Produtividade

Home Office aumenta a produtividade? Que tal pagar para ver?

Home Office aumenta a produtividade? Que tal pagar para ver?

Publicação : 17/03/2018

Por Siteware

7 min

Home office dicas
Home office dicas

Segundo dados da Pesquisa Home Office Brasil 2016, realizada pela SAP Consultoria de RH, 68% das empresas brasileiras adotam alguma forma de trabalho remoto, seja home office ou trabalho em campo, como é o caso de vendedores, por exemplo.

O número, apesar de surpreendente, é menor que outros países, confira os dados:

Percentagem de empresas que praticam teletrabalho:

  • Estados Unidos 85%
  • Canadá 85%
  • França 77%
  • Alemanha 77%

É importante notar que isso não significa trabalho remoto em tempo integral, mas vai desde alguma flexibilidade para praticar home office um ou mais dias por semana, até o trabalho em casa por tempo integral.

Ainda, segundo a pesquisa, 80% das empresas que praticam home office no Brasil pertencem aos setores de Serviços e da Indústria de Transformação.

E estão divididas da seguinte forma: 24% são empresas de Tecnologia da Informação e Telecomunicações, 12% são Indústrias Químicas e Petroquímicas, 9% prestam Serviços de Suporte, 8%  são do ramo de Bens de Consumo e outros 8% de Máquinas, Equipamentos e Automação.

Portanto, segmentos industriais de alto nível e grande porte já veem o trabalho home office ou em campo como uma realidade.

Mas a pesquisa traz um dado impotente para quem deseja passar a trabalhar em casa:

90% das empresas que já adotam a prática afirmam que o primeiro passo para conseguir este benefício para os funcionários é provar aos gestores as vantagens dessa prática – não só para os colaboradores -, mas para a produtividade do negócio também.

Por isso, se você está pensando em pleitear um ou mais dias por semana para trabalhar em casa, aqui vão algumas dicas.

Como convencer seu chefe a deixar você trabalhar em casa

Este é o título de um artigo de Rebeca Knight, jornalista que contribui para o The New York Times, USA Today e The Financial Times.

Ela apresenta algumas dicas práticas, quase um roteiro de como chegar lá.

Que conhecer?

1- Mostre que trabalhar em casa é mais produtivo

Um estudo citado pelo professor Nicholas Bloom, de Stanford, afirma que trabalhar em casa pode ser tanto ou até mais produtivo que no escritório, pois não é preciso se locomover até lá e é muito mais fácil focar no trabalho, sem ser interrompido.

E essa constatação é confirmada pelos dados da pesquisa O Futuro do Trabalho, onde 40% dos profissionais entrevistados afirma que o trabalho remoto é amplamente usado em suas empresas e mais de 50% deles considera que essa prática aumenta a produtividade.

Portanto, uses esses dados a seu favor: O Futuro do Trabalho.

2- Seja sincero consigo mesmo: Por que você quer trabalhar em casa?

Um motivo pode mesmo ser a produtividade aumentada pelo fato de se concentrar mais no trabalho, sem falar na qualidade de vida.

Mas se houver outras razões, como ter mais tempo perto dos filhos ou cuidar de um pai doente, por exemplo, isso precisa ser deixado claro, tanto para você como para seu chefe.

3- Arquitete seu plano

O que você pretende? Qual seu real objetivo?

Ter direito a um ou dois dias por semana, em casa?

Para quem quer ficar mais tempo perto dos filhos, essa é uma maneira de mostrar ao chefe que não vai passar o dia todo jogando videogame com eles, mas que às terças e quintas a tarde vai trabalhar de casa e poder estar por perto, só isso.

É hora de pensar em como justificar seus reais motivos para ficar em casa e pensar e uma carga horária de home office que seu chefe aceitaria, sem medo de que você abuse.

Se você realmente quer dar mais duro e produzir mais no sossego do seu lar, e for convincente, pode conseguir passar a semana todo em casa: mas é preciso construir um plano realista!

Se você quer apenas ter as sexta-feira em casa, por exemplo, cite a semana de 4 dias, usada por muitas empresas na Europa; ou a jornada de trabalho de 6 horas diárias, da Suécia, que corresponde a um dia a menos de trabalho por semana, proporcionalmente.

4- Falando com seu chefe

É, chegou a hora de abrir o jogo.

A dica é ser direto, objetivo e não fazer rodeios.

Apresente os motivos, o tempo que acha necessário trabalhar em casa para que isso funcione e os resultados positivos, tanto para você como para a empresa.

Usar os dados de pesquisas que trouxemos neste artigo pode ajudar.

5- Não pressione seu chefe

Uma dica é fazer sua proposta e não ficar esperando uma resposta imediata. Você pode até, depois da conversa, enviar um e-mail com um resumo de seus termos, para ele ter o que estudar mais tarde.

Jogue suas cartas na mesa e dê tempo ao tempo.

6- Peça um “teste drive”

Se seu chefe demorar para responder ou disser não, lance a última ofensiva: sugira uns 3 meses de experiência para ver o que acontece.

Se tudo der certo, aí fica algo definitivo.

Bem, estas são apenas algumas dicas de como tentar conseguir este benefício de poder trabalhar em casa.

Mas, pelo que vimos, esta é uma tendência que vem se consolidando no mercado e você pode até mesmo ser surpreendido por uma mudança de política em sua empresa

Já imaginou chegar para trabalhar em uma segunda-feira e descobrir que todos poderão fazer 20% das horas de trabalho em casa?

Quem sabe? Não custa nada sonhar…

Este post foi escrito pela equipe do Trello, um software que permite trabalhar de forma mais colaborativa e completar mais tarefas.