Produtividade

Faça uma boa gestão da manutenção industrial e otimize seus custos

Faça uma boa gestão da manutenção industrial e otimize seus custos

Publicação : 28/10/2020

Por Lorrana Freitas

10 min

Lá atrás, no século XVIII, o avanço das tecnologias de mecanização do trabalho deram início ao que hoje conhecemos como Revolução Industrial. De lá para cá, muita água passou debaixo dessa ponte, e o mercado já está na chamada indústria 4.0. Isso significa que a tecnologia entrou de vez no setor. Por outro lado, significa também que a gestão da manutenção industrial é uma atividade cada vez mais indispensável.

Veja os principais pontos da gestão 4.0 no nosso material gratuito:

Atualmente, as linhas de montagem da indústria estão cheias não só de máquinas que fazem todo tipo de atividades, mas também de softwares e robôs sofisticados que controlam essas máquinas de forma praticamente autônoma. O problema acontece quando esses aparelhos sofisticados resolvem não funcionar: um dia perdido de trabalho pode significar um prejuízo alto.

É daí que vem a importância da gestão da manutenção, que vamos explicar detalhadamente neste texto. Continue a leitura para garantir a eficiência da sua fábrica!

O que é gestão da manutenção industrial? 

Defeitos nos equipamentos podem representar um grande prejuízo em determinadas indústrias. Mesmo que a máquina não pare de produzir completamente, o estrago ainda pode ser grande. Quando um determinado equipamento produz peças sem a qualidade desejada, o desperdício é não só de tempo, mas também de matéria-prima e outros insumos, como a energia.

Em algumas áreas, o caso é ainda mais sério. Nas indústrias química e farmacêutica, por exemplo, vazamentos de produtos podem pôr em risco a saúde e dos colaboradores e podem inclusive ocasionar grandes acidentes, com prejuízos para a saúde pública.

A gestão da manutenção industrial é a atividade, em uma empresa, que impede todos esses episódios de acontecerem. É o setor de manutenção industrial que garante o funcionamento em boas condições de todos os equipamentos, garantindo a lucratividade da empresa e o bem-estar das equipes e da comunidade.

Leia mais sobre a gestão estratégica no nosso ebook gratuito:

Mais do que somente consertar os equipamentos defeituosos, a gestão da manutenção industrial é uma área que abrange diversas atividades. Entre essas, podemos destacar:

  • Monitoramento dos equipamentos;
  • Diagnóstico de problemas efetivos e, sobretudo, dos problemas em potencial;
  • Prevenção de mau funcionamento das máquinas;
  • Conserto ágil de qualquer tipo de defeito que possa surgir, minimizando as perdas.

Atualmente, existem cursos específicos para formar profissionais especializados na gestão da manutenção industrial. Esses profissionais aprendem não só a lidar com os equipamentos em si, mas também adquirem uma conduta proativa, que vai abordar uma parte dos problemas antes mesmo que eles apareçam. Esse é o cenário ideal, uma vez que a prevenção evita as perdas e os prejuízos.

Quais são os tipos de manutenção industrial?

Na gestão da manutenção industrial, existem alguns tipos de trabalhos que podem ser feitos. E engana-se muito quem acredita que a manutenção é uma ação para ser tomada depois que o mau funcionamento já apareceu. Mas, em alguns casos, a prevenção não é possível, e o profissional de gestão da manutenção industrial tem que agir rápido, trabalhando em uma redução de danos. A seguir, vamos ver os principais tipos de manutenção industrial.

Manutenção preventiva

O nome não deixa muitas dúvidas sobre o objetivo deste tipo de manutenção: trata-se de prevenir que os problemas apareçam. Para isso, as manutenções devem ser realizadas em intervalos muito bem definidos de tempo, que vão permitir identificar os eventuais desgastes e substituir peças antes que elas parem de funcionar.

Manutenção preditiva

Diferente da prevenção, a manutenção preditiva está baseada em diagnósticos periódicos dos equipamentos. De tempos em tempos, a fábrica precisa passar por uma avaliação do maquinário. Essa análise dará um diagnóstico que vai indicar a necessidade ou não de encaminhar equipes de mecânicos para o equipamento.

Nas máquinas que funcionam de forma autônoma, esse diagnóstico não pode ser feito somente por meio da avaliação visual. Para esses equipamentos mais sofisticados, são necessárias técnicas igualmente avançadas para garantir a identificação de problemas ainda em fase inicial.

Um exemplo dessas técnicas é a medição da temperatura da máquina com o uso de um termômetro infravermelho. Outras análises, como do óleo, da vibração produzida pela máquina, análise acústica ou até mesmo o monitoramento online em tempo integral são formas de realizar o diagnóstico que irá dizer o momento em que a manutenção se faz necessária.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva pode ser dividida em duas outras subcategorias. A primeira delas são as manutenções não previsíveis. Trata-se dos consertos que devem ser feitos em caráter emergencial, quando alguma coisa foge ao controle do profissional de gestão da manutenção industrial. Este é o tipo de manutenção que gera gastos mais altos e aquela que deve ser evitada.

Porém, mesmo nas fábricas mais bem organizadas e com bons programas de gestão da manutenção industrial, imprevistos podem acontecer. Nesses casos, o trabalho de manutenção deve ser feito da forma mais rápida e que gere o menor impacto possível para a empresa. De preferência, sempre que possível, atividades que não estão diretamente relacionadas ao equipamento defeituoso devem continuar o mais próximo possível da normalidade.

A segunda categoria da manutenção corretiva são aquelas previsíveis ou planejadas. Para realizar este tipo de manutenção, é preciso ter um plano previamente delineado de inspeção e monitoramento do maquinário. Assim, será possível identificar quando determinadas peças ou componentes devem ser trocados antes que a parte chegue ao seu esgotamento.

Qual a importância da gestão da manutenção? 

A gestão da manutenção industrial é uma atividade essencial por dois motivos principais. O primeiro deles está relacionado à responsabilidade social. Em muitas indústrias, um acidente com insumos, matérias-primas ou até mesmo dejetos da produção pode ter consequências gravíssimas. De lesões sofridas pelos colaboradores da empresa até grandes desastres ambientais são apenas dois exemplos de situações que podem derivar de uma má gestão da manutenção industrial.

O segundo motivo que atesta a importância da gestão da manutenção é a eficiência e a produtividade da sua empresa. Como citamos, um equipamento defeituoso pode representar grandes perdas para a indústria. Além de horas paradas, o mau funcionamento pode levar também ao desperdício de matérias-primas e insumos, levando a um prejuízo ainda maior do que as horas em que a empresa ficou sem produzir.

Você sabe como calcular a produtividade na sua empresa? Assista ao nosso vídeo e tire as dúvidas:

Assim, a gestão da manutenção industrial é uma atividade essencial nas empresas que trabalham com a produção mecanizada e automatizada.

Uma ferramenta que você vai achar bastante útil para manter a gestão da manutenção industrial em dia na sua empresa são os indicadores OEE, um dos principais KPIs da indústria. Para implementar essa ferramenta, você vai precisar do auxílio de um bom software para a gestão dos indicadores.

Precisa acompanhar melhor os seus indicadores? Nossa planilha gratuita vai ajudar nisso:

A plataforma STRATWs One é uma ferramenta que permite transformar em processos toda a sua metodologia de gestão. Compatível com Lean, SWOT e outras metodologias, a plataforma ajuda você a simplificar a gestão estratégica da sua empresa. Ao mesmo tempo, ela permite estabelecer as métricas e os indicadores de cada processo, facilitando o monitoramento e a melhoria.

A STRATWs One atende cerca de 180 mil usuários em 20 países do mundo. Já são aproximadamente 1.000 empresas que transformaram as suas decisões estratégicas e aumentaram a produtividade.

Faça como Unimed, Dotz, Centauro e outras. Solicite a sua demonstração gratuita e transforme a gestão estratégica da sua empresa!

Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *