Qualidade

Você sabe qual a diferença entre objetivos, metas e indicadores de desempenho?

Você sabe qual a diferença entre objetivos, metas e indicadores de desempenho?

Publicação : 13/08/2015

Por Siteware

11 min

A relação entre indicadores e metas
A relação entre indicadores e metas

O que são metas, objetivos e indicadores, afinal? Anda se confundindo com essas definições?

Nas últimas semanas publicamos alguns artigos no blog descrevendo a forma simples como tratamos os indicadores de desempenho (Uma visão prática sobre o que é Indicador de Desempenho).

Além disso, fizemos uma postagem que obteve um alto engajamento dos leitores e que aborda o conceito das Metas (O que são Metas?). Agora chegou a vez de combinarmos estes 2 assuntos. Assim, apresentando a relação entre os indicadores de desempenho e as metas.

Neste post, vamos esclarecer definitivamente a diferença entre objetivos, metas e indicadores de desempenho. Por isso,  vamos começar esclarecendo o que são metas objetivos e indicadores, além de trazer exemplos de metas e indicadores.

Preparado?

Então, vamos lá!

Leia também: O que é administração por objetivos: definição, benefícios e como usar em sua empresa

Vamos falar em metas e indicadores de desempenho, no texto a seguir, Mas você sabe como definir indicadores de desempenho para sua empresa?

Então, confira este vídeo de nosso canal no Youtube:

Veja mais: O que é Indicador de Desempenho? Uma visão prática

Diferença entre objetivos, metas e indicadores de desempenho

Entender a diferença entre metas e indicadores, além dos objetivos, começa por entender esses conceitos tão importantes para  a gestão empresarial e a melhoria de processos corporativos.

Por isso, antes de falar em diferenças, vamos entender o que são metas, objetivos e indicadores. Depois, ficar muito mais fácil compreender a diferença entre objetivo, metas e indicadores de desempenho.

O que são objetivos?

Objetivos são cenários futuros que se quer que se realizem. Isto é: situações futuras que desejamos que se tornem realidade.

Por exemplo:

  • O objetivo de um jovem pode ser se tornar um médico.
  • O objetivo de um grupo de alpinistas pode ser alcançar o topo de determinado monte.
  • O objetivo de um país pode ser se tornar independente de outro.

No caso de uma empresa, também se definem objetivos desse tipo, mas, é claro, são relativos à situações corporativas. Assim, podem ser aumentar a lucratividade, lançar novos produtos ou se tornar líder de  mercado.

Ficou claro para você o que são objetivos? Então, agora, vamos entender o que são metas.

Leia também em nosso blog: Os objetivos do KPI: como criar indicadores de desempenho

O que são metas?

Esse é um fato: muitas pessoas acreditam que metas e objetivos são a mesma coisa. Só que não…

Para esclarecer isso, podemos dizer, de forma objetiva, que metas são objetivos associados a uma quantidade.

Como assim?

Por exemplo:

Uma empresa pode ter como objetivo aumentar seu número de clientes ativos.

Porém, esse objetivo é bastante amplo. Para transformá-lo em uma meta, você deve acrescentar, no mínimo, uma quantidade.

Assim, conquistar 30% de novos clientes se torna uma informação bem mais completa, uma meta a ser atingida.

Mas quando? Porque conquistar 50% a mais de clientes em um mês é uma missão completamente diferente de fazer isso em um ano. Pois é, incluir um prazo em sua meta também é uma excelente maneira de refinar a informação oferecida para os envolvidos em alcançar a meta.

Ness caso, portanto, teríamos:

  • Objetivo: aumentar o número de clientes
  • Meta: conquistar 30% de novos clientes nos próximos 12 meses.

Na verdade, para se definir uma boa meta, ela deve conter 5 características. 2 acabamos de comentar, mas existem mais 3. Elas são definidas pelo acrônimo mnemônico SMART, que em inglês significa inteligente.

Assim, cada uma das inicias dessas características de uma boa meta corresponde a uma das letras da palavra SMART.

São elas:

  • Specific = específico
  • Mesurable = mensurável
  • Achivable = atingível
  • Relevant = relevante
  • Time based = baseada no tempo

Confiar este vídeo e entenda isso melhor:

Em resumo, uma meta precisa ser:

  • Specific (específico): a meta deve ser clara, simples e objetiva, nada formulações complexas.
  • Mesurable: (mensurável): o ideal é que números sejam usados para verificar se a meta foi ou não atingida.
  • Achivable (atingível): metas exageradamente ambiciosas, ao contrário do que muitos pensam, não motivam a equipe. Ao invés disso, simplesmente são ignoradas.
  • Relevant (relevante): as metas precisam ajudar de forma significativa no atingimento do objetivo estratégico do negócio.
  • Time based (baseada no tempo): é preciso que haja um prazo determinado, tanto com uma data de início como de término.

Aproveite e confira estas dicas: Como estabelecer metas para um departamento de cobranças: um guia prático com 9 dicas para turbinar seus resultados

Pronto, você já sabe o que são metas e objetivos, mas como se relacionam entre si? Quer saber? Então dê uma olhada neste vídeo:

Este post também deve interessar a você: Objetivos e Resultados-Chave: 13 exemplos de OKR para se inspirar

O que são indicadores de desempenho?

Metas e objetivos dominados, chegou a vez dos indicadores de desempenho!

Os indicadores de desempenho são os responsáveis por ajudar você a atingir suas metas e objetivos, pois são eles que mostram se você está no caminho certo.

Como isso funciona? É o que você vai entender agora!

Indicador de desempenho é a unidade ou a quantidade de alguma coisa que é usada para medir se sua empresa conseguiu ou não atingir suas metas e objetivos.

Assim, de seu objetivo é aumentar o faturamento, o indicador de desempenho pode ser a quantidade de dinheiro a mais que entra a cada mês. Pode ser também um porcentagem de aumento mensal de vendas, e assim por diante.

Existem alguns indicadores de desempenho já definidos pelo mercado, como o ticket médio de vendas, o índice de lucratividade, CAC, a taxa de churn, o NPS e muitos outros. São indicadores testados e aprovados e, por isso, muito usados pelas empresas.

Quer conhecê-los melhor? Então, confira estes posts de nosso blog:

Ficou claro para você o que é um indicador de desempenho? Então, aproveite para entender ainda melhor como fazer seu gerenciamento em sua empresa, assistindo a este vídeo:

Depois de definir seus indicadores, veja como fazer sua análise com mais facilidade: Ferramentas para análise de indicadores de desempenho – 7 dicas para monitorar e melhorar os resultados da sua empresa

Agora que você já entendeu o que são metas, objetivos e indicadores, vamos analisar suas diferenças.

Agora sim: diferença entre metas e indicadores e como os objetivos entram nessa história

Se nas postagens citadas no início deste texto relatamos que uma meta é composta por um objetivo, um valor e um prazo (OVP), onde se encaixa o indicador de desempenho  nessa equação?

A resposta é bem simples, no Objetivo.

O Objetivo de uma Meta (que está atrelada à um Indicador de Desempenho) é formato por um Verbo e o próprio Indicador. O Verbo indica o que pretendemos com o Indicador, alguns autores defendem que só sejam utilizados os verbos “Aumentar”, “Reduzir” ou “Manter”. Na Siteware, não gostamos de engessar as coisas, defendemos que você deve usar o que fizer sentido para o seu negócio.

A imagem abaixo ilustra o passo a passo da decomposição de uma Meta para o indicador da Receita.

Diferença entre objetivo, metas e indicadores de desempenho

Diferença entre objetivo, metas e indicadores de desempenho

Você conta com um software de acompanhamento de metas e indicadores?

A Siteware desenvolve o melhor software para a execução da sua Estratégia! Desde acompanhamento de indicadores até a Remuneração Variável da sua equipe.

O STRATWs One j’a conquistou mais de 160 mil usuários em mil empresas.

Com ele, você pode:

  • Aumentar a produtividade;
  • Compartilhar KPIs com agilidade e transparência;
  • Potencializar a governança corporativa;
  • Criar e acompanhar KPIs de processos, projetos e pessoas;
  • Compartilhar informações com agilidade e transparência;
  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Gerenciar riscos e analisar cenários;
  • Facilitar a troca de informação e a comunicação entre departamentos;
  • Focar na busca dos resultados que sua empresa procura alcançar
  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT;
  • Integrar pessoas, operação e estratégia;
  • Encontrar oportunidades de melhoria;
  • Fazer a gestão de reuniões e do portfólio de projetos.

Para saber mais, clique aqui

Quer descobrir como criar seu próprio painel de indicadores e, assim, acompanhar seus metas e o desempenho de pessoas, equipes e projetos em tempo real? Então, baixe agora nosso e-book gratuito: E-BOOK: Crie seu dashboard de Indicadores de Desempenho em 3 dias!