Gestão Estratégica

Prepare sua caixa de ferramentas para planejamento estratégico empresarial

Prepare sua caixa de ferramentas para planejamento estratégico empresarial

Publicação : 29/01/2018

Por Siteware Siteware

14 min

(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post sobre Ferramentas do Planejamento Estratégico! Deixe nos comentários o que achou de nossas dicas de análise estrateegica de uma empresa.)

Quando se fala em ferramentas de planejamento estratégico empresarial, a maioria das pessoas se lembra logo da famosa matriz SWOT.  Depois, alguns ainda empregam as 5 forças competitivas de Porter, excelente ferramenta para ferramentas para analise de mercado. Mas a Matriz de Ansoff, também muito importante, é lembrada por poucos.

Nesta postagem, entenda como usar estas ferramentas para planejamento estratégico em conjunto, e obter os melhores resultados com essas técnicas e ferramentas de planejamento.

Veja também em nosso blog: 8 motivos pelos quais seu processo de planejamento estratégico pode não funcionar

3 ferramentas do planejamento estratégico que você precisa saber usar em conjunto

Começar pela análise SWOT faz bastante sentido. Depois, analise as forças dos mercados em que pretende atuar e, por fim, use a matriz de Ansoff para definir de que maneira e com quais produtos ou serviços pretende participar dos mercados escolhidos.

ferramentas do planejamento estrategico

Leia também: Os 5 mitos da estratégia: conheça e entenda por que não acreditar neles

1- Análise SWOT

Provavelmente a mais conhecida das ferramentas do planejamento estratégico é a análise SWOT. Ela estuda o ambiente interno da empresa (aquele que você pode controlar) em busca de suas forças e fraquezas. E investiga também o ambiente externo (aquele sobre o qual sua empresa não tem como atuar) para identificar oportunidades e ameaças.

Assim, a matriz estratégica SWOT é uma das mais importantes ferramentas de análise de cenário interno e externo.

Como a matriz estratégica SWOT faz a análise do cenário interno?

As forças de uma empresa podem ser a sua marca, a mão de obra especializada, a localização, o domínio de determinadas tecnologias ou contar com equipamentos e bens de produção de ponta.

As fraquezas, podem ser os mesmos exemplos, só que no sentido de que a empresa não vai bem nesses pontos e precisa melhorá-los.

Assim, tudo aquilo que sua empresa pode controlar diretamente, como:

  • a contratação e treinamento de funcionários;
  • localização das unidades;
  • capitalização do negócio;
  • adquirir novas tecnologias;
  • fazer um bom trabalho de branding;
  • investir no relacionamento com clientes;
  • renovar o parque de máquinas;
  • política salarial e de inventivos.

E tantos outros exemplos, fazem parte do ambiente interno da empresa.

Assim, o que estiver fraco, deve-se pensar em como melhorar. E o que for forte, deve ser mantido assim.

O ambiente externo costuma ser analisado por meio da análise PESTEL, um acrônimo para fatores:

  • Políticos
  • Econômicos
  • Sociais
  • Tecnológicos
  • Ecológicos
  • Legais

Assim, uma nova regulamentação econômica baixando impostos e um clima político favorável a queda dos juros, por exemplo, podem ser consideradas oportunidades para uma empresa, enquanto a restrição a emissão de CO2 em sua planta fabril (ecologia) ou uma lei que proíbe o uso de certo conservante que sua empresa emprega, são ameaças.

Cabe a análise SWOT definir como suas forças vão potencializar oportunidades e defender sua empresa de ameaças, e quais fraquezas precisam ser fortalecidas para não ampliarem as ameaças ou prejudicarem o aproveitamento das oportunidades.

Confira também: Como fazer um planejamento estratégico de uma empresa com 6 perguntas

Usar uma ferramenta para análise de cenário interno e externo é fundamental para construir a matriz estratégica SWOT. Por isso, confira este vídeo de nosso canal no YouTube e saiba mais:

Saiba mais: Análise SWOT para planejamento estratégico: Quais seus pontos fortes e pontos fracos?

2- As 5 forças competitivas de Porter

Sua análise SWOT indicou alguns mercados promissores? Muito bem, analise-os com ajuda das 5 forças competitivas de Porter, mais uma das ferramentas para planejamento estratégico que não podem faltar em seu repertório.

A matriz de Porter é uma das mais poderosas ferramentas para análise de mercado.

Entenda como funcionam as forças competitivas na análise das 5 forças de Porter

1- Rivalidade entre os concorrentes

Quanto maior a rivalidade, mais difícil será entrar nesse mercado, pois quem já está por lá investe pesado em marketing e pesquisa, além de praticar baixas margens.

Empresas de bens de consumo, como alimentos e bebidas, costumam participar de mercados com alta rivalidade, por isso, suas margens são pequenas e os custos de marketing elevados.

Assim, é importante pensar duas vezes antes de entra em um mercado muito competitivo.

2- Poder de barganha dos clientes

Quando os compradores dispõem de diversas opções semelhantes para escolher ou têm tempo para tomar a decisão de compra, podem pressionar o mercado a baixar preços e a aumentar a qualidade dos produtos e serviços.

Um mercado com poucos compradores e muitos fornecedores “fica na mão does clientes”, pois estes não tem nada a perder ao fazer exigências.

Outro exemplo de poder de barganha dos clientes é quando se vende para órgãos governamentais ou grupos empresariais muito poderosos.

Grandes varejistas que dominam um mercado e, assim, são as únicas vias de distribuição de algumas empresas também são clientes com alto poder de barganha.

3- Poder de barganha dos fornecedores

Existem situações típicas de monopólios ou oligopólios, quando os fornecedores praticamente ditam preços e condições, mas outros fatores podem aumentar ou diminuir o poder de negociação dos fornecedores, como o grau de diferenciação entre eles e o custo de produção.

4- Ameaça de novos entrantes

O mercado conta com barreiras de entrada. Dessa ou é muito fácil fazer parte dele ou pode ser mais difícil

Patentes, custos altos de instalação, economia de escala já instalada em alguns concorrentes e a força das marcas já presentes no mercado são alguns fatores que podem determinar qual é o grau da ameaça de novos concorrentes saturarem o mercado rapidamente.

Assim, as barreiras de entrada são favoráveis se você já estiver no mercado, mas, se quer entrar nesse mercado, precisa superá-las. Se tiver condições de fazer isso, então esse é um ótimo mercado pra você.

Existe até a possibilidade de um fornecedor resolver se tornar seu concorrente.

Imagine uma fornecedor que vende essências para uma fábrica de perfumes. Em determinado momento, ele pode resolver investir e pesquisa e desenvolvimento e, assim, produzir também perfumes, tornando-se um concorrente da empresa que antes era sua cliente.

5- Ameaça de produtos substitutos

Pense em como o Uber substitui os taxis convencionais e o aplicativo Waze acabou com o mercado de GPS para automóveis.

Mas o que são, afinal, produtos substitutos?

Produtos substitutos atendem às mesmas necessidades de seus clientes, só que de outra forma e, às vezes, melhor.

Podemos dizer que são produtos fruto de um pensamento “fora da caixa”, por isso, fique sempre atento a novidades tecnológicas que podem surgir e revolucionar seu mercado.

Outro exemplo famoso de produto substituto é o AirBnB, pois mesmo sem contar com nenhum imóvel, é considerada hoje a maior rede de hospedagem do mundo.

Assim, fique sempre de olho nas necessidades de seus clientes e descubra maneiras criativas de atendê-las, antes que seus clientes o façam.

Depois de analisar quais das oportunidades de mercado têm mais chances de ser aproveitadas em função das 5 forças competitivas, defina:

  • Com que produtos ou serviços vai trabalhe
  • Quais mercados você pretende atacar

Use mais uma das grandes ferramentas do planejamento estratégico, a matriz de Ansoff.

Para ajudar nessa análise, uma boa pesquisa de marketing pode ajudar bastante.

Saiba mais: Conheça seu mercado fazendo a análise das 5 Forças de Porter!

Se você quer se aprofundar na análise das 5 forcas de Porter, então, assista a mais este vídeo sobre essa ferramenta de análise de mercado:

Veja mais: 5 características-chave de um bom processo de planejamento

3- Matriz de Ansoff ou matriz Produto Mercado

Basicamente, baseado nas suas forças e fraquezas, oportunidades e ameaças, além do grau de competitividade dos mercados, você deve decidir se usará uma destas 4 estratégias.

As 4 estratégias que você pode escolher a partir da análise da matriz de Ansoff:

  • Penetração de mercado: sua empresa decidiu manter-se no mercado em que se encontra, na tentativa de conquistar novos clientes. Mas não vai criar novos produtos ou serviços para isso.
  • Desenvolvimento de produtos: neste caso, sua empresa detectou a oportunidade de criar novos produtos para oferecer no mercado em que já atua.
  • Desenvolvimento de mercado: esta estratégia consiste em lançar os produtos que sua empresa já comercializa. Mas em outros mercados que pretende conquistar.
  • Diversificação: A união das 2 estratégias anteriores. Isto é: lançar novos produtos em novos mercados.

Essas decisões vão depender das análises anteriores. Por exemplo: se foi detectado um mercado onde as forças competitivas são favoráveis e sua empresa é forte em marketing e inovação, pode ser interessante optar pela diversificação.

Já se sua marca é forte e conhecida em seu mercado e sua empresa passa por um momento em que o desenvolvimento de novos produtos ou serviços é um ponto fraco, a penetração de mercado pode ser uma saída inteligente.

Não entendeu muito bem como funciona a última de nossas ferramentas do planejamento estratégico?

Este quadro esquemático pode ajudar:

ferramentas do planejamento estratégico

Saiba mais: Entenda o que é a Matriz Ansoff e como aplicar na prática para fazer escolhas de crescimento de sua empresa

Você já conhecia a análise da matriz de Ansoff? Talvez ela seja a menos conhecida das ferramentas de planejamento estratégico, por isso, assista a este vídeo:

Quer ainda mais capacitação sobre esse tema? Baixe nosso e-book gratuito: Como fazer Gestão Estratégica

Acompanhe e desenvolva o planejamento estratégico da sua empresa com um software de gestão ágil e de qualidade. Conheça nosso software!

Com o STRATWs One você pode:

  • Criar e acompanhar KPIs de processos, projetos e pessoas;
  • Compartilhar essas informações com agilidade e transparência;
  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Encontrar oportunidades de melhoria;
  • Fazer a gestão de seu portfólio de projetos e gerenciar reuniões;
  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT.

Já são mil clientes e mais de 162 mil usuários no Brasil e no Mundo potencializando o uso das melhores técnicas e ferramentas de planejamento por meio da tecnologia. Dentre eles, empresas como BRMalls, DOTZ e Movile.

E se você quer saber mais sobre estratégias de negócios, baixe nosso e-book gratuito: A importância do planejamento estratégico empresarial

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

Daniella DoyleJornalista e Publicitária de formação, está no mercado há mais de 15 anos com foco em gerar resultados para empresas B2B por meio de estratégias online e offline. Adora uma nova tendência e trabalhar com métricas e metas. É gerente de marketing na Siteware e, quando sobra um tempinho, aproveita para tricotar e pintar!