Comunicação

Como saber dizer não no trabalho: 6 dicas que funcionam

Publicação : 28/01/2016

Por Siteware

8 min

Às vezes você se encontra sobrecarregado ou sem interesse em pegar mais um projeto para trabalhar. Pode ser que você não tenha escolha quanto a aceitar o projeto, mas, se tiver, como você recusa a oportunidade de maneira que não ofenda à pessoa oferecendo?

Como você pode evitar ser visto como uma pessoa “difícil de trabalhar” ou que “não trabalha em equipe”? Afinal, como dizer não no trabalho?

O que especialistas dizem:

Para a maioria de nós dizer “não” não é um comportamento natural. Você se sente mal ao desapontar um colega, culpado por recusar um pedido do chefe e ansioso ao declinar um pedido do cliente. Ninguém quer ser visto como uma pessoa negativa, todos queremos ser percebidos como positivos, prestativos, uma parte da equipe.

O problema é que concordar em trabalhar em muitas tarefas e ajudar em projetos demais te deixa exausto e estressado. É preciso saber como dizer não no trabalho.

Dizer “não” é um processo vital para o seu sucesso e o da sua organização – o que não significa que seja fácil. Dizem que não há um bom modo de dar más notícias, mas existem atitudes que você pode tomar para tornar a conversa o mais agradável possível.

6 maneiras de como dizer não no trabalho

1- Avalie a demanda

Antes de responder com um ressonante “não”, avalie a solicitação primeiro para determinar quão interessante, engajadora e excitante a oportunidade é e, então, pensar se sua ajuda é factível. Pense em tudo que está sob sua responsabilidade, se as prioridades podem ser mudadas ou se um colega pode te ajudar em seus outros projetos.

Não diga “não” até que tenha certeza de que é necessário. Essa avaliação não deve ser um processo individual, envolva a pessoa que requisitou sua ajuda, contextualizando-a com as demandas que você já assumiu, para que ela possa te ajudar a avaliar a escala e o escopo do que está pedindo.

Você precisa saber se é algo pequeno que não demandará muito tempo ou se é um projeto para o longo prazo e qual a importância do projeto. O objetivo é que você entenda o quanto o seu “não” custará para a outra pessoa e que ela entenda a repercussão do que pediu.

2- Seja direto

Se você perceber que não tem o desejo ou a mão de obra para ajudar e, portanto, precisa recusar o pedido, seja honesto e direto a respeito de suas razões. Não tem como dizer não no trabalho sem objetividade.

Frequentemente, as pessoas começam com uma desculpa leve e não compartilham o real motivo do “não” por achar que é muito pesado. No entanto, as explicações pequenas não são persuasivas e são facilmente desbancadas, ou podem parecer mentirosas.

Para diminuir a frustração, seja honesto sobre seus motivos. Se for desafiado, se mantenha firme e passe sua mensagem com clareza. Tente descrever sua rotina de trabalho, dizendo que seria incapaz de fazer um trabalho excelente para a pessoa e em seus projetos atuais.

3- Demonstre empatia

Para manter o bom relacionamento com quem te pediu ajuda, é imprescindível que você entenda o lado dele. Tenha compaixão e demonstre empatia. Tente dizer que entende que ao negar o pedido, o projeto voltará para ele, mas que não pode assumir no momento.

A pessoa pode não gostar da sua resposta, mas será mais fácil tolerá-la e aceita-la. Ofereça pequenas ajudas, perguntando se há tarefas menores e menos significativas nas quais pode ajudar nesse projeto. Às vezes você pode participar de seções de brainstorming, ler os primeiros rascunhos ou mesmo apenas servir como alguém para ouvir e rebater ideias.

Mesmo negando ajuda, você quer ser visto como uma pessoa que tem “espírito de equipe”. Se você não pode oferecer pequenos favores, certifique-se de que está realmente ocupado. Dizer não por falta de tempo e ser visto batendo papos pelo corredor são comportamentos contraditórios e conflitantes e podem passar a ideia de que faltou honestidade em sua resposta.

4- Não seja cruel, mas não seja bonzinho demais

O modo como você diz o “não” é muito importante. Não faça a outra pessoa se sentir mal por ter te pedido ajuda. Sem suspiros ou tons sarcásticos. Seja gentil, porém firme. Preste atenção no seu tom e em sua linguagem corporal, tente não demonstrar expressões de relutância ou de objeção.

Tente ser o mais neutro possível. Além disso, é vital que você não deixe a pessoa com a falsa esperança de que seu “não” possa virar um “sim” eventualmente. É tentador suavizar o “não” para ter uma reação melhor do outro, mas quando a negativa é relutante, flexível e maleável, dá a impressão de que, talvez, você mude de ideia e encoraja o outro a continuar insistindo.

No entanto, você pode dizer que a sua resposta é “não” hoje, mas que as coisas podem mudar no futuro.

5- Ajuste suas expectativas

Mesmo que você siga todos os passos citados no texto, você deve se preparar para o feedback negativo. Seu colega ou cliente pode não ficar feliz com a negativa e tentar puni-lo ou desfazer a relação. Você pode tentar influenciar como o outro reage, mas não pode controlar. Então, ajuste suas expectativas do que você espera com essa conversa.

É impossível agradar a todos. Não pense que uma reação negativa é uma escolha entre o confronto e a preservação do relacionamento, a pessoa pode estar frustrada e decepcionada, mas pode não ser pessoal.

6- Pratique

Para dizer “não” de maneira mais natural e fácil, pratique sozinho ou com amigos como dizer não no trabalho, para que se ouça falando a palavra. Além disso, é sempre bom ouvir o tom que está usando para se certificar de que está sendo claro e diplomático.

Pense em todos os profissionais que precisam dizer não diariamente, como policiais, juízes, advogados, entre outros. Eles o fazem de maneira que ganham o respeito do interlocutor. Aprenda a fazer o mesmo.

E como funciona na sua empresa? Você precisa dizer ou ouve muitos “nãos”? Você sabe como dizer não no trabalho?

Texto adaptado daqui.

Gostou dessas dicas de como saber dizer não no trabalho? Já as aplica no seu dia a dia? Compartilhe com seus amigos em suas redes sociais para que todos possam aprender a dizer ‘não’ quando necessário sem se sentirem culpados!

Exit mobile version