Gestão Estratégica

Gestão em empresas familiares: o que é, como funciona e os principais desafios enfrentados por essas organizações

Gestão em empresas familiares: o que é, como funciona e os principais desafios enfrentados por essas organizações

Publicação : 20/10/2020

Por Siteware Siteware

8 min

Empresas familiares são aquelas em que a totalidade ou pelo menos mais que 50% do negócio é de propriedade de uma mesma família e, além disso, essa família tenciona manter a propriedade da empresa, transferindo-a para as gerações seguintes.

Hoje, as empresas familiares correspondem a cerca de 90% dos modelos de negócio no Brasil. Pelo menos é isso o que diz um estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Assim, independentemente de quem dirige formalmente a organização, você deve levar em conta que as principais características das empresas que se configuram nesse formato são:

  • o fato de que elas pertencem a uma única família;
  • a supervisão geral dos gestores efetivos passa de geração em geração.

No entanto, existem também outras particularidades que envolvem a gestão em empresas familiares e as diferem daquelas que se enquadram em modelos mais convencionais.

Convidamos você a continuar a leitura para entender melhor o que é e como funciona a gestão em organizações comandadas por membros da mesma família.

Além disso, vamos mostrar também nas próximas linha deste conteúdo os principais desafios enfrentados por essas companhias e como a gestão de pessoas em empresas familiares pode ajudar a transpô-los.

  • Em empresas familiares, a inteligência emocional do líder passa a ter um papel ainda mais relevante. Saiba mais sobre inteligência emocional e liderança neste webinar gravado:

Leia também: Entenda a importância da inteligência emocional para o seu sucesso

O que é e como funciona a gestão em empresas familiares?

Como você viu, diferentemente daquilo que muitas pessoas costumam pensar, a gestão em empresas familiares não necessariamente é feita apenas por membros de uma mesma família.

Há casos de empresas familiares em que o quadro de gestão não é 100% composto por parentes.

É possível que os gestores sejam profissionais “de fora”. O que importa mesmo é que a posse da empresa faça parte do patrimônio da família em questão e que haja intenção de repassá-la para as gerações seguintes.

Os tipos de gestão em empresas familiares

1. Tradicional

De capital fechado, empresas familiares tradicionais possuem uma gestão feita exclusivamente por membros da família. Há pouquíssima transparência do ponto de vista financeiro e administrativo.

Confira em nosso blog: Como fazer gestão à vista e trazer mais transparência e engajamento para seu negócio?

2. Híbrido

Tanto membros da família como profissionais “de fora” compõem o quadro de gestores.

Empresas familiares de gestão híbrida apresentam capital aberto, o que significa que qualquer um pode se tornar um sócio ao comprar ações da companhia. Logo, há maior transparência.

No entanto, mais de 50% das ações permanecem com a família, garantindo aos familiares o maior controle sobre as decisões.

3. Com influência familiar

Nesse tipo de gestão, a empresa também possui capital aberto. Porém, a família não detém mais de 50% das ações.

Apesar disso, ela ainda é considerada uma empresa familiar por essa família possuir uma parcela significativa das ações, mas não a maioria. Dessa forma, os familiares ainda são capazes de influenciar as decisões.

Quais são os principais desafios da gestão em empresas familiares?

As empresas familiares costumam apresentar certos desafios para conseguirem se manter atuantes e competitivas no mercado.

Veja a seguir os principais deles.

1. Sucessão da presidência

O momento de “passar o bastão” costuma ser um dos maiores desafios enfrentados pelas empresas familiares. De acordo com um estudo feito pela PwC, apenas 19% das empresas familiares do Brasil têm um plano de sucessão e somente só 12% chegam à 3ª geração.

Leia também: Conheça agora as melhores práticas de planejamento de sucessão empresarial

Conflitos entre gerações

Quando um membro mais novo passa a integrar o quadro de gerência da empresa, é comum que haja conflitos entre ele e as gerações anteriores que ainda atuam na organização.

Assista quando tiver um tempo: Filmes sobre gestão de conflitos: 7 dicas com lições importantes para seu negócio

Separação entre o pessoal do profissional

Outro desafio observado na gestão de empresas familiares é conseguir separar o lado pessoal do profissional nas relações internas.

É necessário ter maturidade empresarial para tratar os assuntos de negócio com profissionalismo.

Manter as finanças sob controle

Esse desafio é mais comum em empresas de capital fechado, em que há pouca transparência em relação aos gastos e aos investimentos. Assim, muitas vezes, a gestão financeira pode se tornar um a “caixa preta”.

Capacitação técnica dos gestores familiares

Antes de assumir a gestão de uma empresa familiar, o membro da família precisa ter preparo técnico para desempenhar suas funções na organização.

No entanto, nem sempre isso acontece.

Como a gestão de pessoas em empresas familiares pode ajudar?

Em primeiro lugar, a gestão de pessoas em empresas familiares pode ajudar no recrutamento de profissionais realmente qualificados.

Além disso, é possível criar um bom programa de sucessão para que as próximas gerações possam assumir os cargos de liderança estando devidamente capacitadas.

A gestão de pessoas em empresas familiares é também ajuda a despertar o verdadeiro potencial dos membros da família que integram o quadro de gestores e tomadores de decisão.

Uma tendência em gestão de pessoas é o people analytics, que pode ajudar muito empresas familiares.

Saiba mais sobre essa técnica de RH neste vídeo:

Veja mais: O que é People Analytics e as vantagens dessa metodologia para a gestão estratégica de pessoas

E aí? Ficou claro o que é a gestão em empresas familiares? Lembre-se de sempre manter uma visão estratégica sobre o negócio e o profissionalismo.

O STRATWs One é um software de acompanhamento de performance empresarial que pode ajudar muito sua empresa a ter uma gestão profissional e madura.

Atualmente mais de 162 mil usuários em mil empresas ao redor do mundo usufruem de vantagens como estas, usando o STRATWs One:

  • Gerenciar riscos e analisar cenários;
  • Facilitar a troca de informação e a comunicação entre departamentos;
  • Focar na busca dos resultados que sua empresa procura alcançar;
  • Integrar pessoas, operação e estratégia;
  • Encontrar oportunidades de melhoria;
  • Fazer a gestão de reuniões e do portfólio de projetos;
  • Aumentar a produtividade;
  • Compartilhar KPIs com agilidade e transparência.

Promover mudanças em uma empresa familiar pode ser um grande desafio, por isso, vale a pena baixar este infográfico gratuito: Os 7R’s da Gestão de Mudanças

Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *