Liderança

O que faz um líder estratégico?

O que faz um líder estratégico?

Publicação : 05/12/2016

Por Siteware

10 min

líder estratégico
líder estratégico

Um líder estratégico cria condições favoráveis para o crescimento de um negócio. Com isso, cada vez mais o seu papel no cenário corporativo tem sido prestigiado. Entre os principais benefícios desse estilo de liderança, podemos destacar a capacidade de combinar uma gestão de talentos eficiente com um plano de negócios efetivo.

A visão estratégica para o negócio é aquela que divide sua preocupação com os dilemas atuais da organização (questões corriqueiras) com as perspectivas de futuro, alinhando a gestão do capital humano com suas ações externas.

Um líder estratégico é o que todo colaborador precisa para desenvolver sua carreira, além de ser uma peça-chave para alavancar os negócios de uma organização. Saiba mais sobre essa função!

O papel de um líder estratégico

Existem diferentes definições para a liderança. Algumas dão mais ênfase a características individuais, outras consideram mais importante o contexto no qual ela é exercida, assim como há aquelas que sintetizam essas visões e contemplam as contribuições dos diversos olhares, formando conceitos concretos, porém, passíveis de mudanças.

Hoje, trabalha-se com ideias abrangentes, que considerem o momento atual e o tipo de atividade desempenhada. Com isso, o conceito de líder estratégico, que é o tema deste artigo, é um reflexo de questões contemporâneas baseadas na evolução do mercado e da ciência, resultando em uma visão de líder moderna e eficaz.

O líder estratégico é aquele que está comprometido com resultado, qualidade e eficiência. Ele sabe trabalhar com as diferenças e faz delas um trunfo. Além disso, reconhece o valor humano como central em uma organização, o que não significa que ele esqueça dos números da empresa, muito pelo contrário, ele otimiza os dois aspectos e os transforma em uma equação de sucesso para colaboradores e empresa.

A atuação do líder estratégico

As demandas atuais são múltiplas, o que gera, também, a necessidade de um estilo de liderança mais dinâmico. Isto é, é preciso encontrar na mesma figura características que atendam a uma rotina repleta de desafios e um repertório suficiente para dar conta de um mercado competitivo.

A venda de um produto ou serviço não é mais vista como um simples mecanismo de compra e venda. Sabe-se que o consumo está se tornando uma atividade cada vez mais complexa, envolvendo marca, conceito, e relevância. Tudo isso com uma dose gigantesca de informação e conhecimento.

Por isso, a escolha de um cliente por determinada marca envolve uma série de fatores e, portanto, para garantir um resultado diferenciado, é preciso estar atento a tudo o que antecede o produto final.

Nesse sentido, o líder estratégico é peça fundamental no direcionamento de uma equipe para o caminho do sucesso. Veja as principais características que diferenciam um líder estratégico dos demais estilos de liderança:

  • Combinam liderança gerencial e liderança estratégica;
  • Enfatizam os valores e o comportamento ético;
  • Focam tanto na rotina quanto nas estratégias em longo prazo;
  • Garantem sobrevivência, manutenção e metas futuras;
  • Buscam grandes expectativas para si, para seus superiores e para seus gerenciados;
  • Envolvem-se no controle estratégico e no controle financeiro, com mais ênfase no estratégico.

Muitas vezes, os líderes tradicionais que estamos acostumados a encontrar podem parecer desconectados do restante da organização, da sua visão e dos seus valores como um todo.

Assim como podem, também, se tornar especialistas em determinada área, negligenciando outros aspectos importantes.

Podemos estabelecer, basicamente, dois grandes grupos de tipos de liderança conhecidos: aquele voltado somente para a parte estratégica, focado no capital humano e na manutenção de valores, e o líder especialista em determinada área, com perfil determinista e operacional.

A liderança estratégica, no entanto, é capaz de superar esses dois modelos, somando características das duas visões e sintetizando potências de ambas as partes.

Líderes estratégicos diferem dos gerenciais e dos visionários. Os estratégicos sonham e tentam concretizar seus sonhos, sendo uma combinação do líder gerencial, que nunca para sonhar, e do visionário, que apenas sonha.  (W. Glenn Rowe, 2002)

Liderança estratégica e criação de valor

liderança estratégica é capaz de criar valor para a empresa, visto que está intimamente comprometida em criar condições para que as ações rotineiras e estratégicas aumentem a viabilidade da organização de se sustentar no momento presente e se manter futuramente.

Trata-se, sob um ponto de vista, de alinhar presente e futuro, garantindo a permanência e o crescimento da instituição.

Starbucks

Um exemplo de líder estratégico, o executivo de destaque no mercado de café Howard Schultz, da Starbucks, adotou estratégias inovadoras que modificaram significativamente o ramo em que atua.

No momento em que comprou a rede, em 1987, existiam 6 lojas e 100 funcionários. Em pouco mais de 10 anos, esse número cresceu para 2.498 lojas e 35.620 colaboradores, sendo apenas pouco menos de 400 franqueadas e o restante da empresa.

Tal resultado é reflexo de uma política estratégica adotada pelo líder, que  teve como principal estratégia priorizar seus colaboradores, investindo em um ótimo relacionamento que refletisse essa qualidade no atendimento de seus clientes.

Muito mais do que vender café, a empresa criou um compromisso de “educar” seu público e ensiná-lo a valorizar um produto de alto nível. É justamente nesse olhar diferenciado para o próprio produto e o seu mercado que entra a visão estratégica.

Schultz não esperou uma reação externa, ele criou sua própria tendência produzindo uma cultura relacionada ao seu produto e atraiu tanto colaboradores quanto clientes para fazerem parte desse projeto.

A empresa proporcionou, ainda, vantagens significativas para seus acionistas, obtendo um expressivo crescimento que representa o objetivo final de um negócio liderado estrategicamente.

Transformando chefes em líderes estratégicos

Em um recorte mais específico de alguém que ocupa uma posição de liderança, é preciso destacar algumas características que definem seu tipo de atuação em relação a uma equipe. Muito se conhece a figura do chefe, cuja conduta está intimamente relacionada ao poder.

Sabe-se, também, que esse tipo de atuação não produz efeitos positivos, gerando a necessidade de transformar chefes em líderes — especialmente, líderes estratégicos. Conheça, portanto, as principais mudanças necessárias para essa transformação:

  1. Basear sua conduta em valores compartilhados, garantindo o respeito à ética de trabalho;
  2. Almejar o engajamento voluntário da equipe, substituindo o tratamento coercitivo;
  3. Garantir a participação estratégica de todos;
  4. Tornar-se um facilitador no processo de comunicação, dando voz aos seus colaboradores;
  5. Promover uma cultura de aprendizado na empresa.

A partir dessas 5 atitudes, é possível transformar uma postura engessada em uma conduta inovadora, em que o líder conectará pessoas aos valores da organização em todos os níveis, influenciando colaboradores, clientes e investidores.

Somente com uma política transparente e moderna é possível conquistar um lugar de prestígio no mercado (que se torna cada vez mais competitivo), mas, também, se tornar aberto para o que cada organização tem de único, valorizando sempre o papel de destaque das pessoas que a integram.

Nossa missão sobre o tratamento de pessoas com respeito e dignidade não são apenas palavras, mas um credo de que vivemos todos os dias. Howard Schultz

Gostou de saber mais sobre a figura do líder estratégico e quer ter acesso a mais dicas como essas? Assine a nossa newsletter e fique por dentro das tendências mais promissoras do mercado!