Gestão de Equipe

Modelo de plano de carreira: saiba o que é na prática e conheça 5 tipos

Modelo de plano de carreira: saiba o que é na prática e conheça 5 tipos

Publicação : 28/12/2018

Por Siteware Siteware

9 min

(Clique no player para ouvir a narração do nosso post sobre modelos de plano de carreira! Deixe nos comentários o que achou.)

Bons funcionários têm objetivos e ambições na vida. E se sua empresa não apresenta perspectivas claras de crescimento, eles podem buscar essa segurança na concorrência.

Existem alguns diferenciais que uma empresa ou organização pode usar para conquistar e manter bons profissionais. E uma das principais é a existência de um plano de carreira.

Cada pessoa, ao assumir um determinado cargo, vislumbra o momento em que vai conseguir atingir suas metas, alcançar os resultados esperados, e, assim, subir para um cargo de nível superior dentro da sua área ou do seu time.

Por tudo isso, ter um plano de carreira bem estruturado incentiva os colaboradores. Dessa forma, fica claro que buscar sempre o mais alto nível de performance trará recompensas.

Se você quer entender melhor o que é um modelo de plano de carreira e como pode começar a desenvolver um, então, continue a leitura deste post.

O que é um plano de carreira?

Um modelo de plano de carreira é a estratégia utilizada pelas empresas para definir todos os passos que os profissionais precisam dar dentro de cada um dos ramos de cargos estabelecidos. É a maneira de criar uma sequência lógica de evolução para cada profissional da empresa.

Ele é fundamental porque cria um propósito para cada posição. Assim, define valores e um caminho que cada pessoa, ao assumir determinada posição, de seguir para avançar em meio às oportunidades existentes dentro da própria empresa.

Ao deixar de lado o trabalho de montagem de um de plano de carreira, sua empresa pode gerar um problema: a saída dos bons profissionais da empresa por não enxergarem possibilidades de evolução.

Se o cenário atual da sua empresa for esse, então, existe uma urgência ainda maior para criar um bom plano de carreira.

Para resumir todos esses pontos, podemos dizer que:

O modelo de plano de carreira é o roteiro criado por cada empresa, para cada um dos cargos existentes na organização, no intuito de fazer cada colaborador se desenvolver na sua posição durante determinado tempo. E a sequência disso é a ascensão para outro cargo de nível maior.

Saiba mais: O que é e como gerenciar a rotatividade de pessoal

Modelo de plano de carreira: 5 tipos para se inspirar

Para ajudar a entender melhor como funciona um plano de carreira, separamos uma lista com 5 dos principais modelos de planos de carreira utilizados hoje no mercado, cada um com um objetivo distinto.

Confira os detalhes de cada um deles para entender quais são as possibilidades existentes e como cada uma funciona:

1. Carreira horizontal

Começamos com um modelo de plano de carreira que, para muitos, pode não ser considerado como tal.

Mas se analisar a fundo, verá que sim, esse é um tipo importante para várias empresas.

A carreira horizontal é aquela que não conta com a possibilidade de ascensão no nível hierárquico. Na verdade, não existe esse tipo de divisão dentro da empresa. Todos os cargos estão no mesmo nível, por isso, existe a evolução apenas das suas tarefas e das responsabilidades em determinada posição.

Mas isso não significa que não há um ganho de benefícios nesse modelo. É realizado um aumento salarial, mas somente quando o profissional apresenta um alto nível de desempenho.

Por isso, é importante trabalhar bem o desenvolvimento de metas e objetivos para que todos tenham a visibilidade de como podem alcançar esse nível.

2. Carreira em linha

Nesse modelo de plano de carreira, é muito difícil mudar de área. Os cargos e níveis hierárquicos são padronizados. Em muitos casos, as promoções são automáticas, em função do tempo de serviço.

Isso ocorre, por exemplo, no serviço público e em instituições militares.

3. Carreira paralela

Além das características descritas na carreira em linha, existe outra particularidade desse modelo de plano de carreira: desde o início na empresa os colaboradores que têm possibilidade de atingir cargos de liderança, seguem um ramo hierárquico separado.

Empresas que usam a seleção de trainees, por exemplo, costumam usar um plano de carreira paralela.

4. Carreira em Y

Ainda hoje, algumas empresas costumam oferecer um cargo de nível gerencial para aqueles profissionais que se destacam em suas funções. Isso é visto como um plano de carreira mais básico e tradicional.

Mas já é visível por muitos que essa é uma ação que pode não gerar os melhores resultados. Afinal de contas, só quem tem um perfil de liderança pode fazer com sucesso as atividades que um gestor de área deve cumprir.

Por isso surgiu a necessidade de desenvolver os cargos de especialistas, para aqueles que não têm o perfil de líder possam continuar avançando na empresa.

E esse caminho bifurcado é chamado de carreira em Y. Assim, em determinado ponto da carreira de certas funções, há a possibilidade de seguir para um dos dois ramos distintos: gerencial ou especialista.

5. Carreira em rede

A carreira em rede possui semelhança com o modelo em Y. Mas diferentemente dele, existe uma variedade maior de cargos que o colaborador pode escolher seguir.

Essa escolha do cargo em si, por parte de cada pessoa, também é uma decisão importante. Na verdade, isso estimula os colaboradores a procurarem as funções que mais gostam e onde desempenham melhor.

Mas o essencial na metodologia de carreira em rede é entender que ela só será colocada em prática a partir do cumprimento das metas estipuladas. Por isso, sem atingir as metas, não há chance de fazer a mudança de cargo.

Confira esta ilustração que representa graficamente 4 dos tipos de planos de carreira descritos acima:

modelo de plano de carreira
Fonte: Engage

Veja também em nosso blog: Você sabe o que é pipeline de liderança? Acelere sua carreira com ele

Como fazer um plano de carreira ideal para a sua empresa?

Cada empresa funciona de maneira diferente. Por isso, cada um possui uma maneira própria de montar seu modelo de plano de carreira. Mas, em resumo, existem 3 passos simples que todos precisam seguir para estruturar seu modelo.

3 passos para montar um plano de carreira:

  • Planejamento: estruturar o caminho completo de cada função e cargo. Com isso, todos conseguirão ver sentido e possibilidades futuras dentro da empresa;
  • Definição de metas: para ter um bom plano de carreira, as metas precisam ser bem claras e a maneira de alcançá-las também;
  • Opções de qualificação: para evitar que os colaboradores fiquem parados na sua posição, acomodados por estarem se sentindo cômodos no cargo que desempenham no momento, é importante definir alguns caminhos para qualificação. Assim, será possível ajudar a se desenvolverem ainda mais e buscar novas posições dentro da empresa.

O ideal é sempre levar em conta os aspectos que fazem um bom profissional ser reconhecido e dar condições para ele mostrar que está superando os resultados esperados pela organização.

Veja também: 7 documentários sobre empreendedorismo que vão mudar sua maneira de pensar sobre sua carreira

O STRATWs ONE é um software de gestão de performance corporativa que permite monitorar o desempenho de seus colaboradores. Com isso, é possível definir regras claras para um plano de carreira, em função da performance de seus funcionários.

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs ONE

Outra possibilidade é o uso da meritocracia e da gestão à vista.

Baixe nosso e-book gratuito e saiba mais sobre outro tema importante: Plano de Sucessão nas Empresas