Gestão de Equipe

O que é PPR e PPL em uma empresa? Conheça os programas de remuneração variável

O que é PPR e PPL em uma empresa? Conheça os programas de remuneração variável

Publicação : 06/05/2020

Por Siteware

8 min

Imagem ilustrativa sobre o que é PPR e PPL com miniaturas de colaboradores sobre pilhas de moedas
Imagem ilustrativa sobre o que é PPR e PPL com miniaturas de colaboradores sobre pilhas de moedas

(Clique no player para ouvir a narração do nosso post sobre PPR e PPL: programas de remuneração variável. Escreva para nós o que você achou nos comentários!)

Você sabe o que é PPR e PPL em uma empresa? E se eu te perguntar o que é Participação nos Resultados e Participação nos Lucros, assim, ica mais fácil imaginar o que isso significa?

Regulamentados desde 2000 pela lei 10.101, os Programas de Participação nos Lucros e nos Resultados vêm sendo implementados em muitas organizações com o objetivo de motivar os colaboradores e impulsionar a produtividade.

Por isso, continue a leitura para entender melhor o que é e como funciona o PPR e o PPL. Além disso, conheça as principais diferenças entre PPR e PPL e as vantagens de implementar um Programa de Participação nos Resultados e nos Lucros.

Veja esse quadro comparativo que fizemos sobre PPR, PPL e Bônus, para que você já entenda melhor as modalidades de remuneração variável:

ppr e ppl quadro comparativo

PPR e PPL tabela

Leia também: O que é viagem de incentivo e como ela pode motivar seus colaboradores a perseguirem melhores resultados?

O que é PPR e PPL em uma empresa?

Podemos definir o que é PPR e PPL em uma empresa como instrumentos de remuneração variável que as organizações utilizam para motivar e valorizar seus colaboradores, visando o aumento da produtividade.

PPR é a sigla para Programa de Participação nos Resultados. Já PPL significa Programa de Participação nos Lucros.

Apesar das nomenclaturas semelhantes, tratam-se de programas diferentes. As diferenças entre PPR e PPL residem justamente nas condições para o pagamento dos valores de bonificação.

No primeiro caso, o objetivo é premiar os colaboradores com uma remuneração extra caso eles consigam atingir metas previamente estabelecidas. Porém, no segundo caso, essa remuneração vai depender dos lucros obtidos pela empresa em um período específico.

Assim, no PPL, a bonificação é distribuída entre os colaboradores com base no lucro total da empresa. Isto é: se não houver lucro, não haverá remuneração variável. Mas, se a empresa optar pelo PPR, ela é obrigada a pagar o valor combinado caso as metas sejam cumpridas, mesmo que não tenha sido registrado lucro no período em questão.

Dessa forma, no PPR, o cumprimento das metas e a conquista da bonificação depende unicamente dos esforços das equipes. Por outro lado, caso opte-se pelo PPL, fatores externos podem exercer influência sobre os lucros da empresa, o que afeta o valor que cada colaborador vai receber.

Veja mais detalhes sobre PPL e PPR neste vídeo do Sebrae:

Como funciona o PPR e PPL?

Agora que já definimos o que é PPR e PPL em uma empresa, vale a pena explicarmos como funciona, na prática, o Programa de Participação nos Resultados e o Programa de Participação nos Lucros.

De acordo com a legislação que define e regulamenta o que é Participação nos Resultados e Participação nos Lucros, a empresa que quiser implementar esses programas deve criar uma comissão paritária.

Nessa comissão, o número de representantes da empresa e dos colaboradores deve ser o mesmo, além de um representante sindical. As informações referentes aos resultados da empresa devem estar acessíveis a todos os representantes.

Cabe à comissão estabelecer, com clareza e objetividade, as regras do programa a ser implementado, seja ele o PPR ou o PPL.

Dentre as regras a serem estabelecidas, devem constar aquelas referentes aos critérios de elegibilidade ao programa.

Regras de elegibilidade ao PPR ou PPL:

  • Fazer parte do quadro efetivo de funcionários na data fim da apuração dos resultados;
  • Respeitar o princípio da proporcionalidade no caso de contratações durante o período de apuração;
  • Respeitar o princípio da proporcionalidade no caso de demissões durante o período de apuração;
  • Não estar afastado de suas atividades laborais por um período superior a 180 dias.

O valor das bonificações não possui natureza salarial. Isso significa que a remuneração variável do PPR ou do PPL estão isentas de tributos trabalhistas para a empresa. No entanto, o colaborador deverá incluir o valor recebido na sua declaração de imposto de renda (IRPF).

O PPR e o PPL deve ser aplicado a todos os funcionários da empresa, sem exceção. Além disso, devem ser feitos, no máximo, dois pagamentos por ano com intervalo de pelo menos um trimestre.

Se a empresa não cumprir todas as regras estabelecidas pela legislação vigente, o valor pago passará a ser considerado como de natureza salarial e será tributado com os impostos trabalhistas.

Saiba mais: Tipos de incentivos para funcionários: 5 dicas para manter seus colaboradores motivados e melhorar os resultados da empresa

As principais vantagens do PPR e do PLR

Está na dúvida se vale mesmo a pena implementar esses programas de remuneração variável na sua empresa? Então veja a seguir algumas das principais vantagens que podem te ajudar a decidir.

  • Maior motivação, engajamento e comprometimento dos colaboradores com as metas da empresa;
  • Isenção de encargos trabalhistas no valor pago na remuneração variável;
  • Melhoria na relação entre empresa e funcionários, a qual passa a ser baseada na confiança e na cumplicidade;
  • Aumento da produtividade;
  • Maior satisfação por parte dos colaboradores;
  • Aumento na retenção de talentos.

Além do PPR e do PLR, existem outras formas de recompensar e incentivar colaboradores, conheça algumas delas:

recompensar funcionários ppr e ppl

Ficou claro o que é PPR e PPL em uma empresa? Entendeu como esses programas de remuneração variável funcionam e as vantagens que eles oferecem? Então que tal implementar o PPR ou o PPL na sua empresa?

Veja mais: Programa de incentivo profissional: 4 dicas para aumentar a produtividade dos seus times

O STRATWs One é um software de gestão de performance corporativa que ajuda a acompanhar o desempenho de seus colaboradores, assim, é possível recompensá-los em função de seus resultados.

Confira outras de suas vantagens:

  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT;
  • Integrar pessoas, operação e estratégia;
  • Compartilhar KPIs com agilidade e transparência;
  • Potencializar a governança corporativa;
  • Gerenciar riscos e analisar cenários;
  • Facilitar a troca de informação e a comunicação entre departamentos;
  • Focar na busca dos resultados que sua empresa procura alcançar.

Quer conhecer mais detalhes sobre outra forma de incentivo aos funcionários? Então, baixe nosso e-book gratuito: Meritocracia – planilha ou software?

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *