Diagrama de Ishikawa: o que é e como fazer [Com template]

CONTEÚDO

Exemplo de diagrama de Ishikawa

CONTEÚDO

Clique no player para ouvir a narração do nosso post sobre Exemplos de Diagrama de Ishikawa, o que é e como fazer!

O Diagrama de Ishikawa, também conhecido como Espinha de Peixe ou Diagrama de Causa e Efeito, é uma ferramenta de análise de processos que permite identificar as causas raízes de um problema.

Ele foi desenvolvido pelo engenheiro Kaoru Ishikawa em meados da década de 40 e é amplamente utilizado em diversas indústrias, como a alimentícia, farmacêutica, de manufatura e outras.

De acordo com uma pesquisa realizada por Yoshio Kojima e publicada no Journal of Quality in Maintenance Engineering, o uso do Diagrama de Ishikawa pode aumentar a eficiência dos processos em até 25% e reduzir o tempo necessário para resolver problemas em até 50%.

Outra pesquisa, conduzida por Joon Soo Lee e publicada na revista International Journal of Industrial Engineering, descobriu que o uso do Diagrama de Ishikawa ajudou a identificar as causas raízes de problemas mais rapidamente e a tomar medidas mais eficazes para corrigi-los.

Neste post, vamos mostrar para você o que é Diagrama de Ishikawa, também conhecido como matriz de causa e efeito.

banner-diagrama-de-ishikawa

O que é o Diagrama de Ishikawa?

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta de análise de processos que ajuda a identificar as possíveis causas raízes de um determinado problema ou efeito. É amplamente utilizado na melhoria de processos, na resolução de problemas e na identificação de oportunidades de melhoria.

O objetivo do Diagrama de Ishikawa é compreender profundamente as razões das consequências que levam a um determinado problema, em vez de apenas tratar os sintomas ou os efeitos superficiais. Dessa forma, ao focar na causa raiz, é possível implementar soluções que abordem o problema de maneira eficaz e sustentável, prevenindo sua recorrência no futuro.

O diagrama em si é representado por uma espinha de peixe. A “cabeça” do peixe representa o problema a ser resolvido, enquanto as “espinhas” representam as categorias de causas potenciais, na qual as ramificações correspondem às diferentes categorias de possíveis causas do problema ou efeito.

O processo da conclusão do diagrama é conduzido por uma equipe multidisciplinar, que trabalha junta para identificar e analisar todas as causas nos diferentes cenários.

A partir daí, toma-se medidas para corrigir ou melhorar o processo, garantindo assim uma solução mais eficaz para o problema ou efeito em questão.

image Diagrama de Ishikawa: o que é e como fazer [Com template]

O Diagrama de Ishikawa também é conhecido por diversos outros nomes, tais como:

  • Diagrama Espinha de Peixe;
  • Diagrama Causa e Efeito;
  • PDCA espinha de peixe;
  • Árvore de causas espinha de peixe;
  • Diagrama dos 6Ms.

As categorias mais comuns usadas no diagrama são conhecidas como os 6Ms, embora possam variar dependendo do contexto:

  1. Método: refere-se aos processos ou procedimentos utilizados.
  2. Mão de obra: relacionado aos funcionários, suas habilidades e comunicação.
  3. Máquina: equipamentos, tecnologia e ferramentas utilizadas.
  4. Material: matérias-primas, componentes e informações.
  5. Medição: como as medições são feitas e os dados são coletados.
  6. Meio Ambiente: condições ambientais, como localização, clima e cultura organizacional.

Vale destacar, portanto, que ele tem como objetivo ajudar a equipe a chegar nas causas reais de problemas que acometem nos processos organizacionais de uma empresa.

Ou seja, seu propósito é descobrir os fatores que resultam em uma situação indesejada na organização.

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta usada em todo o mundo, e ela pode ser executada em softwares de gestão. O STRATWs One, desenvolvido pela Siteware, conta com templates personalizados de Ishikawa e outras ferramentas de solução de problemas. Conheça nossa solução:

Clareza_da_estrategia_ate_a_corporacao

Aproveite e assista também a este vídeo sobre análise de causa raiz com Diagrama de Ishikawa:

Se inscreva no nosso canal para ter acesso a mais vídeos como esse!

Qual a origem do Diagrama de Ishikawa?

O Diagrama de Ishikawa foi desenvolvido pelo engenheiro químico japonês Kaoru Ishikawa em 1943. Ele era um defensor da qualidade total e estava comprometido com a melhoria contínua dos processos em sua empresa. Ishikawa acreditava que a chave para a melhoria dos processos era a identificação das causas raízes dos problemas e a eliminação delas.

Em vista disso, ele criou o Diagrama de Ishikawa como uma ferramenta para ajudar na identificação dessas causas raízes.

Em suma, o diagrama tem como base a filosofia de que a melhoria dos processos é alcançada através da identificação e eliminação das causas raízes dos problemas.

A partir disso, Ishikawa elaborou uma ferramenta visual, que ajudava a equipe a identificar as diferentes categorias de possíveis causas de um determinado problema ou efeito, e assim, trabalhar de forma colaborativa na análise de cada uma delas.

A ferramenta tornou-se rapidamente uma das mais populares na melhoria de processos e na resolução de problemas, sendo amplamente utilizada em muitos setores, incluindo indústrias, serviços, saúde, educação e governo.

A sua eficiência e a simplicidade, bem como a sua capacidade de ajudar a equipe a trabalhar de forma colaborativa e a identificar rapidamente as possíveis causas de um problema, tornaram-na essencial na melhoria contínua dos processos.

Para que serve a ferramenta?

A ferramenta Diagrama de Ishikawa tem muitas serventias, conforme vimos, mas em resumo ela serve para:

  • identificar as causas raízes de um problema ou efeito;
  • analisar as possíveis causas de um determinado problema ou efeito;
  • ajudar a equipe a trabalhar de forma colaborativa e a identificar rapidamente as possíveis causas;
  • melhorar a eficiência dos processos e resolver problemas;
  • identificar oportunidades de melhoria;

De modo geral, é por meio dessa ferramenta que as equipes possuem mais propriedade para identificar a raíz do problema e corrigi-la.

Quais são as etapas do diagrama de Ishikawa?

O Diagrama de Ishikawa possui as seguintes etapas:

  1. Identificação do problema ou efeito: define-se o problema ou efeito que deseja analisar;
  2. Criação de categorias de possíveis causas: identifica-se então as diferentes categorias de possíveis causas do problema ou efeito e representa-as na forma de ramificações a partir da espinha de peixe;
  3. Análise das possíveis causas: detalha-se cada categoria, identificando subcategorias e as possíveis causas específicas para cada uma delas.
  4. Priorização das possíveis causas: avalia-se as possíveis causas e prioriza-se aquelas que são consideradas mais prováveis ou mais impactantes.
  5. Tomada de ação: toma-se medidas para corrigir ou melhorar o processo, baseadas nas causas identificadas pelo diagrama.
  6. Monitoramento e avaliação: monitora-se o processo e avalia-se os resultados para verificar se as ações tomadas foram eficazes. Se necessário, podem-se fazer novas ações para corrigir ou melhorar ainda mais o processo.

Como usar o diagrama espinha de peixe?

Agora que você já entendeu para que serve a metodologia de Diagrama de Ishikawa, está na hora de aprender a como fazer um, passo a passo.

Sua utilização parte da premissa de que todo problema tem uma causa específica. Dessa forma, eliminar a causa-raiz significa, consequentemente, eliminar o problema. Para descobri-la, portanto, o método sugere o teste e análise de cada sugestão de causas feitas pela equipe.

Mas antes de ver o passo a passo de como fazer o diagrama 6M, é importante entender que benefícios ele pode trazer para a sua empresa.

Quando se pode usar o Diagrama de Ishikawa?

O Diagrama de Ishikawa pode ser usado em uma ampla variedade de situações para ajudar na resolução de problemas e na melhoria dos processos.

Ele é especialmente útil quando se deseja entender as causas raízes de um problema ou efeito e para ajudar a equipe a trabalhar de forma colaborativa na identificação de soluções.

Alguns exemplos de situações em que o Diagrama de Ishikawa pode ser usado incluem:

  • análise de problemas em processos industriais, como produção, distribuição e vendas;
  • resolução de problemas em serviços, como atendimento ao cliente, logística e outros;
  • identificação de causas raízes de falhas em produtos;
  • análise de processos administrativos, como recrutamento e seleção de pessoal e processamento de pagamentos;
  • análise de problemas em sistemas de informação, sistemas de produção e outros.

Uma vez que a causa-raiz de um problema é identificado, é necessário tomar decisões do que será feito. Para isso, as ferramentas de tomada de decisão podem ser grandes aliadas!

Qual a finalidade do diagrama de causa e efeito?

A finalidade principal do Diagrama de Causa e Efeito, é ajudar a identificar as causas raízes de um problema. Ele é amplamente utilizado em processos de melhoria de qualidade, pois permite visualizar as relações entre diferentes fatores que podem estar contribuindo para o problema.

Vale destacar que essa é uma ferramenta útil para equipes que trabalham em processos de melhoria contínua, pois permite identificar possíveis soluções para um problema de maneira sistemática e eficiente.

Além disso, ele ajuda a evitar a implementação de soluções que podem não ser efetivas ou que podem até mesmo exacerbar o problema, pois fornece uma visão detalhada das relações entre as diferentes causas e seus efeitos.

Quais benefícios o diagrama de causa e efeito traz para a organização?

O Diagrama Espinha de Peixe é uma representação gráfica simples de ser construída e de fácil entendimento. Por isso, traz diversos benefícios para a organização e para a equipe que a utiliza. Alguns desses benefícios são:

  • melhor visibilidade dos problemas a serem enfrentados;
  • identificação das possíveis causas de forma ágil e assertiva;
  • hierarquização e priorização das causas encontradas;
  • registro visual intuitivo que facilita futuras análises;
  • aperfeiçoamento dos processos e melhoria contínua;
  • exploração dos desdobramentos do problema na empresa;
  • envolvimento de toda a equipe na gestão da qualidade e na melhoria de processos;
  • organização das ideias do grupo, com foco e objetividade.

O Diagrama de Ishikawa traz muitos benefícios para as empresas quando bem utilizado.

Ele pode ser usado em conjunto com outras metodologias, como as reuniões de Brainstorming (tempestade de ideias), que potencializam o rendimento dos encontros e ajudam a equipe a expor suas ideias e pontos de vista.

Portanto, é importante considerar algumas limitações e requisitos para o seu bom desenvolvimento. Por exemplo, o método, por si só, não identifica a gravidade das causas. 

Além disso, ele precisa de pessoas organizadas, que saibam coordenar reuniões e que tenham características de liderança para desdobrar a ferramenta.

Se você quer saber como organizar boas reuniões produtivas, confira este texto de nosso blog: Como fazer uma reunião produtiva: 7 passos para não desperdiçar o precioso tempo da equipe

Sabendo da importância do Diagrama “escama de peixe” como ferramenta da qualidade e melhoria de processos, criamos uma ferramenta exclusiva no Excel, personalizável e gratuita, para facilitar suas análises e melhorar sua gestão!

Clique aqui para fazer download do diagrama de Ishikawa em Excel:

PLANILHA DIAGRAMA DE ISHIKAWA 1 Diagrama de Ishikawa: o que é e como fazer [Com template]

Como construir um Diagrama de Ishikawa, afinal?

Você já viu pra que serve o método de Ishikawa, então vamos aprender a construir um! Siga o passo a passo.

Como fazer um diagrama de Ishikawa passo a passo:

  1. defina claramente o problema a ser analisado por sua equipe;
  2. desenhe uma seta horizontal que aponte para a direita e faça um quadrado na extremidade dessa seta;
  3. escreva seu problema central dentro desse quadrado;
  4. faça traços diagonais no corpo da seta, que serão as categorias das suas causas encontradas;
  5. realize um brainstorming com sua equipe para definir as possíveis causas. Essa é a parte mais demorada e trabalhosa do método, portanto, é importante focar em seus detalhes para que ela seja bem realizada;
  6. dentro das categorias definidas pela equipe, insira as causas encontradas;
  7. você pode enumerá-las de acordo com sua gravidade ou importância. Uma boa ferramenta para ajudar nessa hierarquização é a Matriz de Priorização.

Detalhamento do passo 4: o diagrama 6M

Você viu que o diagrama de Ishikawa também é chamado de diagrama 6M, mas por quê?

Na verdade, Kaoru Ishikawa definiu 6 tipos de causas que, na maioria das vezes, são a razão da existência do problema que se busca solucionar. cada uma dessas causas se inicia com a letra M, por isso o nome diagrama 6M.

Veja antes alguns materiais que podem interessar e te ajudar no processo de implementação do Diagrama de Ishikawa:

O que são os 6M de Ishikawa?

Conforme antecipamos, o diagrama de Ishikawa também é chamado de diagrama 6M. Abaixo vamos falar um pouco mais sobre como cada uma dessas letras o representa, sendo elas:

  1. Método
  2. Máquina
  3. Medida
  4. Meio ambiente
  5. Material
  6. Mão de obra

Para entender melhor cada um deles, você pode fazer uma pergunta, que ajuda a descobrir como esse M pode estar influenciado o problema que sua equipe está estudando e procurando solucionar.

Conheça essas perguntas e use ao empregar o diagrama 6M:

  • Método: como a forma de desenvolver o trabalho influencia o problema?
  • Máquina: como os equipamentos utilizados no processo influenciam o problema?
  • Medida: como as métricas utilizadas para medir o desenvolvimento da atividade influenciam o problema?
  • Meio ambiente: como o meio em que a atividade está sendo desenvolvida influencia o problema?
  • Material: como a qualidade e o tipo dos materiais utilizados influenciam o problema?
  • Mão de obra: como as pessoas envolvidas na atividade influenciam o problema?

Medida é um dos 6 Ms de Ishikawa e está relacionada com indicadores de desempenho, mas você sabe como criar bons indicadores? Então, confira mais este vídeo de nosso canal no YouTube:

Se inscreva no nosso canal para ter acesso a mais vídeos como esse!

IMPORTANTE: Para construir as categorias no passo 4, você pode criar as suas próprias, de acordo com cada necessidade específica de sua empresa. 

Você também pode seguir a lógica do 6M, que são as categorias originais do método. Porém, fique atento se elas realmente se aplicam ao seu negócio.

Exemplos de Diagrama de Ishikawa

Ficou claro para você o que é o diagrama de Ishikawa e para que serve? E como fazer um, você entendeu?

Saiba que pode ser complexo compreender esse conceito de forma abstrata e descritiva. Pensando nisso, trouxemos aqui alguns exemplos do Diagrama de Ishikawa.

Assim, com certeza, você visualiza com mais precisão o que é e como fazer o Diagrama da Espinha de Peixe.

Exemplo de diagrama de Ishikawa para descobrir as causas de um produto com defeito:

image Diagrama de Ishikawa: o que é e como fazer [Com template]

FONTE: Lean Six Sigma Brasil

Exemplo de diagrama de Ishikawa para descobrir as causas de atraso no trabalho:

image 1 Diagrama de Ishikawa: o que é e como fazer [Com template]

FONTE: ResearchGate

Descobrindo a causa raiz do problema

Um dos erros mais comuns das empresas é deixar com que seus processos sejam interferidos por pequenos problemas e falhas, sem aprofundar em suas causas ou contra-atacá-las.

Assim, isso acaba deteriorando sua rotina de trabalho, o que leva a prejuízos e deixa a empresa cada vez menos produtiva.

Por isso, como uma das ferramentas mais importantes da gestão de qualidade, o uso do Diagrama de Ishikawa ajuda a manter essas atividades em constante aprimoramento e facilita a solução dos seus problemas, desde os mais simples até os mais complexos.

É uma ferramenta versátil, de fácil entendimento e visualização, que eleva o nível de compreensão da equipe sobre todos os processos.

Além disso, ele pode ser utilizado nas mais diversas áreas dentro de organizações de todos os segmentos.

A tecnologia como aliada do Diagrama de Ishikawa

Investir nesse tipo de gestão e ferramenta de solução de problemas é um dos melhores caminhos para atingir o sucesso na condução de uma empresa.

Nesse sentido, o ideal é contar com um sistema de planejamento estratégico que contribui para aumentar, engajar e turbinar seus resultados, com recursos visuais que melhoram o desdobramento estratégico da empresa.

Esse sistema de gestão empresarial permite o acompanhamento integrado do desempenho corporativo, assim como o monitoramento e a centralização de todos os indicadores, com foco na tomada de decisão.

E, no mercado, um software que possui todas essas características é o STRATWs One, que possibilita aos gestores organizar sua rotina de trabalho com melhor gerenciamento e engajamento de todo o time.

Com o módulo Oportunidades de Melhoria do nosso software de execução da estratégia, você tem total acesso ao Diagrama de Ishikawa e outras ferramentas avançadas de análise e solução de problemas.

Assim, você pode visualizar melhor as falhas da organização e resolvê-las de forma eficiente.

Clareza_da_estrategia_ate_a_corporacao