinamento e capacitação de cada colaborador. A partir desse resultado, você pode comparar o tempo total investido em treinamentos com a quantidade total de horas trabalhadas.

Há empresas que, anualmente, dedicam uma média de 100 horas de treinamento por funcionário. Se um funcionário, por exemplo, trabalha 2.000 horas em média por ano, o percentual dedicado a treinamentos será de 5%.

10 – Valor total investido

Saber quanto que foi investido em treinamento é um indicador importante para saber se houve aumento ou redução em comparação a períodos anteriores.

Além disso, você pode atrelar esse indicador a outros indicadores para, por exemplo, verificar se houve e de quanto foi o retorno sobre o investimento.

É possível também dividir o valor total investido pela quantidade total de treinamentos efetuados e descobrir a média de custo de cada treinamento. Você pode também dividir esse valor pelo total de colaboradores treinados e descobrir quanto custa, em média, treinar cada colaborador.

Essas informações serão úteis também para a elaboração do seu planejamento financeiro, pois te ajudfe.io como fazer um teriarão a projetar os gastos destinados a essa área em períodos futuros.

Agora que você já conhece os principais indicadores de treinamento e desenvolvimento, que tal colocá-los em prática na sua empresa?

Para isso, o ideal é usar um software de gestão de performance corporativa que automatize esse processo. O STRATWs ONE é uma ferramenta que permite gerenciar seus indicadores de desempenho do negócio por meio de painéis de controle intuitivos e fáceis de usar.

Dessa forma, colaboradores, a execução das tarefas e a estratégia podem ser melhor gerenciadas, aumentando a produtividade do negócio e auxiliando a encontrar oportunidades de melhoria.

Assista a este vídeo e saiba mais sobre o STRATWs ONE e a Siteware:

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

Daniella DoyleJornalista e Publicitária de formação, está no mercado há mais de 15 anos com foco em gerar resultados para empresas B2B por meio de estratégias online e offline. Adora uma nova tendência e trabalhar com métricas e metas. É gerente de marketing na Siteware e, quando sobra um tempinho, aproveita para tricotar e pintar!