Logo siteware

Gestão de projetos aplicados à construção civil: entenda como funciona!

CONTEÚDO

Publicação:
Publicação:
gestão de projetos aplicados à construção civil (1)

CONTEÚDO

A gestão de projetos aplicados à construção civil colabora para que uma obra seja concluída dentro do prazo, mesmo diante de imprevistos.

Em 2021, o Brasil experimentou uma grande alta de custo dos insumos básicos da construção, exigindo dos gestores um gerenciamento ainda mais eficaz.

Entretanto, apesar da alta no custo, o PIB (Produto Interno Bruto) da construção civil cresceu 9,7% nesse mesmo ano, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A expectativa é que a expansão do setor perdure durante todo ano de 2022, fazendo com que a gestão de projetos aplicados à construção civil tenha uma maior procura.

E se você está em busca de melhorar as práticas de gestão da sua construtora, esse artigo foi feito para você.

  • O STRATWS One, software de gestão desenvolvido pela Siteware, possui funcionalidades robustas para a gestão de projetos, que pode ser aplicada na construção civil! Saiba mais clicando aqui!

O que é a gestão de projetos na construção civil?

gestão de projetos aplicados à construção civil

A gestão de projetos aplicado à construção civil nada mais é que administrar as etapas de todos elementos que integram o projeto de uma obra. Esse gerenciamento engloba orçamentos, prazos a serem cumpridos, mão de obra, materiais que serão usados em cada fase e por aí vai.

Essa administração  precisa se apoiar em alguns pilares para ter sucesso como: planejamento, gestão de pessoas, gestão de riscos e a gerência da obra.

Além disso, na hora de fazer o planejamento, é preciso considerar os imprevistos durante o percurso, como chuvas torrenciais, aumento da matéria-prima, faltas injustificadas etc.

Quais os tipos de projetos na construção civil?

A construção civil é dividida em diversas etapas e projetos. Os projetos podem ser os mais variados, indo desde a construção de uma casa de pequeno porte até um grande prédio.

Cada projeto tem as suas peculiaridades. Entretanto, um fato da indústria da construção civil que a diferencia das demais indústrias é o seu caráter nômade.

Ou seja, cada novo empreendimento é feito em um novo canteiro de obras, e isso se altera constantemente de acordo com a fase da produção e a evolução da construção.

Além disso, como em cada projeto se tem uma praça de trabalho “provisória” para a fabricação de produtos finais, a sua organização em todas as fases é fundamental.

Por que a gestão da construção civil pode ser considerada um projeto?

A gestão da construção civil é considerada um projeto pelo fato de ter um início, meio e fim em um determinado período de tempo.

Isso é diferente de uma indústria que produz um produto constantemente. Ou seja, a construção vai desde a etapa inicial até a final e acaba ali.

Portanto, cada obra é um projeto. Até porque, não há uma construção igual a outra, embora as fases possam ser uniformizadas.

Leia também:

Como é feita a gestão de projetos aplicados à construção civil?

A gestão da construção civil pode ser feita usando algumas metodologias já consolidadas. Uma delas é o PMBOK, que consiste na sistematização de técnicas e conceitos ligados à administração dos projetos.

Essa metodologia envolve basicamente três conceitos: o ciclo de vida, o processo de gestão e a área do conhecimento associada ao projeto.

É importante frisar que o PMBOK pode ser usado em diversos tipos de projeto por ser um guia adaptável que abrange os critérios mais relevantes de um bom gerenciamento. Resumidamente, essa metodologia envolve:

  • integração – informações para a efetivação do plano de projeto;
  • escopo – divisão das atividades que serão desenvolvidas;
  • tempo – definição do cronograma da obra;
  • custos – orçamento de gastos em cada etapa;
  • qualidade – certificação da qualidade da obra;
  • recursos humanos – planejamento das equipes em cada etapa;
  • comunicação – definição dos processos de comunicação e gerenciamento de informações;
  • riscos – análise dos eventuais riscos e definição de EPIs;
  • suprimentos – eficiência na distribuição de suprimentos.

Ao seguir essa metodologia, o gestor passa a ter uma visão prática do gerenciamento da obra, podendo estabelecer melhor a segurança no canteiro de obras, o controle financeiro e as práticas sustentáveis.

Como aplicar a gestão de projetos em uma obra de pequeno porte?

A gestão de projetos pode ser aplicada em uma obra de pequeno porte seguindo a mesma metodologia, embora em escalas diferentes.

No entanto, é preciso ter uma grande atenção ao cronograma e os custos relacionados a cada etapa da obra, assim como a mão de obra necessária. 

Dentro do cronograma é possível pensar que haverá os serviços preliminares que envolvem a limitação no canteiro, marcação de recuos etc.

Depois começa a movimentação da terra para regular o terreno para então entrar na etapa das fundações que mudam de acordo com o projeto.

Na sequência vem a etapa de estrutura. Geralmente uma grande obra opta por produtos pré-moldados, ao passo que uma pequena obra usará tijolos e cimento.

Por fim, a obra entra na etapa de alvenaria e revestimento. Note que cada fase  exige um determinado tipo de condução e de matéria-prima, e por isso o planejamento inicial com definição do cronograma ajuda a obra a não emperrar em alguma dessas fases.

Se você quiser saber um pouco mais sobre as etapas de uma obra de pequeno porte, dá só uma conferida neste vídeo logo abaixo 👇

Qual a melhor forma de fazer o planejamento de projetos e obras?

A melhor maneira de fazer o planejamento de projetos e obras é aplicando uma metodologia, conforme vimos.

Entretanto, passada a fase de planejamento, é preciso acompanhar o projeto para avaliar se ele está saindo conforme o planejado.

E para que esse acompanhamento tenha uma mensuração, o melhor caminho é contar com uma ferramenta de análise de indicadores. Afinal, um software de gestão vai ajudar a identificar pontos durante a obra que fugiram do planejado e precisam de melhorias.

Além disso, os indicadores podem mostrar a necessidade de se refazer o planejamento e se antecipar a eventuais problemas que podem acontecer, como o aumento da matéria-prima no meio da obra, assim como escassez de mão-de-obra.

Uma ferramenta disponível no mercado que pode ajudar na gestão de projetos aplicados à construção civil é o STRATWs One. Com ele você passa a ter indicadores para evitar atrasos e entregar a obra ao cliente com altíssima qualidade. Conheça e surpreenda-se.

O software de gestão estratégica desenvolvido pela Siteware possui ferramentas completas para a gestão do seu portfólio de projetos. A plataforma conta com um sistema de cronograma robusto, com diversas funcionalidades ideais para a sua gestão. Saiba mais clicando aqui!

Banner 16 1 Gestão de projetos aplicados à construção civil: entenda como funciona!

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]