Gestão Estratégica

Análise de cenários para planejamento estratégico: conheça as melhores ferramentas

Análise de cenários para planejamento estratégico: conheça as melhores ferramentas

Publicação : 30/04/2018

Por Siteware

18 min

analise de cenarios
analise de cenarios

(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post sobre análise de cenários para planejamento estratégico! Deixe nos comentários o que achou.)

Que estamos em um mundo que muda rapidamente e com grande intensidade, e que isso tem grande influência sobre os negócios e nos cenários econômico-financeiros, não é segredo para ninguém.

Cada vez mais é necessário que as empresas estejam atentas a essas mudanças, sejam elas no comportamento dos consumidores, econômicas ou governamentais, ou até mesmo concorrenciais.

As organizações precisam analisar detalhadamente o seu posicionamento neste cenário econômico, prever e prevenir que fatores negativos as influencia.

Ao mesmo tempo, precisam destacar seus pontos fortes e direcionar suas estratégias para que tenham sucesso neste ambiente mutante.

É nesse ponto que a Análise de Cenários no planejamento estratégico se faz presente.

Antes de começar a leitura, selecionamos alguns materiais gratuitos para você fazer sua análise de cenários e ter sucesso no planejamento estratégico:

Agora sim, nesta postagem, você vai entender o que é análise de cenário, verá algumas ferramentas de análise de cenário interno e externo, além de exemplos e de como usar tudo isso na avaliação estratégica de uma empresa.

O que é a Análise de Cenário no planejamento estratégico

A Análise de Cenários é um conceito difundido por estudos e consultorias que passou a ser amplamente utilizado como ferramenta de gestão. A ideia dessa metodologia é usar um conjunto de ferramentas para conseguir imaginar com segurança possíveis cenários futuros. A partir disso, a empresa pode elaborar estratégias para cada uma das situações.

Apesar de ser muito usada atualmente nas empresas, a análise de cenário é uma metodologia que nasceu no setor militar. Nas guerras, os estrategistas das tropas tentavam imaginar os possíveis ataques para traçar planos de defesas e contra-ataques.

Portanto, a elaboração de cenários no planejamento estratégico permite que estratégias sejam estabelecidas considerando-se um contexto futuro.

Para elaborá-la de forma eficiente, o primeiro passo é identificar fatores que podem impulsionar negócio. O objetivo é obter um avanço perante diferentes tipos de cenários no planejamento estratégico.

É a Análise de Cenários que vai fundamentar as estratégias da empresa, por isso, é de extrema importância na concepção do Planejamento Estratégico. Sua principal função é analisar o contexto (interno e externo) no qual a empresa está inserida.

O segundo passo é identificar os fatores futuros que são passíveis de ocorrer, possibilitando-se uma visão mais clara do cenário atual e permitindo a tomada de decisão mais fundamentada e precisa.

É importante destacar que a principal função da construção de cenários no planejamento estratégico não é tentar prever o futuro, mas identificar fatores que podem se tornar reais a longo prazo. Assim, a empresa poderá ter planos de contingência, de acordo com os diferentes contextos.

Veja mais: O que um bom software de gestão empresarial precisa oferecer

Dicas para um Planejamento de Cenários Eficaz

Ao fazer a análise de cenários para um plano de negócios, a análise dos concorrentes e o planejamento estratégico têm papel fundamental.

Só assim será possível fazer uma projeção de cenários adequada. Veja a seguir algumas atitudes importantes.

Pensamento estratégico

Ter pensamento estratégico e analisar detalhadamente o adversário e o ambiente, descobrindo pontos que sejam de fato relevantes para a análise de cenários e identificação de riscos, buscando sempre a objetividade.

Benchmarking

Conhecer bem seus concorrentes, por meio da análise do ambiente competitivo, detectando seus pontos fortes, identificando pontos em que você está à frente deles, e, ao mesmo tempo, as ameaças, isso é: os pontos em que eles podem te superar.

Opinião isenta

Apesar de todos os esforços que você pode colocar na realização da análise do ambiente interno e externo de sua organização, é impossível ser 100% imparcial. Assim, peça que pessoas que conhecem o seu negócio e estão familiarizadas com o método revisem a sua análise de cenários e contribuam com pontos que você pode ter deixado passar.

Uso de ferramentas

Existem algumas ferramentas que foram pensadas para facilitar o processo de como analisar o ambiente interno e externo de uma empresa. Faça uso dessas ferramentas de análise de cenário interno e externo consagradas e utilizadas pelas grandes empresas do mercado. Apoie-se nessas metodologias já testadas e aprovadas para aplicar a técnica.

Como utilizar a análise e construção de cenários no planejamento estratégico

A Análise de Cenários é um processo que pode ser simples, o que permite que empresas dos mais diversos ramos e tamanhos possam utilizá-la como parte da sua definição de planejamento estratégico.

A construção de cenários estratégicos de uma empresa utiliza fatores que são comuns a todas elas, sendo necessário somente que cada uma analise o ambiente interno e externo das organizações, o que inclui a concorrência.

A Análise de Cenários Organizacionais ajuda no direcionamento e na precisão do planejamento estratégico através de uma ampla análise do ambiente corporativo.

Isso vai resultar na criação ou adaptação de novas estratégias, ou planos de ação para minimizar os riscos e maximizar as oportunidades e as chances de sucesso da empresa.

Saiba mais: Como minimizar riscos e ter mais transparência? Use as melhores formas de gestão de riscos

Principais ferramentas de análise de cenários no planejamento estratégico

Para se fazer um estudo de cenários é preciso levar em conta diversos fatores. Desde o conceito de cenários econômicos, passando pela análise do ambiente competitivo e o uso de ferramentas de análise de cenário interno e externo. Sem isso, não há como construir um bom exemplo de análise crítica de uma empresa.

Nesse contexto, selecionamos algumas ferramentas de análise de cenário interno e externo que serão de grande ajuda no planejamento de cenários organizacionais:

  • Análise do ambiente competitivo;
  • PESTEL (e PESTEL ampliada);
  • Análise do ambiente interno e externo das organizações.

Vamos conhecer essas ferramentas de planejamento estratégico para projeção de cenários organizacionais?

Mas antes de prosseguirmos, assista a esta interessante animação produzida pelo SEBRAE, focada na análise de cenários e identificação de riscos.

Porter: análise competitiva

Fazer a análise dos concorrentes durante o planejamento estratégico é fundamental.

Esta ferramenta idealizada pelo professor Michael Porter, de Harvard, é uma das mais consagradas quando se deseja fazer a análise estratégica de uma empresa.

Ela é composta pelas chamadas 5 forças competitivas:

análise de cenários

Veja o que significa cada uma delas na construção de cenários de uma empresa.

Rivalidade entre concorrentes

Conhecer as demais empresas que atuam em seu segmento é fundamental. A rivalidade entre concorrentes tende a ser maior, quanto mais empresas estiverem presentes nesse mercado e quanto menor for o diferencial de suas ofertas.

Procure desvendar quais as forças e fraquezas de cada empresa, conhecer o público-alvo e descobrir como atender suas necessidades melhor que os concorrentes.

Poder de negociação de fornecedores

Quanto mais fornecedores você tiver, menor a possibilidade de eles ditarem preços e prazos de entrega. Lembre-se que eles também são fornecedores de seus concorrentes, que podem tentar dominar algum deles, com contratos de exclusividade.

Baixe nosso e-book de tendências aplicadas ao Planejamento Estratégico 

Ameaça de produtos substitutos

São aqueles que não pertencem à mesma categoria que você produz, mas que atendem as mesmas necessidades dos seus clientes. Um exemplo famoso é o caso da manteiga e da margarina. Descubra quais são as características e os benefícios de seus produtos que os fazem se diferenciar positivamente dos substitutos.

Ameaça da entrada de novos concorrentes

Quais as barreiras de entrada que podem evitar o surgimento de novos concorrentes em seu mercado? Necessidade de altos investimentos para instalação, patentes, regulamentação governamental, marcas consolidadas e tecnologias complexas costumam inibir a entrada de novos concorrentes.

Poder de negociação dos clientes

Quem define as características, o posicionamento e preço de seus produtos, sempre é, no fundo, o cliente. Quanto maior a quantidade de concorrentes e a semelhança entre os produtos, maior o poder de negociação deles. A diferenciação é o caminho para tentar controlar esse cenário.

Confira em nosso blog: Conheça seu mercado fazendo a análise das 5 forças de Porter!

Aproveite e baixe agora mesmo uma ferramenta que vai ajudar você a fazer a análise de Porter: Baixar agora Planilha das 5 Forças Competitivas

Análise de risco PESTEL

A análise PESTEL é usada para estudo de cenários e é totalmente focada no ambiente externo.

O nome PESTEL deriva das iniciais das letras de diferentes tipos de cenários que o planejamento estratégico exige que sejam analisados.

Cenários estratégicos da análise PESTEL:

  • Político
  • Econômico
  • Social
  • Tecnológico
  • Ecológico
  • Legais

Para cada um desses pontos, deve ser feita uma análise do cenário para o plano de negócios, definindo oportunidades e ameaças (que são usadas em auxílio da análise SWOT).

Por exemplo, ao se debruçar sobre o conceito de cenários econômicos, poderiam ser listados fatores como esses:

  • Oportunidade: Queda da taxa de juros e do dólar vai facilitar o financiamento e a importação de insumos de produção.
  • Ameaça: O aumento da alíquota de determinado imposto trará um significativo aumento nas despesas de produção.
Confira um exemplo de análise de cenários de uma empresa baseado no modelo PESTEL:

análise de cenários

Fonte: Febrace

Apesar de muito usada na projeção de cenários estratégicos, alguns acham que a análise PESTEL para construção de cenários de uma empresa poderia ser ainda mais completa, incluindo outros fatores, ou detalhando melhor os seis que já utiliza.

Veja este exemplo de análise de cenários de uma empresa apresentado no livro “Planejamento Estratégico de Marketing“, da editora FGV.

Tópicos para estudo de cenários organizacionais
  • Grandes Turbulências: Mudanças fortes no governo, quedas de ministros, guerras, reformas e novas leis.
  • Grandes Incertezas: Inflação, deflação, maior desemprego, queda ou aumento do consumo, aumento ou queda dos juros, greves, taxa do dólar.
  • Grandes Ambiguidades: Desemprego alto e maior consumo devido a baixos juros na poupança ou estocagem por receio de inflação.
  • Dados Estatísticos Ótimos: São considerados ótimos devido à seriedade da fonte de informações.
  • Dados Estatísticos Questionáveis: Não utilizar para decisões no planejamento estratégico devido à baixa credibilidade da fonte.
  • Grave Elevação dos Custos: Taxas de importação ou exportação, escassez por elevada demanda, difícil mão-de-obra.
  • Grave Escassez de Matéria Prima: Entressafra, falta por razões ecológicas ou de produção, importação restrita por lei.
  • Fortes Intervenções do Estado: Novas regras fiscais ou tributárias, proibições de venda ou produção.
  • Fortes Intervenções Sociais: Greves, pressões de grupos éticos, religiosos, sindicatos, de proteção ao  meio ambiente.
  • Graves Deficiências Tecnológicas: Tecnologia ainda desconhecida, muito cara, ausente no Brasil, necessidade de contratar estrangeiros.
  • Fortes Modificações no Nível de Consumo: Devido ao modismo, o consumo cairá ou aumentará.

Um ponto fundamental, que não pode ser deixado de lado na construção de cenários para planejamento estratégico, são os impactos sociais e comportamentais que o advento das novas tecnologias, como a internet e a computação em nuvem, vem causando.

O estudo das chamadas gerações X, Y (Millennials) e Z é parte obrigatória em qualquer análise de cenários e identificação de riscos.

Confira este infográfico com diversas informações sobre a Geração Y: Os Millennials

análise de cenários

Fonte: Consumidor Moderno

SWOT: Ferramenta de análise de cenário interno e externo

A análise do ambiente interno e externo das organizações costuma ser feita com ajuda da matriz SWOT. Na verdade, essa é a mais consagrada e também uma das mais básicas ferramenta de avaliação estratégica de uma empresa.

O uso da SWOT no planejamento estratégico busca identificar as forças e fraquezas de uma empresa (ambiente interno) e as oportunidades e ameaças (ambiente externo).

Vamos entender melhor para que serve a análise SWOT ao definir esses dois ambientes?

Ambiente Interno – Forças e Fraquezas:

Tudo aquilo que você pode controlar dentro de sua empresa compõe as forças e fraquezas de seu ambiente interno.

Assim, por exemplo, uma empresa com uma boa reputação no mercado, inovadora, com instalações de última geração e alto engajamento dos funcionários pode listar essas características como forças.

Por outro lado, uma empresa que tem dificuldades de distribuição, baixa participação no mercado, altos custos de captação de recursos financeiros e baixa economia de escala, tem esses pontos como fraquezas que precisam ser trabalhadas.

Ambiente Externo – Oportunidades e Ameaças:

Forças da natureza, política econômica, mudanças sociais e comportamentais estão entre alguns dos fatores externos sobre os quais sua empresa não tem controle. Esses fatores podem configurar oportunidades ou ameaças para o seu negócio e servem como um ótimo ponto de partida para você elaborar a sua análise de cenários.

Uma das mais completas e esquemáticas formas de fazer um planejamento de cenários externo é usando a análise PESTEL, que pode ser ampliada com outros fatores específicos do seu segmento.

Cruzando Forças e Fraquezas com Oportunidades e Ameaças:

É aqui que a análise SWOT no planejamento estratégico diz a que veio.

Com ela, você deve definir:

  • Quais forças podem potencializar oportunidades?
  • Quais forças podem te defender de ameaças?
  • Quais fraquezas podem potencializar ameaças?
  • Quais fraquezas podem prejudicar oportunidades?

Com base nesses cenários estratégicos, você deve definir planos de ação para fortalecer suas fraquezas ou utilizar bem duas forças para tirar o máximo proveito das oportunidades e se defender adequadamente das ameaças.

Veja mais detalhes em nosso blog: Análise SWOT para planejamento estratégico: quais são seus pontos fortes e pontos fracos?

Depois de todas essas explicações, ferramentas de planejamento estratégico e definições sobre a construção de cenários, essa atividade ficou mais clara para você?

Se quiser que essa tarefa se torne ainda mais fácil e ágil, use um software de planejamento estratégico, como o STRATWs One, e faça tudo isso com ajuda da tecnologia, com base em dados reais e facilidade de colaboração entre as equipes.

O sistema usado pelo software transforma em processos a sua metodologia de gestão. Com ele, fica mais fácil estabelecer e monitorar os KPI para analisar o desempenho da sua estratégia, garantindo melhores resultados para a sua empresa.

Outra vantagem do software é a simplicidade que ele agrega à gestão. Em vez de ter um monte de planilhas e gráficos, você pode concentrar tudo em um único lugar, mais fácil de consultar e também tirar os insights para melhorar a estratégia.