Processos

Indicadores de desempenho hospitalar: conheça 7 e como calculá-los

Indicadores de desempenho hospitalar: conheça 7 e como calculá-los

Publicação : 23/07/2018

Por Siteware Siteware

7 min

Se você já trabalhou em um hospital, sabe quantos procedimentos devem se integrar para fazer com que os processos, alguns aparentemente básicos, ocorram dentro dos níveis de qualidade necessários.

E quando a vida dos pacientes e os meios de subsistência dos funcionários estão em risco, é muito importante que as organizações de saúde façam tudo da melhor forma possível.

Quando os hospitais querem rastrear sua eficácia operacional, e se certificarem de que estão trabalhando segundo as normas exigidas, recorrem a indicadores de desempenho hospitalar, o s chamados KPIs hospitalares.

Mas o que são KPIs, afinal?

KPIs são medidas ou métricas que as organizações podem usar para avaliar concretamente seu desempenho.

Os KPIs são úteis na avaliação de operações e na definição de metas, mas eles devem atender a um conjunto de critérios para serem verdadeiramente úteis para as organizações.

Sem isso, os KPIs não passam de números em planilhas. No entanto, se bem elaborados, ajudam os tomadores de decisão a transformar os dados em insights reais.

Assim, ao notarem algum desvio, podem promover a melhoria contínua dos processos.

Portanto, vamos analisar, agora, 8 indicadores de desempenho hospitalar que devem ser considerados por gestores que se dedicam a essa atividade tão sensível a erros em processos.

Confira este post, com certeza deve ser de seu interesse: Saiba o que é acreditação ONA e como se enquadrar nessa certificação hospitalar

Principais indicadores de desempenho hospitalar

1- Taxa de ocupação

Este, talvez, seja o mais importante dos indicadores de desempenho hospitalar. Ele demonstra se um hospital está atuando muito abaixo ou acima de sua capacidade. Ou seja, se possui leitos rotineiramente vazios ou em falta.

A única maneira de manter as coisas funcionando sem problemas é acompanhar a taxa de ocupação ao longo do tempo. A partir desse KPI, você pode fazer os ajustes necessários para simplificar a eficiência.

Trata-se da relação percentual entre o número total de pacientes atendidos por dia e o número de leitos disponíveis no hospital.

A fórmula da taxa de ocupação é:

(número de pacientes por dia / número de leitos por dia) x 100

2- Duração Média da Estadia

Os hospitais podem detalhar dados para rastrear quanto tempo os pacientes ficam após certos procedimentos ou em certos departamentos.

Se as estadias forem demoradas, os hospitais devem investigar possíveis causas (supervisão administrativa, infecções, etc.).

Se a métrica revelar estadias curtas, os hospitais devem garantir que os pacientes não estejam sendo prematuramente liberados.

Seu cálculo é estipulado segundo o total de pacientes atendidos dividido pelo número de pacientes que saíram nesse mesmo período de tempo.

A fórmula da duração média de estadia é:

(pacientes-dias em determinado período / saídas nesse mesmo período) x 100

3- Taxas de Infecção

Também conhecido como infecção associada a cuidados de saúde, este KPI mostra quantas vezes os pacientes recebem certas infecções durante o tratamento médico.

Um número menor demonstra o compromisso de um hospital em seguir as diretrizes de segurança e saneamento.

É medido pelo número de pacientes infectados dividido pelo total de pacientes atendidos durante um certo período.

A fórmula da taxa de infecção é:

(pacientes infectados em determinado período / total de paciente atendidos mesmo período) x 100

4- Taxa de Readmissão

Readmissão hospitalar é definida como a admissão hospitalar de um paciente em um mesmo hospital, após sua alta.

Isso significa que de alguma forma a alta pode ter sido dada de maneira equivocada. Altas taxas de readmissão significam que o serviço prestado não está sendo satisfatório.

São também dispendiosos, pois são situações que deveriam ter sido resolvidas anteriormente. Dentre os indicadores de desempenho hospitalar, tem sido mais proeminente do que nunca.

É calculado pela divisão do número de readmissões dividido pelo total de pacientes atendidos em um certo período.

A fórmula da taxa de readmissão é:

(número de readmissões em determinado período / total de paciente atendido nesse mesmo período) x 100

5. Tempo de espera do paciente

Quanto tempo o paciente fica sentado na sala de espera do pronto-socorro antes de receber atendimento médico?

Tempos de espera mais longos significam menores índices de satisfação do paciente e maior risco à sua saúde.

Deve-se medir o tempo de espera da cada paciente e dividir-se pelo número de atendimentos no período para se chegar a esse índice.

6. Margem Operacional

É importante acompanhar indicadores financeiros de toda empresa. Assim, avaliar a receita versus os gastos para estabelecer se o hospital está dando lucro e é sustentável em longo prazo deve fazer parte de seus KPIs.

A fórmula da margem operacional é:

Lucro Operacional / Receita Líquida

7. Satisfação do paciente

Um baixo índice de satisfação do paciente é uma enorme bandeira vermelha para os hospitais. É um convite a mudanças sérias no pessoal, investir em treinamento e melhorar as instalações e equipamentos.

Não apenas uma pontuação baixa na satisfação do paciente indica que os hospitais estão desagradando os pacientes atuais, mas também sugere que eles estão perdendo os futuros.

Uma maneira de calcular o índice de satisfação de clientes, e que também pode ser usado para pacientes, é por meio da pesquisa NPS. Ela é feita com uma única pergunta, deste tipo:

Em uma escala de 0 a 10, qual a possibilidade de você indicar nosso hospital para parentes e amigos?

Notas 9 e 10 classificam os promotores de sua marca; notas 7 e 8, pacientes indiferentes à sua marca e notas iguais ou inferiores a 6 são dadas por detratores de sua marca.

A Siteware desenvolveu o STRATWs ONE, um software de gestão de performance corporativa que pode ajudar muito seu hospital a monitorar diversos desses índices. Ele é fácil de usar e ajuda a detectar oportunidades de melhoria nos processos.

Revolucione a gestão da sua empresa com o STRATWs One

Quer saber mais sobre a administração hospitalar? Baixe nosso e-book gratuito: Certificações Hospitalares