Projetos

Como vender mais na Black Friday: 7 dicas para fazer um bom planejamento

Como vender mais na Black Friday: 7 dicas para fazer um bom planejamento

Publicação : 12/11/2021

Por Viviane Rodrigues

15 min

Como vender mais na black friday
Como vender mais na black friday

A Black Friday é uma das datas mais esperadas por todos os varejistas. Afinal, este é o momento do ano em que as pessoas se preparam para comprar itens em promoção que realmente valham a pena.

Os consumidores esperam boas ofertas e fazem extensas pesquisas antes de comprar. Por isso, é impossível falar em como vender mais na Black Friday sem abordarmos a importância de um bom planejamento e ações eficientes que atraiam os clientes e aumente o seu faturamento.

Neste texto, iremos te mostrar algumas dicas para vender mais na Black Friday e alavancar as vendas nesta data com algumas estratégias de comunicação. Continue a leitura para saber mais!

O que é a Black Friday?

A origem da data é norte-americana e se caracteriza por uma liquidação que ocorre toda quarta sexta-feira de novembro, logo após o dia de Ação de Graças – famosa festa religiosa que celebra a gratidão à Deus pelos acontecimentos de todo o ano.

A Black Friday chegou ao Brasil em 2011 e, desde então, vem crescendo exponencialmente. Diferentemente da Black Friday estadunidense, a brasileira se iniciou como um evento exclusivamente online. Atualmente, porém, o varejo físico também tem participação ativa.

A data no Brasil

O período da Black Friday se tornou a segunda data sazonal mais importante do varejo brasileiro, só ficando atrás do Natal. 

Mas, mesmo após vários anos, os consumidores brasileiros ainda se mostram receosos em relação à data. 74% dos consumidores desconfiam das promoções divulgadas por alegarem preços fraudulentos, que não trazem vantagem real de compra.

Por isso, é muito importante se atentar às estratégias escolhidas para lucrar nesta data. Fazer promoções reais, que tragam vantagens verdadeiras para os consumidores se mostra cada vez mais necessário.

A prova disso é que 3 em cada 4 consumidores pesquisam e comparam preços antes de comprar um produto, e não faltam ferramentas online que facilitem essas análises.

Melhores campanhas de Black Friday: 3 exemplos para você se inspirar

Dafiti

Esse e-commerce, que vende desde roupas até móveis para casa, decidiu abraçar o arco-íris – e o calendário – como uma ideia de Black Friday. 

Ao invés de realizar “apenas” uma BF, ela decidiu fazer uma semana de descontos, com uma cor direrente em cada dia: White Monday, Blue Tuesday, Red Wednesday, Yellow Thursday e Black Friday

Com essa tática, ela conseguiu registrar um aumento de vendas não só na sexta, mas em toda a semana. Apesar dessa campanha ter sido realizada em 2013, ela ainda é um case citado por muitas empresas.

Banco Inter e Magazine Luiza

O conceito de caixas secretas já é conhecido no exterior, mas essa ideia de Black Friday começou a aparecer recentemente em marcas como Magazine Luiza e Banco Inter.

Além de ser uma proposta simples, ela é extremamente tentadora. A empresa cria um número específico de caixas, que o cliente compra por um valor baixo sem saber o que há dentro. 

Enquanto a Magalu vendeu produtos como notebooks por R$ 99, o Banco Inter investiu em mercadorias com descontos de até 80%, como fones de ouvido da JBL e smartwatches. Em ambos casos, as caixas esgotaram em minutos.

Com campanhas como essas, a marca gera mais interesse e consegue se destacar dentre as concorrentes em um período onde todos buscam mais atenção.

Amazon

Você quer saber como vender mais na Black Friday, mas a data chegou antes da conclusão seu planejamento? Que tal criar a sua própria BF então?

O Prime Day da Amazon é um exemplo disso. Nesse evento, que costuma durar dois dias, a marca oferece diversas ofertas e descontos aos assinantes do seu serviço de frete grátis. 

De acordo com o Country Manager da Amazon do Brasil, Daniel Mazini, o volume de vendas nas primeiras 24 horas do evento de 2020 foi maior que toda a Black Friday do e-commerce em 2019. Ou seja, essa campanha mostra que a Black Friday é apenas um dos caminhos que você pode seguir.

Como se planejar para a Black Friday?

1. Comece a divulgar o quanto antes

A Black Friday movimenta os maiores sites e lojas de todo o Brasil, então prepare seu negócio para se sobressair com antecedência!

Deixe os consumidores cientes da participação do seu negócio na Black Friday. Dessa forma, seus clientes e o público que você pretende atingir já serão impactados por seus anúncios online e offline. 

2. Valorize seus clientes fidelizados 

Queer saber um segredo em como vender mais na Black Friday? Nem só de novos clientes se vive a Black Friday. 

Fazer com que seus clientes fiéis se sintam especiais com descontos exclusivos ou uma pré-venda é uma boa estratégia de reativação a ser utilizada. 

Podemos usar como exemplo a Francisca Joias, em 2015, que criou uma landing page exclusiva para seus clientes para que eles recebessem de antemão as ofertas da data em seus e-mails. 

3. Esteja fisicamente e virtualmente preparado

A Black Friday é um dia atípico no varejo, no qual o volume de vendas aumenta significativamente. Portanto, é necessário que você se certifique da capacidade do seu negócio de lidar com a alta demanda. 

Verifique se seu site consegue suportar muito usuários ativos, prepare a infraestrutura da sua loja e treine sua equipe para trabalhar com mais agilidade (ou, até mesmo, contrate funcionários temporários).

4. Ofereça descontos realmente significantes

Nada de oferecer um produto de R$ 49,90 por R$ 45,90! Além disso, abandone a ideia de aumentar o preço algum tempo antes para voltar ao preço normal na Black Friday. Essa dica para vender mais na data é simples, mas eficiente.

Os consumidores pesquisam o histórico de preços antes de chegarem ao momento final da compra, além de estarem sempre atentos aos estabelecimentos que utilizam técnicas como essas. 

Lembre-se: é melhor ter um bom planejamento para vender seus produtos com descontos reais do que tentar enganar o consumidor. Uma vez manchada a imagem da empresa, é difícil recuperá-la.

5. Selecione bem seus produtos

Analise cuidadosamente quais itens entrarão em promoção na sua loja e pense estrategicamente! Não adianta querer colocar o inventário inteiro de produtos em promoção. 

Você pode decidir em liquidar produtos que estão há algum tempo em estoque ou que tenham maior margem para desconto, sendo vantajoso tanto para sua empresa quanto para o seu cliente.

6. Invista em anúncios

Seja online ou offline, é essencial utilizar a publicidade a seu favor! 

Você pode utilizar um pixel de remarketing no seu site, investir em anúncios no Google Ads ou em anúncios dentro das redes sociais que seu público se encontra.

Além disso, você pode produzir panfletos, outdoors, busdoors e diversos outros modelos de divulgação que irão ajudar o público a saber que seu negócio está participando do evento.

Leia também: Principais indicadores de marketing digital: conheça os 30 mais importantes

7. Tenha bons fornecedores

Dica essencial para qualquer época, ter bons fornecedores na Black Friday é uma garantia de que você conseguirá entregar todos os itens vendidos dentro do prazo. 

Você também pode tentar negociar uma redução de preço com fornecedores e distribuidores na data em troca do grande volume de compras.

5 ideias de Black Friday para vender mais

1. Crie a sua própria Black Friday

Assim como a Amazon criou o Prime Day, não se esqueça que você pode usar outras datas para oferecer descontos incríveis. Apesar dessa não ser uma dica de como vender mais na Black Friday, ela segue o mesmo princípio de aumentar as vendas em uma data específica.

Mas não se esqueça que quanto mais oportunidades de comprar com descontos, mais feliz o cliente ficará. Por isso, tente oferecer algum tipo de promoção na tradicional BF.

2. Transforme a Black Friday na Black Week ou Month

Apesar da BF ser o dia em que os clientes estão focados nas compras, por que não começar a oferecer os descontos antes? Além de possivelmente aumentar as vendas, como a Dafiti conseguiu na Colorful Week, você se destaca diante a concorrência!

Ademais, muitas empresas trabalham com produtos manuais ou com pequena produção, que pode levar mais tempo para ser produzido. Com as vendas antecipadas, é mais provável que você conseguirá atender pedidos de Natal e Ano Novo.

3. Seja aberto com o cliente

Quer saber como vender mais na Black Friday? Essa próxima dica é de ouro!

Apesar de conhecermos nossos clientes, nós não temos uma bola de cristal para entender tudo o que ele está buscando. É por isso que para vender mais na Black Friday, é importante ser aberto com o cliente.

Que tal enviar enquetes por e-mail e nas redes sociais perguntando se eles preferem brindes, frete grátis ou um cupom de 10%? A resposta pode lhe surpreender.

4. Concursos

Vamos ser honestos: todos amamos participar de um concurso. Então porque não adotar essa ideia para a sua loja? Ela pode ser feita de diversas maneiras:

  • prêmios para os consumidores que tirarem as fotos mais criativas com os produtos da loja;
  • cada R$ XX em compras vale um número da sorte para participar do sorteio;
  • caça ao tesouro no blog ou redes sociais da loja com dicas para conseguir descontos exclusivos.

Com atividades como essa, você gera mais engajamento com o consumidor e transforma a compra em uma experiência ainda mais divertida.

5. Black Friday do bem

E se sua empresa usasse a Black Friday como uma oportunidade de ajudar o próximo? Uma ideia de Black Friday para vender mais – e fazer o bem – é destinando uma porcentagem de suas vendas para causas de impacto social. Outra opção é oferecer ao cliente a possibilidade de fazer uma doação dentro do carrinho de compras.

Algumas marcas que utilizaram essa estratégia de vendas viram um aumento de mais de 150% no número de compras com doações entre 2018 e 2019.

3 dicas para vender na Black Friday

1. Dê aos clientes uma experiência omnichannel

O omnichannel pode ser resumido como uma integração de diferentes ferramentas para oferecer a mesma experiência ao cliente, independente do canal de atendimento. 

Na proposta omnichannel, o setor de atendimento ao cliente até o vendedor presencial conseguem acessar o histórico de conversas e compras anteriores através de um sistema integrado.

Ou seja, um vendedor de uma loja com experiência omnichannel consegue conhecer o cliente logo no início do atendimento e entender o que ele busca. Além disso, sempre que possível, deixe os produtos com o mesmo preço na loja online e presencial. Esse ponto pode fazer toda a diferença em uma venda.

2. Saiba com quem você está falando

Imagine que uma mesma empresa de roupas tenhas duas marcas diferentes: uma para senhoras de mais de 60 anos e outra para adolescentes que amam skate e tem entre 12 e 18 anos. Ambas marcas decidiram participar da Black Friday.

Agora responda: essas duas marcas podem usar uma única campanha para divulgar suas promoções? Não, pois elas tem públicos diferentes. E entender a persona é fundamental para produzir mensagens que envolvam e conversem com um cliente.

Um ótimo exemplo é a Quintal Dermocosméticos, que utilizou gírias comuns entre as clientes, como “sextou” e “mdsss!” na sua campanha.

3. Ofereça mais que apenas desconto

Sabe o que é melhor que um benefício na compra? Vários benefícios! Por isso, além de dar ao público a opção de escolher por um benefício (como citamos anteriormente), ofereça uma série de vantagens na compra.

Dentre as opções, vale citar:

  • preços com desconto;
  • frete grátis;
  • cupons de desconto;
  • brindes;
  • opções de pagamentos com desconto, como boleto e PIX.

É possível, até mesmo, oferecer diferentes vantagens em cada dia para incentivar a compra do máximo de pessoas.

A Siteware te ajuda no seu planejamento da Black Friday

O STRATWs One é um sistema de gestão de metas e objetivos que possibilita planejar e acompanhar o desenvolvimento dos projetos de maneira fácil e eficiente.

Veja alguns dos motivos que a fizeram ser escolhida por mais de mil empresas ao redor do mundo:

  • Integra pessoas, operação e estratégia;
  • Facilita a troca de informação e a comunicação entre departamentos;
  • Compartilha KPIs com agilidade e transparência;
  • Permite usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Facilita empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT;
  • Potencializar a governança corporativa.

Conheça agora mesmo: STRATWs One

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *