Gestão Estratégica

O que é gestão de performance e 5 razões para seu insucesso

O que é gestão de performance e 5 razões para seu insucesso

Publicação : 16/07/2018

Por Siteware

8 min

O que é gestão de performance
O que é gestão de performance

Em busca de estratégias inovadoras e complexas para gestão de performance, as empresas se perdem no caminho e deixam de colocar em prática ações simples que, muitas vezes, estão ao seu alcance e podem contribuir para seus objetivos de crescimento.

E, fazendo essa escolha, falham na atuação da gestão de desempenho deixando de crescer, em média 30%, segundo dados de pesquisas recentes.

Percebe-se nas organizações que não apresentam resultados positivos e que não conseguem atingir suas metas que, geralmente, o gerenciamento de performance está desconectada do restante da empresa.

É como se o gestor estivesse isolado e tivesse que trabalhar sozinho para atingir as metas.

E essa atitude é exatamente a causa do impacto negativo no desempenho.

Para reverter esse quadro é preciso criar e desenvolver um sistema coeso para a gestão de desempenho no qual todos os envolvidos com a organização trabalhem juntos, sobretudo os gerentes de finanças e RH, em busca dos mesmos propósitos e de maneira correta para implementar uma gestão estratégica.

Para entender mais claramente o que acontece nas empresas, listamos os principais problemas que ocasionam o fracasso na implementação da gestão de performance e também possíveis soluções.

Mas, antes de conferir essas rasões de fracasso, você sabe mesmo o que é gestão de performance corporativa?

O que é gestão de performance, afinal?

Veja está definição clara que vai ajudar você a entender o que é gestão de performance:

Gestão de performance é uma metodologia de gerenciamento empresarial em que se definem KPIs para controlar o desempenho dos processos e colaboradores com o objetivo de medir sua eficiência, agir rapidamente em caso de desvios, tomar decisões com base em fatos e auxiliar no planejamento estratégico.

Ficou claro para você o que é gestão de performance com base neste conceito?

Então, vamos prosseguir!

5 razões para o fracasso no gerenciamento de performance

1- Conflitos de propósitos

Por mais óbvio que possa soar, é sempre bom lembrar que a gestão de performance é um termo genérico que se refere a um amplo conjunto de tarefas analíticas e de administração destinados a ajudar os líderes a compreender e guiar a empresa para uma gestão de desempenho eficiente.

Depois de relembrar esse conceito de gestão de performance, é necessário considerar que não existem duas empresas que pensam sobre o assunto exatamente da mesma maneira.

Por isso, é também natural que as tarefas de gerenciamento sejam, muitas vezes, desconectadas e que acabem gerando comportamentos conflitantes.

  • Solução: primeiramente, é necessário definir as ações que serão seguidas e torná-las bem conhecidas de todos. Na maioria das vezes, o sucesso depende da boa comunicação praticada na empresa. E as ações e valores perseguidos pela organização devem sempre ser reforçados.

2- Comportamentos e atitudes desalinhadas

Para a empresa avaliar como suas estratégias de crescimento estão funcionando, ela deve identificar onde essas tarefas são gerenciadas, não para medi-las, mas para se certificar que estão alinhadas com o comportamento dos funcionários de acordo com os objetivos organizacionais.

Companhias com baixo desempenho costumam perseguir diferentes metas e confiar que um “processo em cascata” ocorre naturalmente.

Isso tudo para garantir que toda a organização está contribuindo para os mesmos objetivos. Essa atitude só deixa a força de trabalho desalinhada e ineficiente.

Certa vez, Steve Jobs revelou:

“esse tem sido um dos meus mantras: foco e simplicidade“

A partir dessa observação, conclui-se que ser simples pode ser mais difícil do que ser complicado.

Por isso, é necessário trabalhar duramente para conseguir ter um pensamento limpo, para depois torná-lo simples.

No final, o esforço vale a pena, quando a empresa perceber que alcançou os resultados almejados.

  • Solução: simplificar o máximo possível e concentrar a gestão de desempenho em algumas metas importantes. Uma boa gestão começa com o foco. Percebe-se que as empresas bem sucedidas melhoram o desempenho, quando são impressionantemente claras e transparentes sobre as metas que querem atingir.

3- Complexidade e desconexão

Muitas organização têm insucessos porque são fixadas em objetivos que não se alinham com as estratégias de longo prazo da empresa, não conseguem acompanhar a conclusão das tarefas necessárias e acabam deixando de incentivar os comportamentos corretos.

  • Solução: a empresa deve focar no comportamento dos funcionários e nas metas. As melhores companhias avaliam como as metas atuais estão alinhadas com as metas futuras e, além disso, costumam medir o efeito que o sucesso provoca nos funcionários e recompensam os colaboradores que buscam corretamente os resultados. E aqui, entende-se por buscar corretamente os resultados aqueles que fazem parte claramente da gestão  criada e difundida pela organização.

4- Uma gestão não tão humana

Os processos de gestão de performance deveriam premiar o trabalho dos funcionários, incentivando-os a desenvolver novas competências e, dessa forma, ajudaria para a construção de uma cultura positiva em toda a empresa.

Sobre esse contexto, estudos apontam que apenas 23% dos gestores de RH acreditam que seus processos refletem com precisão as contribuições dos trabalhadores.

  • Solução: alinhar a gestão de desempenho dos negócios com o gerenciamento da gestão de performance do RH. Para alcançar um alto desempenho, os gerentes devem estabelecer um clima de confiança, criar incentivos para os colaboradores e premiar aqueles que trabalham para fixar o valor organizacional da empresa.

5- Líderes sobrecarregados

As empresas que apresentam um baixo desempenho são administradas por gestores sobrecarregados de dados, muito focados em resultados financeiros e atentos em corrigir desvios do passado.

Mesmo que esses líderes consigam enxergar que tipo de mudanças seriam necessárias, eles raramente têm a capacidade de tomar a decisão para os devidos ajustes.

E quando se concentram de forma exagerada em dados, eles não têm a capacidade de perceber as mudanças no ambiente.

Sobre o assunto, constatou-se que 95% dos dados das empresas de médio porte não são úteis.

Conclui-se, então, que a grande maioria dos dados em vez de orientar a empresa, ofuscam os caminhos para um resultado positivo.

  • Solução: criar um sistema de avaliação flexível. Empresas bem sucedidas estão totalmente conectadas com o mercado e sabem definir os momentos corretos de investir ou não. Elas também reduzem seus dados para o altamente relevante e estão sempre informando seus colaboradores sobre tudo o que acontece na organização desde o capital humano, passando por mercados, fatores operacionais, bem como os fatores financeiros.

Agora que você já sabe o que é gestão de performance e as razões de seu fracasso, que tal conhecer um software que traz todos os indicadores que você precisa em tempo real?

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

Aproveite e baixe também nosso e-book gratuito: Guia do CPM: tudo sobre Corporate Performance Management