Produtividade

5 principais exemplos de indicadores de desempenho financeiro

5 principais exemplos de indicadores de desempenho financeiro

Publicação : 22/08/2018

Por Siteware

10 min

exemplos de indicadores financeirosexemplos de indicadores financeiros
exemplos de indicadores financeirosexemplos de indicadores financeiros

Não basta estimular estratégias focadas no desempenho e cultivar as diretrizes, as boas práticas e as ferramentas que a equipe precisa para conquistar as metas e objetivos.

É importante fazer um diagnóstico empresarial preciso do empreendimento através de métodos de aferição.

São ele que vão indicar se o desempenho está abaixo do esperado. Assim, será possível que se façam mudanças de rota, ou saber se tudo está ocorrendo conforme planejado.

Existem inúmeros exemplos de indicadores financeiros proporcionados pela doutrina econômica e administrativa. Eles podem dar uma visão macro da saúde da empresa e, assim, o gestor pode escolher aqueles que mais lhe agradam.

Por isso, selecionamos 5 dos mais relevantes exemplo de indicadores de desempenho de performance financeira para você aplicar em seu negócio.

Mas antes de conhecer esses indicadores de performance financeira, dê uma olhada neste vídeo que mostra como definir indicadores administrativos de desempenho:

Quais são os tipos de índices financeiros

Os indicadores de desempenho financeiro podem ser divididos em 5 tipos principais:

  1. indicadores financeiros de rentabilidade;
  2. indicadores financeiros de lucratividade
  3. indicadores de ticket médio;
  4. indicadores financeiros de margem de contribuição;
  5. indicadores financeiros de ponto de equilíbrio.

Agora, veja exemplos desses indicadores financeiros!

5 exemplos de indicadores financeiros e como usar em sua empresa

Conhecer os principais índices financeiros é fundamental para quem quer avaliar a saúde financeira de seu negócio.

Confira 5 tipos de indicadores financeiros, elas serão muito úteis para você fazer ao controle financeiro empresarial.

1. Rentabilidade

Este é um dos principais indicadores de desempenho financeiro e demonstra o potencial de ganho da empresa. Isto é, indica o retorno do capital investido pela organização. Por isso, figura como um dos mais relevantes indicadores de gestão financeira para qualquer tipo de negócio.

A fórmula que mede a rentabilidade é uma relação entre o resultado líquido e o total dos ativos ou o investimento inicial, dependendo da fase em que se encontra o negócio.

Isso se expressa na divisão da margem de lucro obtida pela empresa e o investimento realizado durante um período.

Quando a rentabilidade for abaixo do esperado pela cúpula administrativa da empresa, deve-se pensar em novas estratégias para atrair clientes e conquistar mais mercado.

A fórmula da rentabilidade para um negócio em fase inicial é a seguinte:

Lucro no período / investimento inicial

Por exemplo: Imagine que uma pessoa abre um restaurante e, para isso, investe 600 mil reais. Durante o primeiro ano, ela teve um lucro de 80 mil reais.

Assim, ao substituir na fórmula, temos:

80.000 / 600.000 = 0,13

Multiplicando por 100, chegamos a uma lucratividade anual de 13%.

2. Lucratividade sobre as vendas

Este é um dos mais usados exemplos de indicadores financeiros.

Consiste em um percentual que caracteriza a eficiência operacional da empresa. Sua fórmula pode ser expressa como o resultado líquido dividido pela receita total.

A receita mencionada diz respeito ao resultado total do negócio em um dado período, que pode ser o montante de vendas, o conjunto de serviços ou a junção de ambos.

A fórmula da lucratividade sobre vendas é a seguinte: 

Lucro no período / faturamento no período

Assim, usando a mesma situação do restaurante neste exemplo de KPI financeiro, digamos que o restaurante faturou em média 80 mil por mês. Portanto, 12 x 80 = 960 mil por ano.

Substituindo na fórmula:

80.000 / 960.000 = 0,8 x 100 = 8%

Portanto, a lucratividade sobre vendas é de 8%.

Fique atento a este que é um do mais usados indicadores de controle financeiro!

3. Ticket médio

Pode-se chegar ao valor do ticket médio por dois vieses: através do número de vendas ou do número de clientes.

A fórmula considera o valor total de vendas (faturamento) que se teve em certo período, dividindo-se pelo número de vendas ou de clientes no mesmo período.

Tal informação sugere o índice de eficiência de sua empresa, porque demonstra se as ações de marketing estão dando retorno naquele momento.

Mostra também, se houver a aplicação deste índice a cada vendedor, quais são as técnicas de relacionamento com o cliente que vêm dando mais certo.

Por isso, será possível ver quais os vendedores que são mais capacitados e renovar o treinamento de sua equipe, a fim de aumentar o ticket médio.

A fórmula do ticket médio de vendas mais usada é a seguinte:

Faturamento no período / numero de vendas no período

Em nosso restaurante, vimos que o faturamento anual foi de 960 mil reais. Digamos que o restaurante vende, em média, 3 mil refeições por mês. Assim, 12 x  3 mil = 36 mil refeições por ano.

Substituindo na fórmula:

R$ 960.000,00 / 36.000 = R$ 26,70

Portanto, o ticket médio é de R$ 26,70.

4. Margem de contribuição

Este indicador de desempenho financeiro equivale à diferença entre o lucro bruto obtido pela empresa com uma mercadoria ou serviço e o gasto variável unitário (que é a soma do custo variável unitário e as despesas variáveis).

Usar este importante indicador de desempenho financeiro permite reconhecer a participação de cada grupo de produtos para que a empresa cubra todos os seus custos e despesas fixas. Ou seja, sem ultrapassar o faturamento da empresa.

A fórmula da margem de contribuição é:

Preço de venda – (custo variável + despesa variável)

Custo variável é aquele que ocorre na produção direta da refeição (no caso do restaurante) e que varia com a quantidade produzida, como, por exemplo o custo dos ingredientes usados.

Despesas variáveis são aqueles que não estão diretamente relacionadas com a produção da refeição, mas que também variam com a quantidade, como, por exemplo, o imposto pago sobre o faturamento de venda.

Vamos tomar como preço de venda da refeição o ticket médio de R$ 26,70.

E digamos que a contabilidade do restaurante forneceu os seguintes dados:

Custo variável:  R$ 12,00

Despesa variável: R$ 8,00

Substituindo na fórmula, teremos:

26,70 – (12 + 80) = 26,70 – 20 = R$ 6,70

Assim, a margem de contribuição de cada refeição é de R$ 6,70.

5. Ponto de Equilíbrio

O último de nossos exemplos de indicadores financeiros é o ponto de equilíbrio. Diz respeito ao momento singular e muito aguardado quando as vendas ficam igualadas com os custos e despesas totais do negócio. Assim, não há lucro, mas também não existe prejuízo.

A equação simples traduz-se em colocar o valor somado de vendas de um lado, de modo a cobrir todos os custos e despesas (vendas = custos + despesas totais).

Nesse sentido, espera-se que, a partir deste momento de estabilização, o negócio passe a dar lucro.

A fórmula do ponto de equilíbrio é:

Despesas fixas / margem de contribuição

Despesas fixas são todas aquelas que não estão diretamente ligadas à produção e que não variam com ela. Por exemplo: aluguel, seguro do estabelecimento, telefonia etc.

Assim, digamos que a despesa fixa do restaurante é de 10 mil reais mensais. E, como como vimos, a margem de contribuição unitária de R$ 6,27.

Substituindo esses valores na fórmula:  

10.000 / 6,27 = 1.594,89

Arredondando, podemos dizer que o ponto de equilíbrio é alcançado quando se vendem 1.595 refeições em um mês. Isto é: para ter lucro, é preciso vender mais que 1.595 refeições.

Viu como é fácil calcular os indicadores de desempenho financeiro de seu negócio?

Quais indicadores financeiros não podem faltar em uma análise de finanças?

A verdade é que isso vai depender muito do modelo do seu negócio e do tipo de atividade exercida.

Mas, com certeza, os indicadores de controle financeiro citados acima são os principais e não podem faltar em uma boa análise.

Quer conhecer mais alguns indicadores financeiros? Então, assista a este vídeo:

Os indicadores de performance financeira são importantes para as empresas porque oferecem dados de alto significado. Assim é possível saber como a empresa vem se comportando e também auxiliar os gestores com subsídios para tomar decisões de forma mais embasada.

Desse modo, indicadores de desempenho financeiro destacam onde seria mais interessante fazer um investimento, ou se valeria a pena correr menos riscos tomando um empréstimo.

O STRATWs One é um software de gestão de performance corporativa desenvolvido pela Siteware. Trata-se de uma ferramenta robusta e fácil de usar que apresenta os indicadores de seu negócio em tempo real, ajudando a melhorar a performance e encontrar oportunidades de melhoria.

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

Quer mais dicas sobre indicadores de desempenho? Então baixe nosso e-book gratuito: Como usar KPIs para acompanhar os resultados e engajar seu time?