Logo siteware

O que é diagrama de dispersão e como usá-lo para entender a performance de sua empresa

CONTEÚDO

Publicação:
Publicação:
diagrama de dispersão

CONTEÚDO

“Achismo” é uma palavra que não deve estar no dicionário de nenhum empresário ou gestor de empresa.

A não ser, é claro, que seja para entender que não deve ser um parâmetro para suas ações empresariais.

Afinal, porque simplesmente deduzir uma teoria, se é possível utilizar dados para chegar a uma certeza?

Essa reflexão está diretamente relacionada à utilidade de um diagrama de dispersão, que torna análises e ações empresariais mais assertivas.

Mas, afinal, o que é diagrama de dispersão? Todos podem utilizar? Como fazer?

Separamos abaixo todos os detalhes sobre o assunto. Veja o que é diagrama de dispersão e como ele pode te ajudar a melhorar processos!

Mas antes disso, que tal assistir a um vídeo sobre o assunto?

Você conhece este outro diagrama? Como fazer diagrama de Pareto e aplicar em seu negócio

O que é diagrama de dispersão?

O diagrama de dispersão é conhecido como uma das principais ferramentas da qualidade que podem ser utilizadas por uma empresa.

Trata-se de uma representação gráfica que analisa a relação entre duas variáveis quantitativas — uma de causa e uma de efeito. Quando você tem uma hipótese do que causou algo, mas ainda deseja comprová-la por meio de uma análise mais aprofundada.

Esse tipo de diagrama traz números simultâneos das duas variáveis, deixando visível se o que acontece em uma variável causou interferência na outra. Ao estudar a correlação, você tem uma variável dependente Y (efeito), que se relaciona a variáveis independentes X (causas).

O modelo hipotético seria, portanto, y = f (x).

Ainda não entendeu o que é diagrama de dispersão? Calma, logo mais daremos um exemplo. Mas, ainda sobre a definição do termo, você deve saber que essa correlação criada com base no diagrama pode ser:

  • Positiva: quando os pontos se unem em uma linha crescente. Isso quer dizer que, assim que uma variável aumenta, a outra também cresce;
  • Negativa: quando os pontos se unem em uma linha decrescente. O que significa que, à medida que uma variável aumenta, a outra diminui;
  • Nula: quando os pontos estão bem dispersos e, portanto, indica que não há correlação aparente entre as duas variáveis.

Quando utilizar o diagrama de dispersão?

Agora que você já saber o que é diagrama de dispersão, veja como empregá-lo.

Você pode utilizar um diagrama de dispersão para identificar causas de problemas, por exemplo. Ou, então, para avaliar ações positivas, que deram certo na empresa.

Imagine que você começou a gerenciar um e-commerce e sua loja virtual está fazendo muito mais vendas agora, justo quando o nível de satisfação dos clientes aumentou.

Ao mesmo tempo, você acha que o preço do produto pode ter influenciado neste resultado. E aí, o que fazer?

Ao invés de ficar no achismo, como citamos no início do texto, usar um diagrama de dispersão pode te ajudar a ter certezas.

Você irá interligar, por meio de pontos em um gráfico, a variável X, que é a causa, com a variável Y, que é o efeito.

Veja também: O que é e como fazer um Diagrama de Ishikawa?

Como fazer um diagrama de dispersão?

Primeiramente, para usar um diagrama de dispersão, você precisa entender a causa e o efeito que deseja descobrir a correlação.

Em uma gestão empresarial, é comum levantar hipóteses sobre aumento ou perda de vendas, movimento, produtividade, entre outras situações.

Definiu a causa e o efeito? Agora colete os dados dessas duas variáveis para desenhá-los posteriormente no gráfico. Seja em um papel ou mesmo no computador, o importante é ter esses números concretos para que a correlação seja assertiva.

Já para compor os dois eixos desse gráfico, você precisará colocar a variável dependente (efeito/Y), o fato, no eixo vertical. Já a variável independente, que seria a causa (X), ficará no eixo horizontal.

Agora basta inserir os números no gráfico. Você irá desenhar um ponto para cada uma das ocorrências dos dados em seus respectivos eixos.

Para analisar se a correlação é positiva, negativa ou nula, verifique como ficou a disposição dos pontos.

Alguns softwares podem desenhar uma curva de regressão que corresponde à função matemática da dispersão.

Veja um exemplo:

O que é diagrama de dispersão
Fonte: Voitto

Exemplo da aplicação do diagrama de dispersão

Um exemplo seria quando você acredita que as vendas da empresa aumentaram após investir em determinada ação de marketing.

Você tem os números do X, que seriam do investimento, e os números do Y, que seriam os resultados de vendas (ambos em reais). Para colocar no diagrama de dispersão, você verifica onde o número do X se encontra com o do Y e marca um ponto, fazendo isso para todos os números seguintes.

No final, conseguirá analisar se a relação está crescendo, sendo positiva (seguindo uma linha linear crescente ou não), e se essa correlação é forte (com pontos próximos) ou fraca (com pontos mais dispersos).

Para facilitar, você pode utilizar o Excel. Preencha os dados em duas colunas de X e Y, selecione a tabela inteira, clique em “inserir” e clique na opção de gráfico de dispersão, que será gerado automaticamente pela plataforma.

O diagrama de dispersão é uma das metodologias utilizadas na gestão de uma empresa. Ao criar um modelo inicial, fica mais fácil utilizá-lo para se certificar de novas hipóteses que envolvem o negócio.

E sabendo exatamente onde está o problema ou onde esteve a solução, o foco sempre será em novas estratégias para a empresa. Quer testar na sua? Siga nossos passos e não se esqueça de nos contar suas percepções sobre os resultados analisados!

Outro diagrama muito usado para solucionar problemas nas empresa é o Diagrama de Ishikawa. Com ele, chega-se à causa raíz dos problemas e desenvolve-se as soluções para eles. Quer conhecer essa metodologia tão efetiva?

O STRATWs ONE é um software de gestão de performance corporativa ideal para que você colete as informações que precisa e faça as análises que achar necessárias. Ele é simples e consegue integrar as pessoas e os objetivos da empresa por meio da execução das tarefas.

Veja alguns dos motivos que o fazem ser o preferido por mais de mil empresa ao redor do mundo:

  • Focar na busca dos resultados que sua empresa procura alcançar;
  • Facilitar a troca de informação e a comunicação entre departamentos
  • Compartilhar KPIs com agilidade e transparência;
  • Potencializar a governança corporativa;
  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT;
  • Integrar pessoas, operação e estratégia.
Banner 16 O que é diagrama de dispersão e como usá-lo para entender a performance de sua empresa
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]