Logo siteware

Indicadores de segurança da informação: 8 dicas para acompanhar seus processos de segurança e manter seus dados protegidos

CONTEÚDO

Publicação:
Publicação:
Indicadores de segurança da informação

CONTEÚDO

Você já parou para refletir se a transformação digital tornou as informações corporativas mais seguras ou as deixou sob maior risco nas empresas? Bem, independente da resposta, é importante destacar que para que a proteção aconteça da forma correta, é fundamental que a sua empresa realize um acompanhamento de indicadores de segurança da informação.

Isso porque se por um lado o avanço tecnológico das últimas décadas e o maior acesso à Internet trouxeram benefícios a diferentes setores da sociedade em seus mais diversos aspectos, por outro abriram-se portas para pessoas mal intencionadas.

Além disso, os ataques cibernéticos são amplamente reconhecidos como uma das maiores ameaças a pequenas e grandes empresas. No entanto, ainda é bastante comum encontrar organizações que não adotaram protocolos e práticas de segurança da informação ou cyber security

Para se ter ideia, em 2022, o Brasil alcançou a marca de 2° maior alvo mundial de ciberataques no mundo, segundo pesquisa. Isso porque, seja por falta de compreensão ou por incertezas sobre como implementar um programa dessa natureza, essas empresas ficam vulneráveis ​​a ações de hackers.

Porém, violações de dados podem resultar em prejuízos enormes para o seu negócio, desde a ações ligadas à LGPD, como também da imagem da empresa no mercado. Por isso, separamos aqui uma lista com os principais indicadores de segurança da informação que você pode (e deve!) acompanhar na sua empresa.

Confira e saiba como acompanhar seus processos de segurança e manter os seus dados protegidos.

Leia também: Saiba mais sobre os melhores indicadores de desempenho em Service Desk e como obter resultados nessa área

Você sabe como usar KPIs? Então, dê uma olhada nestas dicas:

Indicadores de segurança da informação

8 principais indicadores de segurança da informação

A segurança da informação é um assunto sério e que precisa ser recorrente nas empresas. Afinal, como já vimos anteriormente, os hackers estão cada vez mais interessados em invadir empresas, principalmente aqui no Brasil. A seguir confira alguns exemplos de métricas que a sua empresa deve acompanhar nos indicadores de segurança da informação:

1 – Total de dispositivos monitorados

Começamos a nossa lista de indicadores de segurança da informação com o número de dispositivos que estão sendo monitorados na sua organização. 

Por dispositivos compreende-se computadores, telefones corporativos, tablets etc. Assim, quanto mais preciso for este índice, melhor. Isso porque os seus gestores estão cientes de quais dispositivos devem ser monitorados e como esse monitoramento é feito.

Um dispositivo novo, por exemplo, pode gerar uma série de problemas se ele não tiver os dispositivos necessários de segurança. Por isso, o ideal é que esse número seja bastante preciso.

ferramenta de kpi

2 – Total de eventos

Este indicador mensura o total de eventos que colocam em risco a segurança dos dados da sua empresa em determinado período de tempo.

Por exemplo:

  • infecção por vírus ou malwares;
  • invasão de hackers;
  • perda de dados.

Esses eventos devem ser contabilizados por este indicador. É claro que o ideal é que esses números permaneçam o menor possível, no entanto, ele é necessário. Porque dessa forma a gestão de segurança consegue ter uma visão se ela está sendo alvo constante de ataques e calcular que certos reforços são necessários, antes que de fato seja preciso.

Além disso, com o total de eventos, é possível fazer um comparativo entre períodos anteriores. E, dessa forma, descobrir se o número está diminuindo ou aumentando. Em seguida, investigar as causas desses eventos e realizar as tomadas de decisão e medidas corretivas necessárias.

3 – Total de eventos por dispositivo ou host

O terceiro item da nossa lista de indicadores de segurança da informação serve para identificar quais dispositivos ou hosts estão mais propensos ou vulneráveis a problemas de segurança.

Com esse indicador de segurança da informação, seu time de proteção conseguirá identificar qual máquina está sendo alvo e busca entender o porquê daquilo estar acontecendo, seja por falta de treinamento do colaborador, ou por questões de hardware ou softwares pouco protegidos.

4 – Tempo Médio para Detecção (MTTD)

O tempo médio para detecção (MTTDMean Time To Detect) é um indicador que mostra quanto tempo a sua empresa leva para detectar um evento de segurança. 

O MTTD mostra por quanto tempo as ameaças à segurança estão passando despercebidas por sua organização. Os prazos longos do MTTD podem indicar um risco maior de ameaças acessarem dados confidenciais.

Com esse indicador, é possível pensar em maneiras de reduzir o tempo de detecção.

5 – Tempo Médio de Reparo (MTTR) 

O tempo médio de reparo (MTTRMean Time To Repair) tem como objetivo mostrar quanto tempo a sua empresa leva para corrigir falhas na segurança.

Esse indicador é medido a partir do momento em que a falha ocorre até o momento em que o reparo é concluído e as operações voltam à normalidade.

Se o seu MTTR está aumentando, isso é um indício de que talvez seja necessário empregar mais recursos para mitigar as ameaças à segurança dos seus dados, como a implementação de processos ou tecnologias.

6 – Tempo Médio Entre Falhas (MTBF) 

O tempo médio entre falhas (MTBFMean Time Between Failures) mensura o intervalo de tempo entre os eventos que representam risco à segurança da informação e a gestão de riscos.

Esse indicador serve para mostrar o quão confiável e eficaz são as suas medidas de segurança. Dessa forma, apontar como e quando a segurança deve agir, antes que eles de fato aconteçam.

7 – Custo médio por incidente

Este indicador mostra quanto cada incidente de segurança custa, em média, aos cofres da sua empresa.

Para calculá-lo, basta somar o custo de todos os eventos em determinado período e dividir pelo total de eventos analisados. Embora o ideal é que esse valor seja o menor possível, ter isso na ponta do papel vai ajudar a gestão a entender o quanto ela está deixando de ganhar por questões de segurança.

Se o valor estiver muito alto, por exemplo, é uma prova que é preciso rever seus indicadores de segurança da informação e identificar onde pode estar o erro, para que ele seja solucionado.

8 – Taxa de sucesso no treinamento contra phishing

O phishing é um método de violação de dados bastante comum. Cibercriminosos enviam e-mails para suas vítimas direcionando-as para sites falsos a fim de obter dados pessoais, como senhas, CPF, conta bancária e outras informações sigilosas.

Por isso, é interessante que você treine seus funcionários sobre como evitar esse tipo de golpe e, depois, avalie a taxa de sucesso deste treinamento. Faça testes para avaliar a capacidade dos seus funcionários de detectar e-mails ou mensagens fraudulentas.

Você viu uma série de indicadores de segurança da informação. Mas como fazer a gestão de todos eles? Quer descobrir? Então confira este vídeo:

Próximos passos

Essas foram as nossas 8 dicas de indicadores de segurança da informação que você pode implementar na sua empresa. Lembre-se de que manter os seus dados seguros é vital para o sucesso do seu negócio.

Saiba mais: Exemplo de indicadores de desempenho de TI: veja 12 deles em 4 áreas

O STRATWs One é um software de gestão de performance corporativa para você acompanhar e compartilhar KPIs. Assim, é ideal para o monitoramento dos indicadores de desempenho em diversas áreas da empresa, inclusive em TI.

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

stratws one

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]