Logo siteware

Aprenda a gerenciar um sistema de gestão de plano de saúde

CONTEÚDO

Publicação:
Publicação:
gestão de plano de saúde

CONTEÚDO

Trabalhar bem sua gestão de plano de saúde empresarial é um dos processos mais importantes dentro de uma organização que tenha o objetivo de alinhar, benefício para os seus colaboradores e equilíbrio de suas finanças. O responsável por gerir esse setor, tem um grande desafio em mãos.

Para que esse sistema funcione perfeitamente dentro da empresa, é necessário compreender quais são esses desafios e, mais do que isso, encontrar soluções estratégicas rápidas e eficazes para eles. Dessa forma, nunca trabalhe em cima de achismos ou possibilidades, opere com dados concretos e bem embasados. Acredite, isso fará toda a diferença.

Pensando nisso, neste artigo, vamos te dar algumas dicas que podem sanar dúvidas e te ajudar a entender o que é gestão de plano de saúde, qual é a sua real importância, quais são os principais erros cometidos nesse setor e, claro, suas maiores vantagens.

Confira as nossas dicas e não se esqueça de colocá-las em prática. Acompanhe!

acreditação hospitalar

O que é sistema de gestão de plano de saúde?

Um sistema de gestão de planos de saúde é uma ferramenta simples, mas importante. Com ela é realizado um trabalho que organiza, de maneira sólida, esse benefício que é oferecido aos seus colaboradores, além de mensurar qual será o investimento que precisará ser feito pela empresa. Ou seja, não se trata apenas de lançar dados quantitativos em uma planilha.

É um trabalho, de certa maneira, complexo e que para se manter ativo, precisa da colaboração de todos os envolvidos. Além disso, muitas vezes, o comportamento do colaborador pode trazer alívio ou não para as suas finanças e a gestão de plano de saúde como um todo. Como assim? A gente explica.

Como você bem deve saber, existe um método dentro da gestão do plano de saúde que é chamado de ‘Sinistralidade’. Nele um trabalho de conscientização de uso é realizado junto aos usuários, para que todos compreendam a importância desse benefício e qual a melhor maneira de utilizá-lo. Essa ação diminui os gastos descontrolados.

Sendo assim, conscientizar os seus colaboradores pode tornar sua gestão de plano de saúde mais eficiente, fazendo com que além da diminuição de gastos com os planos, você possa reduzir a incidência de enfermos em seu quadro de funcionários.

Assim, vamos a algumas dicas de ações que podem ser feitas internamente, para que essa percepção aconteça de forma orgânica.

Cuidar de seus funcionário, é cuidar da empresa

O setor de RH da empresa fica responsável por implantar essas iniciativas e incentivar a prática delas em seus colaboradores no serviço de saúde. São ações simples e que depois de fazer parte do dia a dia de cada trabalhador, melhora consideravelmente a sua qualidade de vida e desempenho. Algumas delas são:

1. Manter estilo de vida saudável

O fato é, procurar manter sua rotina de forma saudável é importante para todo mundo, afinal melhora a sua qualidade de vida, traz longevidade e desenvolve suas capacidades cognitivas e motoras. Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde, a OMS, o sedentarismo é o quarto maior fator de risco de mortalidade a nível global.

É importante entender que esse número só aumenta quando colocamos em questão outros fatores de risco à saúde como tabagismo, alcoolismo, doenças imunossupressoras, entre outros. Pensando nisso, uma das ações que você pode propor na sua empresa é a conscientização da importância dos exercícios físicos, do abandono do cigarro, do consumo de álcool moderado, etc.

2. Histórico familiar

Incentivar os seus colaboradores a ter informações sobre o seu histórico de saúde familiar também é importantíssimo na gestão de plano de saúde.

Afinal, sabemos que na maioria dos casos, a prevenção de determinadas doenças resultam em diagnósticos precoces e mais fáceis de serem tratados. O que evita cuidados mais longos, caros e desgastantes.

3. Deixe seu cliente atualizado sobre a gestão de plano de saúde

Um cliente que conhece bem o seu plano, consegue compreender quais são os benefícios que ele pode utilizar enquanto precisar. Isso evita que eles confundam informações e usem, de forma inconsequente ou indevida, o plano de saúde.

Ou seja, mantenha os dados claros, informações precisas e explique de maneira didática tudo o que será cobrado, quais são os seus direitos e o que o convênio não pode cobrir.

4. Comunique-se com o seu colaborador

Esse é outro ponto que deve ser considerado em qualquer âmbito da empresa, mas quando o assunto é a gestão de planos de saúde, essa comunicação deve ser ainda mais clara e assertiva. Não se limite a enviar comunicados, memorandos ou e-mails corporativos.

Reuniões bimestrais, por exemplo, podem tornar essa comunicação ainda mais fácil e detalhista para ambas as partes.

Por isso, conheça seus funcionários, seus dependentes e no que o plano de saúde pode ajudar a sua família. Se interesse!

Quais as vantagens desse tipo de gestão?

As principais vantagens de uma boa gestão de plano de saúde envolvem principalmente agilidade nas rotinas organizacionais e controle de processos administrativos e financeiros. Esse sistema permite a padronização de processos, o que resulta em um gerenciamento mais fluido e eficiente. 

Afinal, com a padronização de tarefas, chegamos a uma melhora na performance da equipe de trabalho, o que reduz consideravelmente os custos, considerando que a redução de atividades manuais, melhora o desempenho dos serviços.

3 erros que um bom sistema de gestão de planos de saúde pode evitar

Já entendemos que uma boa gestão de plano de saúde é eficaz e pode trazer benefícios tanto para a empresa, quanto para os funcionários, como por exemplo:

  • automatização de processos;
  • segurança da informação;
  • redução de desperdícios;
  • segurança do paciente.

Dito isso, vamos te mostrar quais erros esse gerenciamento pode evitar dentro da sua organização, considerando ações diárias.

1. Custos e Fluxo de Caixa

O custo desse benefício para a empresa é um dos principais indicadores que precisam ser estrategicamente avaliados, considerando que a maneira que os funcionários usam os serviços vão impactar diretamente neste ponto. 

Pensando no dia a dia da empresa, uma solução para esse problema é a criação de informativos sobre a prevenção de doenças e o monitoramento de doentes crônicos dentro do corpo de funcionários. Essas ações são feitas pensando em evitar a progressão e piora de quadros que já são considerados graves.

No caso do controle do fluxo de caixa, que é claramente importante, a digitalização confiável desses dados é uma opção de gerenciamento eficaz. Onde o sistema de gestão de plano de saúde é capaz de mostrar esse fluxo, se é positivo ou negativo, além de mostrar essas saídas de cada setor, integrado aos demais.

Lembrando que, todos os custos e gastos precisam cumprir as normas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), para evitar multas ou punições. 

2. Indicadores

O uso de indicadores é um método de gestão de plano de saúde essencial para esse tipo de benefício ao funcionário, sem ele fica cada vez mais difícil administrar e tomar decisões que podem ajudar na melhoria e aperfeiçoamento dos planos de saúde.

Esse acompanhamento deve acontecer, não só com o uso do benefício, mas também para mensurar o desempenho e qualidade dos serviços que serão oferecidos pelas empresas parceiras. Podendo chegar a resultados e indicadores mais precisos e confiáveis.

3. Taxa de Sinistralidade

Já falamos anteriormente sobre o que é temida ‘taxa de sinistralidade’. Esse erro que acaba sendo muito comum na hora de gerenciar o sistema de plano de saúde, pode ser evitado com o uso de softwares de gestão, que facilitam os processos e auxiliam no rastreamento de novos sinistros.

É chamado de sinistro, todas as vezes que o plano de saúde empresarial for utilizado pelo funcionário. Por isso, o seu gestor deve se manter 100% atento às taxas de sinistralidade, buscando novas alternativas de ajudar o colaborador e, ao mesmo tempo, não comprometer o faturamento da empresa. 

certificações hospitalares

Conclusão – Gerenciar os planos de saúde da sua empresa é de extrema importância


Recapitulando, os pontos chaves de hoje foram:

  • O que é gestão de plano de saúde;
  • O cuidado com os funcionários reflete diretamente no desempenho da empresa;
  • Como administrar essa gestão e fazê-la dar certo para ambas as partes;
  • Alguns dos erros que podem ser solucionados com esse sistema;
  • As vantagens de um planejamento bem estruturado.

Hoje você pôde entender um pouco mais sobre como a gestão de plano de saúde pode fazer a diferença na sua empresa. Com sistemas operacionais e organização, é possível tornar este benefício algo positivo tanto para a gestão, quanto para o colaborador. Melhorando a qualidade de vida, processos organizacionais e o faturamento empresarial.

E aí, gostou das dicas? Lembre-se que não adianta você aprender conosco as formas de tornar sua empresa única e não aplicá-las. É importante se atentar aos detalhes, acredite, eles podem fazer toda a diferença. Nossa tarefa é te lembrar de todos e te ajudar na busca pela melhor maneira de empreender.

Que tal aprender ainda mais sobre como transformar o seu negócio em algo ainda mais rentável e prazeroso? Venha conhecer nossas soluções e aprender ainda mais sobre como alguns sistemas de gerenciamento podem facilitar o dia a dia de sua organização, além de otimizar tempo e expandir o seu faturamento.

Veja também: Check-list para a criação de um bom plano de gerenciamento de mudanças

case hospital care

Deixe um comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[Evento online e gratuito]
[Evento online e gratuito]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[Evento online e gratuito]
[Evento online e gratuito]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[Evento online e gratuito]
[Evento online e gratuito]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]