Processos

Indicadores para transporte de cargas: 10 exemplos para monitorar e impulsionar os resultados do setor de logística

Indicadores para transporte de cargas: 10 exemplos para monitorar e impulsionar os resultados do setor de logística

Publicação : 11/10/2019

Por Siteware

8 min

Indicadores para transporte de cargas
Indicadores para transporte de cargas

Você costuma monitorar o desempenho do setor de logística da sua empresa? Mais especificamente, como você mensura a performance da área de transporte de cargas, que está inserida no setor de logística?

Os indicadores-chave de desempenho (KPIs) são importantes ferramentas. Eles mostram o progresso da empresa ou de algum departamento específico na busca por seus objetivos.

Se implementados de maneira correta, os KPIs ajudam a promover a melhoria contínua dos processos, fornecem dados concretos para embasar tomadas de decisão e estimulam a criação de uma cultura de excelência.

Tendo isso em vista, elaboramos aqui uma lista com 10 exemplos de indicadores para transporte de cargas que você pode implementar no setor de logística da sua empresa.

Continue a leitura e saiba como essas ferramentas podem te ajudar a medir a qualidade do seu serviço de transporte e promover as melhorias necessárias.

Leia também: Para que serve, como calcular e o que é KPI de logística

10 exemplos de indicadores para transporte de cargas

1 – Custo operacional total

O primeiro item da nossa lista de indicadores para transporte de cargas é bem básico, mas extremamente importante. Medir o custo operacional total das atividades de transporte é fundamental para que se possa identificar gargalos e encontrar maneiras de reduzir esses custos.

Procure avaliar esse indicador periodicamente, de preferência todo mês ou a cada três meses.

Um sistema de gestão financeira e logística pode te ajudar a levantar os dados mais relevantes em relação aos custos das operações de transporte. Assim, fica mais fácil traçar estratégias para melhorar o desempenho desse processo.

2 – Receita gerada por quilo transportado

Dependendo do seu modelo de negócio e do tipo de carga que você transporta, talvez seja interessante calcular quanto de receita cada quilo de carga transportada representa para a sua empresa.

Este KPI pode ser muito útil para te ajudar a identificar qual veículo tem se mostrado mais produtivo e que tipo de veículo você deve implementar na sua frota.

3 – Relação entre faturamento e gastos com combustível

Neste indicador, a intenção é manter os gastos com combustível sempre inferiores ao seu faturamento. Caso contrário, isso significa que você está gastando mais do que recebendo e, consequentemente, ficando no prejuízo.

Implementar este KPI é importante para decidir sobre os valores cobrados no frete.

4 – Índice de entregas com avarias

Quando falamos em transporte de cargas, o ideal é que as mercadorias cheguem até o seu destino sem nenhum defeito em total qualidade.

Nesse sentido, monitorar o indicador de entregas com avarias é importante para garantir a qualidade dos produtos que estão sendo transportados. Assim, evita-se desperdícios e o cliente fica satisfeito.

O cálculo deste KPI é bem simples. Basta dividir as entregas com avarias pelo total de entregas em determinado período e depois multiplicar por 100 para ter o valor percentual.

5 – Não conformidade na entrega

Este indicador mede o índice de inconformidade nas entregas. Ou seja, quando a entrega não cumpre com o que foi combinado no momento da realização do pedido.

Isso acaba gerando reentregas, devoluções e não faz nada bem para a imagem da marca.

Acompanhar este KPI te ajudará a chegar na causa-raiz do problema para, então, conseguir solucioná-lo.

Confira em nosso blog: Ferramentas de controle de estoque: 7 dicas para gerenciar a entrada e saída de mercadorias com mais eficiência

6 – Entregas dentro do prazo

De todos os indicadores para transporte de cargas, este talvez seja o mais utilizado.

Entregar os pedidos dentro do prazo estipulado deve ser uma das prioridades de quem oferece esse tipo de serviço. Afinal, poucas coisas são tão desagradáveis para um cliente quanto um pedido que não tem o seu prazo de entrega respeitado.

O cálculo deste KPI também é muito simples. Pegue o total de entregas dentro do prazo e divida pelo total de entregas realizadas em determinado período. Em seguida, multiplique o valor por 100 para chegar a um percentual.

7 – Tempo de atraso nas entregas

Mas e quando a entrega acaba atrasando? Bom, além de desenvolver estratégias para evitar que isso aconteça, é preciso também controlar o tempo de atraso para que ele fique o mais próximo possível de zero.

De fato, há variáveis que não se pode controlar, como problemas na estrada, eventos naturais ou até mesmo manifestações que bloqueiam a passagem.

Por isso, você precisa estabelecer uma média de tempo “aceitável” para atrasos, quando eles acontecerem.

8 – Tempo total de carga e descarga

O tempo é um fator de extrema importância para a área de transporte de cargas. Tendo isso em vista, quanto tempo, em média, você gasta com carga e descarga de mercadorias?

Acompanhe este indicador para mantê-lo o mais baixo possível e aumentar a produtividade e eficiência do serviço.

9 – Condições especiais de entrega

Quando você realiza entregas com condições especiais, isso pode representar mais custos e mais trabalho para a equipe de logística e transporte. No entanto, oferecer condições especiais pode gerar maior faturamento.

Por isso, esteja sempre atento a quantidade de pedidos com condições especiais e faça uma análise do faturamento que cada uma desses pedidos representa. Veja também se, de fato, vale a pena oferecer tais condições diferenciadas do ponto de vista financeiro e operacional. Esse é um custo que você precisa reduzir.

10 – Valor médio das multas por quilômetro rodado

As multas que os seus veículos recebem podem impactar significativamente o caixa da sua empresa.

Para calcular este indicador, basta dividir o valor total de multas em determinado período pelo total de quilômetros rodados no mesmo intervalo de tempo. Mantenha este KPI sempre o mais baixo possível.

Ficou claro quais são os principais exemplos de indicadores para transporte de cargas? Implemente-os no setor de logística da sua empresa e alavanque resultados!

Este post também pode interessar a você: Tomada de decisão com base em indicadores: 6 passos para um processo decisório mais assertivo

Você sabe fazer a gestão de indicadores? Então, dê uma olhada neste vídeo:

O STRATWs One é um software de gestão de performance corporativa. Com ele é possível criar, acompanhar em tempo real e divulgar seus indicadores. Tudo isso com transparência e agilidade.

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

Daniella DoyleJornalista e Publicitária de formação, está no mercado há mais de 15 anos com foco em gerar resultados para empresas B2B por meio de estratégias online e offline. Adora uma nova tendência e trabalhar com métricas e metas. É gerente de marketing na Siteware e, quando sobra um tempinho, aproveita para tricotar e pintar!

Quer começar a acompanhar seus indicadores o quanto antes? Então, baixe nosso e-book gratuito: Como criar o seu dashboard de indicadores de desempenho em 3 dias

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *