Comunicação

Principais indicadores de marketing digital: conheça os 30 mais importantes

Principais indicadores de marketing digital: conheça os 30 mais importantes

Publicação : 27/03/2019

Por Siteware

13 min

indicadores de marketing
indicadores de marketing

O uso de indicadores de performance é adotado por milhares de empresas ao redor do mundo.

Existem dezenas ou centenas de indicadores utilizados no dia a dia de cada empresa, que deixam claro que fazer marketing é muito mais do que apenas contratar a criação de site com uma empresa especializada e usar belas imagens para conseguir grandes resultados.

Conheça os principais indicadores de marketing digital e entenda o que cada um deles significa.

Leia também: Gestão por indicadores: porque e como usar KPIs na sua gestão de performance

E assista a esta explicação de nosso canal do YouTube:

O que são KPIs?

Um KPI é um indicador de performance que tem como objetivo mensurar se ações e processos realizados dentro de uma empresa estão atingindo os objetivos.

Esses indicadores têm como objetivo oferecer uma visão mais efetiva sobre vários aspectos importantes para os resultados de um negócio.

Veja agora os principais KPIs de marketing digital.

Faça download do nosso kit completo de indicadores clicando aqui

Conheça 30 dos principais KPIs ou indicadores de marketing digital:

1. Custo por aquisição

O famoso CPA é um dos mais importantes KPIs de marketing digital e de qualquer estratégia de vendas utilizadas pelas empresas.

Esse indicador mostra quanto custa para a empresa a aquisição de cada cliente.

  • Por exemplo: se você investiu R$1.000,00 em anúncios no Google, e esses anúncios geraram apenas uma venda de um produto de R$ 100,00, significa que o seu CPA está altíssimo, e a empresa está perdendo dinheiro.

2. Leads

Um lead é um potencial cliente da sua empresa, aquela pessoa que se encaixa no perfil do seu cliente ideal e que tem grandes chances de se tornar um cliente real.

Mensurar a quantidade de leads que uma estratégia de marketing está gerando para o seu negócio é fundamental para saber se a estratégia está funcionando ou não.

  • Por exemplo: imagine que você começou a desenvolver uma estratégia de inbound marketing focada em marketing de conteúdo por meio de um blog corporativo. 3 meses depois de implementar essa ação, você compara os leads conquistados com os leads convertidos nos 3 meses anteriores. Digamos que agora você consegui 750 leads novos nesse período, e antes, 400 no mesmo intervalo de tempo. Isso mostra um grande sucesso da nova iniciativa.

3. Custo por clique

Esse é o valor que é cobrado pelas plataformas de anúncios digitais como o Google Ads e o Facebook Ads.

Ao identificar qual o custo por clique de suas campanhas nessas plataformas, você consegue saber qual está obtendo melhores resultados, podendo direcionar o investimento para apenas uma das campanhas.

O cálculo do custo por clique pode ser feito com a divisão do custo total da campanha pelo número de cliques que o seu anúncio recebeu.

  • Por exemplo: digamos que a sua empresa invista 3 mil reais em anúncios online e, finalizada a ação, consiga 6 mil cliques. Fazendo a divisão temos: 3.000/6.000 = 0,50. Portanto, nesse caso hipotético, o custo por clique é de 0,50 centavos.

4. Taxa de conversão

A taxa de conversão pode ser utilizada para mensurar vários dados dentro da mesma empresa.

Número de usuários que acessaram o blog e assinaram a newsletter, quantidade de usuários que clicaram no seu anúncio do Instagram, número de clientes que clicaram em um link enviado por e-mail, e por aí vai.

  • Por exemplo: Se 100 usuários acessaram seu blog e 20 deles se cadastraram para receber um e-book gratuito, temos uma taxa de conversão de 20%.

5. Taxa de cliques

Esse indicador nos mostra a porcentagem total de cliques que um anúncio recebeu em comparação ao número de vezes que o seu anúncio foi exibido.

A taxa de cliques é calculada com a divisão do número de cliques que o anúncio recebeu dividido pelo total de vezes que o anúncio foi exibido, tudo isso multiplicado por 100.

  • Por exemplo: se um anúncio foi exibido mil vezes e teve 100 cliques, a taxa de cliques seria 100/1.000 x 100 =  0,10 x 100 = 10%.

6. Origem do tráfego

Esse é um indicador fundamental para que a empresa saiba quais estratégias estão funcionando e devem ser incentivadas, e quais podem ser interrompidas ou redefinidas.

Uma empresa normalmente tem diversas campanhas rodando simultaneamente, como anúncios em redes sociais, banners em sites do seu nicho, anúncios nos sites de busca e tráfego orgânico chegando ao blog. Por isso, é necessário conseguir identificar de onde estão vindo esses acessos.

  • Por exemplo: se o seu anúncio nas ferramentas de busca tem uma taxa de conversão de 35% enquanto nas redes sociais a conversão é de apenas 5%, talvez seja preciso repensar a estratégia das redes sociais e direcionar os esforços para o anúncio que converte melhor.

7. Ticket médio

Esse indicador de vendas é referente ao valor que cada consumidor gasta na compra de um produto na sua empresa.

O cálculo do ticket médio pode ser feito com base no volume de vendas totais de uma empresa sendo divididos pelo número de vendas.

Também é possível fazer esse cálculo para cada tipo de produto diferente, assim como o valor médio das compras que os clientes realizam em determinado período.

Esses valores podem ajudar a sua empresa a definir seu planejamento e traçar metas e objetivos.

  • Por exemplo: se o produto A vendeu 100 vezes e conseguiu fatura no total 1.200 reais e se o produto B vendeu 150 vezes com um faturamento total de 2.000 mil, os tickets médio desses dois produtos é: A = 1.200/100 = 10 reais; B = 2.000/150 = 13,33 reais. O ticket médio das vendas totais é de (1.200+2.000) / (100+150) = 3.200/250 = 12,80 reais.  

8. ROI

Calcular o ROI (Return Over Investiment / Retorno sobre Investimento) é a melhor forma de uma empresa saber quanto dinheiro a empresa ganha ou perde em cada um de seus investimentos.

O cálculo do ROI pode ser feito de uma forma bem simples, dividindo-se o valor faturado subtraído dos custos, por esses custos.

  • Por exemplo: uma campanha na qual foram investidos 10.000 reais e a receita gerada por essa campanha foi de 80.000 reias. Substituindo na fórmula para o calculo do ROI dessa campanha, temos: 80.000 – 10.000 / 10.000 = 7 Para transformar esse resultado em percentual é só multiplicar o ROI por 100. Ou seja, no nosso exemplo temos um retorno sobre o investimento de 700%.

Assim, a empresa consegue apoiar todas as suas decisões com base nos números, e não apenas em suposições e esperanças.

ROI não é apenas um dos principais indicadores de marketing digital, mas também um indicador financeiro, conheça mais alguns deles:

Veja mais 22 KPIs de marketing digital:

  1. Tempo médio de conversão de vendas: quanto tempo leva, em média, para um lead que foi incluído no funil de vendas se tornar um cliente (fazer uma compra).
  2. Taxa de retenção: número de clientes que continuam fiéis a empresa  no mês seguinte a uma conversão.
  3. Novos leads mensais: quantos leads foram conquistados no mês.
  4. Leads qualificados por mês: número de leads que foram qualificados no período de um mês com grande probabilidade de converter uma venda.
  5. Custo por lead gerado: razão entre o custo total de ações de marketing pelo número de leads gerados em determinado período.
  6. Tráfego mensal do site: número de visitantes de seu site em determinado período.
  7. Visitantes que retornam ao site: número de visitante de seu site, em determinado período, que já estiveram lá antes.
  8. Visitantes que retornaram / total de visitante: porcentagem de visitantes que retornam em relação aos visitante totais.
  9. Tempo médio na página: quanto tempo, em média, um visitante se mantém em uma página.
  10. Taxa de conversão de sites: dos visitantes do site, quantos convertem uma ação (baixar um e-book, fazer uma compra, preencher um formulário etc.).
  11. A taxa de conversão de um CTA: dos visitantes de uma página, quantos clicam em um botão CTA.
  12. Taxa de cliques em páginas: dos visitantes de um página, qual a porcentagem deles que clica em algum link.
  13. Tráfego da pesquisa orgânica: quantos visitantes de seu site têm origem em pesquisas expontâneas na internet e não em anúncios.
  14. Novos leads da pesquisa orgânica: quantos desses visitantes se tornaram leads.
  15. Conversões da pesquisa orgânica: quantos desses visitantes convertem uma ação no site.
  16. Páginas por visita: ao visitar seu site, quantas páginas, em média, o usuário visita.
  17. Quantidade de backlinks: quantos links em outros sites (de relevância) direcionam para o seu site.
  18. Autoridade da página: medida da qualidade do conteúdo e da relevância da página, essa métrica é fornecida por ferramentas analíticas.
  19. Google PageRank: calculada pelo Google usando vários algoritmos para determinar a importância das páginas.
  20. Palavras-chave no top 10 SERP: número de palavras-chave de seu site que o fazem seu ser apresentado entre os 10 primeiros resultados do Google.
  21. Taxa de conversão por palavra-chave: qual a percentagem de visitantes atraídos pela palavra-chave que converteram uma ações no site.
  22. Tráfego gerado nas mídias sociais: dos visitantes do site em determinado período, quantos vieram de links em mídias sociais.

Conclusão: o que não pode ser medido não pode ser gerenciado

Esse frase do lendário W. E. Deming resume tudo que significa acompanhar KPIs para fazer a correta gestão de qualquer processo em seu negócio. E isso vale também para LPIs de marketing digital.

Assim, fica claro que acompanhar os indicadores é importante para que as empresas possam tomar decisões mais focadas nos dados do que em achismos e opiniões pessoais sobre o negócio.

A criação desse artigo contou com a colaboração da Agência Oblige – www.oblige.com.br

O STRATWs One é um software de gestão de performance corporativa. Com ele, sua empresa cria, acompanha e compartilha KPIs e, dessa forma, pode tomar as melhores decisões.

Veja mais algumas das vantagens que fizeram o STRATWs One ser o software escolhido por mais de mil empresas e usado por mais de 160 mil colaboradores:

  • Integrar pessoas, operação e estratégia;
  • Encontrar oportunidades de melhoria;
  • Fazer a gestão de reuniões e do portfólio de projetos;
  • Criar e acompanhar KPIs de processos, projetos e pessoas;
  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT.

E se você quer saber ainda mais sobre KPIs, então baixe nosso kit gratuito: Kit Exclusivo: Tudo e mais um pouco sobre KPIs