Ir para conteúdo
siglas corporativas

Em todas as profissões, é normal existir um linguajar específico, que conecte as pessoas e resuma conceitos importantes. Muitas delas costumam ser em inglês, o que prejudica o entendimento para algumas pessoas. Por isso, listamos aqui algumas das siglas corporativas mais utilizadas no mercado, com suas respectivas traduções e conceitos. Confira abaixo:

B2B – Business to Business

Significa comércio de empresa para empresa. Quando dizemos que uma empresa é B2B, significa que seu público-alvo são outras empresas.   

B2C – Business to Customer

Significa comércio de empresa para o consumidor final. Quando dizemos que uma empresa é B2C, significa que seu público-alvo são os consumidores.

CEO – Chief Executtive Officer

É o Diretor Executivo. O CEO é quem está no mais alto nível hierárquico operacional, com grande autoridade e competência frente às necessidades do negócio. Ele é responsável pela visão e pela estratégia.

Conheça os CEOs com melhor desempenho de 2017

CFO – Chief Financial Officer

É o Diretor Financeiro. Ele fica responsável pelas finanças da empresa, monitorando o fluxo de caixa, o orçamento da empresa e o planejamento financeiro, além de controlar metas e objetivos.

CHRO – Chief Human Resources Officer

É o Diretor de Recursos Humanos. Ele é responsável por cuidar da organização dos colaboradores da empresa. Ele monitora o desempenho dos mesmos, prezando pelas perspectivas operacional e estratégica.

CIO – Chief Information Officer

É o Diretor de Tecnologia da Informação. O papel do CIO é implantar e dirigir a manutenção dos sistemas de informação que são usados pela organização. Ele escolhe estrategicamente determinados tipos de tecnologia, de acordo com a necessidade do negócio e sua visão de crescimento. 

CKO – Chief Knowledge Officer

É o Diretor de Conhecimento. Muito utilizado em empresas de consultoria, ele é uma peça-chave para as empresas que precisam de alguém que administre tanto o capital intelectual da empresa quanto o conhecimento da organização. Ele deve ter experiência em tecnologia, processos e com pessoas.

CMO – Chief Marketing Officer 

É o Diretor de Marketing. Ele é responsável por gerenciar todas as estratégias mercadológicas da empresa. O CMO tem uma visão sistêmica da empresa e do mercado, sendo essencial para a captação e a retenção de clientes. Além disso, ele também tem a responsabilidade de popularizar a marca, inserindo-a melhor no mercado. 

COO – Chief Operating Officer

É o Diretor de Operações. A pessoa responsável por esse cargo coordena de perto todas as atividades rotineiras das operações importantes para o funcionamento da empresa, como os projetos e os processos. Seu trabalho é de gerir os recursos e aprimorar a eficiência e a produtividade das operações. O COO trabalha em conjunto com o CFO. 

CRM – Customer Relationship Management

Significa Gestão de Relacionamento com o Cliente. O CRM é um conjunto de boas práticas, tecnologias e estratégias organizacionais utilizadas para gerenciar e analisar o relacionamento com os clientes. É utilizado por empresas de todos os tamanhos, num formato de plataforma que armazena todas as informações importantes sobre seus clientes e possíveis clientes. 

CRO – Chief Risk Officer

É o Diretor de Risco. Esse profissional é responsável por analisar e gerir os riscos da empresa em relação a diversas áreas, como a TI, de forma a prevenir ou reduzir danos de potenciais ameaças aos negócios. 

CTO – Chief Technical Officer

É o Diretor Técnico. Esse cargo é mais presente em empresas de tecnologia e indústrias, que necessitam de apoio para o desenvolvimento tecnológico e científico dos seus produtos. Ele é um visionário da tecnologia, fica encarregado de pesquisa e desenvolvimento.

EBITDA – Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization

Significa lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização. Esse é um indicador financeiro bastante utilizado por empresas de capital aberto e por analistas de mercado. Tem a ver com a geração operacional do caixa da organização. Ou seja, é um cálculo realizado para saber quanto a empresa gera de recursos apenas com suas atividades operacionais, desconsiderando os juros, impostos, depreciações e amortizações que atuam sobre os mesmos. 

ERP – Enterprise Resource Planning

É um sistema integrado de gestão empresarial. Mas o que significa isso? O ERP é um sistema, geralmente dividido em módulos, que integra dados e informações de diversas áreas da empresa, com o objetivo de auxiliar nas decisões táticas e estratégicas, trazer mais eficiência  e controle aos processos e, consequentemente, reduzir custos operacionais.

KPI  Key Performance Indicator

São os indicadores de desempenho que a empresa escolhe utilizar para acompanhar seu desenvolvimento. São métricas usadas para quantificar os resultados de uma determinada ação ou estratégia com base em objetivos predeterminados pela empresa. Ou seja, eles mostram se a empresa está no caminho certo ou não. Os KPIs são eficientes por permitirem que a organização perceba e reaja às falhas rapidamente.

Saiba como alinhar seus KPIs à estratégia da empresa

MEI – Microempreendedor Individual

O microempreendedor individual é um empreendedor que trabalha por conta própria e tem um registro de pequeno empresário. Para se tornar um MEI, você precisa ter uma renda anual de até R$ 81 mil, além de não ter participação em nenhuma empresa. Alguns dos benefícios de ser um MEI são: aposentadoria, menor contribuição para a previdência, maior facilidade de contratação, legalização das atividades realizadas.

M&A – Mergers and Acquisitions

São as fusões e aquisições. A fusão acontece quando duas ou mais empresas resolvem se unir para criar uma nova empresa. Com a fusão, as empresas desaparecem e se tornam uma só, com nomenclatura diferente. Ao contrário da fusão, a aquisição acontece quando uma empresa compra a outra. A empresa comprada não necessariamente acaba, mas pode passar por mudanças, como uma nova direção. 

NDA Non-Disclosure Agreement

Significa termo de confidencialidade. É um contrato legal que explicita o desejo, de ambas as partes envolvidas, de manter informações trocadas em confidencialidade. 

PME – pequena e média empresa

Este é um conceito utilizado para denominar o porte das empresas, de acordo com seu número de funcionários e do seu rendimento anual. As classificações do porte das empresas variam de acordo com o setor de atuação no mercado. De acordo com o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), segundo o número de funcionários são:

Indústria: de 20 a 99 empregados: pequena empresa. De 100 a 499 empregados: média empresa.

Comércio e serviços: de 10 a 49 empregados: pequena empresa. De 50 a 99 empregados: média empresa.

ROI – Return Over Investment

É o retorno sobre investimento. Ele é um indicador que mede quanto dinheiro a empresa está ganhando ou perdendo com cada investimento. Com o cálculo do ROI, portanto, é possível saber se os investimentos da empresa estão dando resultado positivo. Ele pode ser calculado em diversas áreas da organização.

ROI

SaaS – Software as a Service

Significa software como serviço. É um tipo de distribuição e comercialização de softwares. O fornecedor faz toda a estrutura necessária para que o cliente utilize o sistema via nuvem, do armazenamento dos dados às aplicações. Por ser um serviço, o usuário não compra uma licença do produto, mas compra o direito de usufruir do serviço. 

SEO Search Engine Optimization 

Significa otimização para mecanismos de busca. É um dos principais pontos do Marketing Digital. O SEO é um conjunto de técnicas de otimização para sites, blogs e páginas na web. Essas constantes otimizações têm como objetivo alcançar bons rankings orgânicos nos sites de busca, gerando tráfego e autoridade para um site ou blog.

VC – Venture Capital

Significa capital de risco. É uma modalidade de investimento alternativo que ajuda as empresas a se desenvolverem e conquistarem novos mercados. Os investidores aplicam capital nas empresas, geralmente pequenas e médias, e, posteriormente, recebem uma porcentagem do que essas empresas conseguiram com o impulsionamento resultante do capital de risco.

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

Luiza AndradeJornalista, analista de SEO e produtora de conteúdo para a Siteware. Fotógrafa nas horas vagas e completamente viciada em música e internet.