Gestão Estratégica

O que são stakeholders: definição, tipos, importância e 5 dicas para uma boa gestão dos grupos de interesse do seu negócio

O que são stakeholders: definição, tipos, importância e 5 dicas para uma boa gestão dos grupos de interesse do seu negócio

Publicação : 20/12/2020

Por Siteware

7 min

O que são stakeholders
O que são stakeholders

O que você imagina que seja a definição de stakeholders?

O termo foi cunhado pelo filósofo e professor de administração Robert Edward Freeman. Em 1963, Freeman definiu stakeholders em um memorando interno do Instituto de Pesquisa de Stanford como “grupos ou indivíduos que, sem seu apoio, a organização deixaria de existir”.

Se você deseja saber mais sobre o que são stakeholders, te convidamos a continuar a leitura deste conteúdo.

Nas próximas linhas, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre esse tema:

  • Qual a definição de stakeholders?
  • Quais são os tipos de stakeholders?
  • Por que é importante conhecer os stakeholders da sua empresa?
  • 5 dicas de como fazer uma eficiente gestão de stakeholders.

Veja mais: Gestão de stakeholders: o que é, por que é importante fazer e 4 dicas para implementar na sua empresa

O que são stakeholders?

Podemos definir o que são stakeholders como, conforme já dizia Robert Edward Freeman, grupos e indivíduos que, de uma forma ou de outra, apresentam algum nível de interesse nos projetos, atividades e resultados de uma determinada organização.

O termo de origem inglesa é utilizado para se referir a pessoas que são impactadas pelas decisões que a empresa toma, positiva ou negativamente.

Exemplos de stakeholders

Para que você possa entender melhor o que são stakeholders, veja a seguir alguns dos principais exemplos:

  • Clientes;
  • Colaboradores;
  • Diretores;
  • Fornecedores;
  • Concorrentes;
  • Acionistas;
  • Investidores;
  • Sindicatos;
  • Órgãos do governo;
  • Organizações Não Governamentais;
  • Órgãos de imprensa.

Quais são os tipos de stakeholders?

Basicamente, existem dois tipos de stakeholders: os internos e os externos à organização.

Ou seja, colaboradores e gestores, por exemplo, são considerados stakeholders internos. Já clientes, fornecedores e a imprensa, por exemplo, são stakeholders externos.

Para além desses dois tipos de stakeholders, há outras subcategorias que dependem do nível de interesse e da legitimidade dos stakeholders.

  • Stakeholder Arbitrário: é legítimo mas não possui poder de influência nas decisões da empresa;
  • Stakeholder Adormecido: não apresenta legitimidade nem urgência, mas tem poder para impor seus interesses;
  • Stakeholder Reivindicador: possui muita urgência, mas nenhum poder ou legitimidade;
  • Stakeholder Dominante: é legítimo e possui grande poder de influência;
  • Stakeholder Dependente: possui urgência e legitimidade, mas depende do poder de outros stakeholders para ser levado a sério;
  • Stakeholder Definitivo: é legítimo, tem urgência e forte poder de influência sobre as decisões da empresa;
  • Stakeholder Perigoso: possui poder e urgência, mas não tem legitimidade.

Saber gerenciar pessoas ajuda a gerenciar stakeholders, veja dicas neste vídeo:

Por que é importante conhecer os stakeholders da sua empresa?

Conhecer quem são os grupos de interesse da sua empresa é algo indispensável para que se alcance o sucesso.

Isso porque desconsiderar os impactos que as decisões do seu modelo de negócio podem ter sobre os stakeholders pode acabar comprometendo os seus resultados e sua gestão financeira, além da imagem da empresa no mercado.

Todas as ações precisam ser pensadas sem perder os stakeholders de vista. Os projetos e as políticas internas e externas devem considerar os indivíduos e os grupos que serão afetados positiva ou negativamente, direta ou indiretamente, pelas práticas da empresa.

Identificar e entender quem são os stakeholders da organização possibilita ter uma visão mais ampla sobre seus processos e sobre o impacto de suas atividades. A partir disso, é possível implementar as melhorias necessárias para que todas as partes envolvidas e interessadas possam ficar satisfeitas.

5 dicas de como fazer uma eficiente gestão de stakeholders

Agora que você já sabe o conceito de stakeholders, a importância e os diferentes tipos, é hora de descobrir como fazer uma gestão eficiente desses grupos de interesse.

Confira a seguir 5 dicas essenciais:

  1. Identifique quais são os grupos e indivíduos interessados nas atividades da sua empresa;
  2. Categorize os O  de acordo com o grau de importância, interesse e influência sobre o seu modelo de negócio;
  3. Alinhe as expectativas dos stakeholders às da sua empresa;
  4. Desenvolva um plano de ação para cada grupo de interesse;
  5. Faça o monitoramento da satisfação dos stakeholders.

Estes conteúdos de nosso blog também pode interessar a você:

Conhecer as pessoas com quem trabalha sempre ajuda na gestão, conheça o people analytics:

Bom, ficou clara qual a definição de stakeholders e sua importância para o bom desempenho do negócio.

Agora que você já sabe o que são stakeholders, coloque em prática as dicas que citamos aqui e mantenha um bom relacionamento com os grupos de interesse da sua empresa.

O STRATWS One é um software de gestão de performance corporativa que vai ajudar sua empresa a definir indicadores de desempenho e monitorar os resultados de todos os colaboradores, projetos e áreas da empresa. Além disso, você pode compartilhar esses dados com os interessados nesses resultados.

É por isso que o STRATWs One já é usado por mais de mil empresas ao redor do mundo, beneficiando mais 180 mil de seus colaboradores com vantagens como estas:

  • Gerenciar riscos e analisar cenários;
  • Facilitar a troca de informação e a comunicação entre departamentos;
  • Focar na busca dos resultados que sua empresa procura alcançar;
  • Criar e acompanhar KPIs de processos, projetos e pessoas;
  • Compartilhar informações com agilidade e transparência;
  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Fazer a gestão de reuniões e do portfólio de projetos;
  • Aumentar a produtividade;
  • Potencializar a governança corporativa;
  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT;
  • Integrar pessoas, operação e estratégia.

O distanciamento social diminuiu o engajamento de alguns de seus stakeholders? Estas dicas gratuitas podem ajudar: [INFOGRÁFICO] Táticas para aumentar o engajamento em distanciamento social

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *