Gestão Estratégica

Gestão de stakeholders: o que é, por que é importante fazer e 4 dicas para implementar na sua empresa

Gestão de stakeholders: o que é, por que é importante fazer e 4 dicas para implementar na sua empresa

Publicação : 01/12/2020

Por Siteware

8 min

Gestão de stakeholders
Gestão de stakeholders

(Clique no play para ouvir a narração do nosso post sobre gestão de stakeholders. Deixe para nós sua opinião nos comentários!)

Como é feita a gestão de stakeholders na sua empresa?

Para que um projeto específico da sua empresa ou até mesmo o seu modelo de negócio em geral seja bem sucedido, é imprescindível se atentar à gestão de stakeholders.

Basicamente, tratam-se de grupos de interesse que, em algum nível, são impactados pelas decisões que a empresa toma. Dedicar-se aos stakeholders faz toda a diferença para o desempenho dos seus projetos e pode te ajudar a alcançar resultados mais satisfatórios no negócio.

Com isso em mente, elaboramos aqui um conteúdo que vai explicar tudo o que você precisa saber sobre gerenciamento de stakeholders.

Convidamos você a continuar a leitura para conferir nos próximos parágrafos o que são stakeholders, qual a importância da gestão de stakeholders e as 4 dicas para gestão de stakeholders mais eficiente:

  1. Identifique quais são as partes interessadas;
  2. Desenvolva um plano de ação para cada grupo de stakeholders;
  3. Alinhe as expectativas com os stakeholders;
  4. Monitore o relacionamento e a satisfação dos stakeholders.

Habilidades em gestão de pessoas podem ajudar muito a gerenciar steakeholders, veja mais dicas sobre esse tema neste vídeo de nosso canal no Youtube:

Veja também: Filmes sobre gestão de pessoas para você se inspirar enquanto se diverte

O que são stakeholders?

Stakeholders é um termo de origem inglesa e que, em livre tradução para o português, significa “partes interessadas”.

Trazendo para o contexto corporativo, stakeholders se refere ao grupo de pessoas que, direta ou indiretamente, estão envolvidas ou são impactadas pelas atividades e projetos de uma empresa.

O termo é fruto da teoria de que, para que um projeto ou uma empresa seja bem-sucedida, é necessário ser capaz de gerar algum tipo de valor para todas as partes interessadas. Dessa forma, as organizações deixariam de se preocupar exclusivamente com números.

Os stakeholders podem ser pessoas físicas ou pessoas jurídicas com algum nível de interesse nas decisões da empresa. Dentre os exemplos de stakeholders, podemos citar:

  • clientes;
  • acionistas;
  • colaboradores;
  • gerentes;
  • diretores;
  • fornecedores;
  • concorrentes;
  • investidores;
  • imprensa;
  • sociedade civil;
  • órgãos governamentais;
  • grupos ambientalistas;
  • instituições financeiras.

Este vídeo do Instituto Montanari tem mais informações para você entender ainda melhor o que são stakeholders:

Qual a importância da gestão de stakeholders?

Ao conduzir um modelo de negócio ou um projeto específico, é extremamente importante considerar as partes interessadas.

Com o correto gerenciamento de stakeholders, é possível ter maior controle sobre as limitações do projeto e sobre os riscos que envolvem as tomada de decisão. Além disso, fica mais fácil identificar e atender aos interesses desses grupos para, assim, garantir o sucesso da execução do projeto.

A partir da gestão de stakeholders, consegue-se negociar com as partes que apresentam um nível de resistência a determinadas ações ou mudanças que a empresa deseja implementar.

A importância da gestão de stakeholders também reside no fato de que a empresa passa a ter uma visão mais ampla a respeito dos impactos de suas decisões em diferentes níveis.

4 dicas de como fazer uma boa gestão de stakeholders?

Para gerenciar os seus stakeholders de maneira mais eficiente, existem algumas práticas que você deve implementar na sua empresa. Confira a seguir 4 dicas essenciais para uma boa gestão de stakeholders.

1 – Identifique quais são as partes interessadas

Para fazer uma gestão de stakeholders de qualidade, é preciso, antes de tudo, identificar quem são as partes interessadas no seu projeto ou modelo de negócio.

Busque descrever cada grupo, o papel que eles desempenham e o nível de relevância de cada stakeholder.

2 – Desenvolva um plano de ação para cada grupo de stakeholders

Após identificar e classificar os seus stakeholders, é importante que você desenvolva um plano de ação para cada grupo.

Coloque no plano como serão as interações com as partes interessadas, as ações para gestão de riscos e conflitos, os resultados que a empresa se compromete a alcançar com cada grupo etc.

A troca de informações deve ser feita de modo a evitar o compartilhamento em excesso ou escasso de dados considerados relevantes para os stakeholders.

Funcionários são um importante exemplo de stakeholder. E usar o people analytics pode ajudar bastante em sua gestão. Entenda como fazer isso neste vídeo:

Veja mais: O que é People Analytics e as vantagens dessa metodologia para a gestão estratégica de pessoas

3 – Alinhe as expectativas com os stakeholders

É de extrema importância manter as expectativas da sua empresa em perfeito alinhamento com as expectativas dos seus stakeholders. Dessa forma, evitam-se desgastes que possam comprometer o relacionamento com as partes interessadas e gerar sérios conflitos.

Leia também: Aprenda a usar os indicadores de responsabilidade social nas empresas

4 – Monitore o relacionamento e a satisfação dos stakeholders

Procure acompanhar de perto a qualidade do relacionamento entre sua empresa e os stakeholders, bem como o nível de satisfação das partes interessadas.

Dessa forma, é possível direcionar melhor suas estratégias e evitar desgastes na relação.

Leia mais: [E-NPS] Metodologia Net Promoter Score com funcionários: o que é?

Agora que você já sabe mais sobre gestão de stakeholders, bora colocar em prática na sua empresa?

O STRATWs One é um software de gestão de desempenho empresarial usado por mais de mil empresas e 180 mil de seus colaboradores.

Ele ajuda a monitorar a performance de processos, projetos, equipes e indivíduos, sendo uma importante ferramenta para compartilhar informações com stakeholders.

Veja mais algumas de suas vantagens:

  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT;
  • Integrar pessoas, operação e estratégia;
  • Encontrar oportunidades de melhoria;
  • Compartilhar informações com agilidade e transparência;
  • Potencializar a governança corporativa;
  • Gerenciar riscos e analisar cenários.

Seus stakeholders foram afetados pela pandemia? É bem provável. Por isso, baixe nosso e-book gratuito e prepare-se para o retorno às atividades: [E-BOOK] Guia completo para o plano de retomada ao novo normal

Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *