Logo siteware

Mas afinal, quanto custa um funcionário para a empresa?

CONTEÚDO

Publicação:
Publicação:
quanto custa um funcionário para a empresa

CONTEÚDO

Empresas gastam muito mais do que o salário bruto de um colaborador. São os os benefícios trabalhistas, como vale-transporte e vale-refeição, além do 13º salário e férias. Além disso, a organização precisa pagar a contribuição para o INSS e ainda arcar com o custo da folha de pagamento. Por isso, é muito importante ter na ponta do lápis quanto custa um funcionário para a empresa.

Infelizmente, muitos empresários não têm noção do quanto é gasto para manter um colaborador na empresa, desde o seu salário até os benefícios que ele recebe. Para você ter ideia, empresas que optam por diferentes tipos de regime tributário podem arcar com até 183% do salário bruto do trabalhador, caso ela não se organize.

Por isso, na hora de saber quanto custa um funcionário para a sua empresa, é preciso levar todos esses fatores em consideração. Neste artigo, você vai descobrir qual é o verdadeiro custo de um funcionário para a sua empresa e como diminuir esses gastos.

Continue a leitura e confira!

rh tecnologico

Quanto custa um funcionário para a empresa?

O primeiro passo é entender que o planejamento é fundamental para qualquer organização. Afinal, uma empresa que não possui o seu sistema de finanças bem estruturado e organizado, pode estar com a torneirinha aberta, com custos e investimentos que poderiam ser evitados.

No caso do investimento realizado em colaboradores, é importante entender que o sistema de tributação vai definir o quanto a empresa gasta com seu quadro de funcionários. O segundo ponto é que não é apenas isso que move os gastos com colaboradores, já que custos variáveis também serão decisivos no seu cálculo. Por isso, separamos mais sobre cada um deles a seguir: 

Quanto custa um funcionário para a empresa que optou pelo Simples Nacional?

Desde que a Lei Complementar nº 123/2006 entrou em vigor, aumentou ainda mais a responsabilidade das empresas com relação às suas contribuições sociais. Se você é dono de uma empresa que optou pelo Simples Nacional, por exemplo, isso significa que a receita bruta anual é de até R$ 4,8 milhões, seu custo com empregados precisará ser considerado de uma maneira específica.

Nesse contexto, o custo de um funcionário pode incluir desde contribuições sociais até vale-alimentação, vale-transporte, seguro de saúde, entre outros, além é claro da remuneração. Dessa forma, você leva em consideração no cálculo fixo para determinar o custo de um funcionário:

  • FGTS (8%);
  • Provisão de multa para rescisão (4%);
  • Fração do 13° (8,33%);
  • Fração de férias (11,11%);
  • Previdência (7,93%).

Nesse caso, é muito importante que o time financeiro, Recursos Humanos e gestores tenham ciência que além do salário ofertado, será importante adicionar quase 40% a mais de gastos que não irão para as mãos do colaborador, apenas convertido em imposto.

formas de recompensar funcionários

Quanto custa um funcionário para a empresa que optou pelo Lucro Presumido

Para determinar o custo de um funcionário para uma empresa que optou pelo Lucro Presumido, é preciso considerar não apenas o salário, mas também os impostos incidentes, seguros, benefícios pagos, contribuições sociais, receitas e despesas com encargos trabalhistas.

Como estes custos variam de acordo com as características dos colaboradores, a cada novo contrato é necessário calcular novamente o quanto custa um funcionário para a empresa.

  • FGTS (8%);
  • Provisão de multa para rescisão (4%);
  • Fração do 13° (8,33%);
  • Fração de férias (11,11%);
  • INSS (20%);
  • Seguro Acidente de Trabalho (3%);
  • Incra/SEBRAE/SESI/SENAI (3,3%);
  • Salário Educação (2,5%);
  • Previdência (7,93%).

Assim, diferente da empresa que optou pelo Simples Nacional, a organização que atua com o Lucro Presumido deve considerar um gasto de aproximadamente 68%, além do salário do colaborador.

Custos fixos x custos variáveis

Sempre que vamos falar a respeito sobre quanto custa um funcionário para a empresa é importante destacar ainda os custos variáveis. 

Todos os que apresentamos anteriormente são os valores fixos, obrigatórios por lei. No entanto, sabemos bem que para atrair candidatos talentosos para a organização, é importante considerar um conjunto de benefícios que vão tornar a ida dele para a empresa mais vantajosa. Nesse caso, alguns custos variáveis devem entrar na conta do financeiro na hora de calcular o valor de um funcionário para a empresa.

Alguns dos benefícios comuns são:

  • Vale refeição;
  • Vale-transporte;
  • Treinamentos de capacitação;
  • Plano odontológico;
  • Vale-combustível;
  • Vale-cultura;
  • Auxílio internet (em caso de home office);
  • Vantagens em academias.

Alguns detalhes sobre a remuneração variável

Outro ponto que é importante destacar quando o assunto é quanto custa um funcionário para a empresa é sobre os benefícios de um programa de remuneração variável.

Os programas de remuneração variável, como Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e Programa de Participação nos Resultados (PPR), são estratégias de motivação e engajamento que incentivam o funcionário a aumentar a produtividade e os resultados da empresa. Embora sejam uma das formas mais eficientes de atrair e reter talentos, é preciso ponderar bem os custos para a empresa e entender os possíveis riscos relacionados ao investimento.

Embora o investimento em programas de remuneração variável possa parecer alto, como a infraestrutura necessária, a contratação de consultoria para realização do projeto e a criação do sistema de gestão para acompanhamento e premiações, a verdade é que ele pode trazer grandes retornos para a empresa. Além de aumentar o engajamento dos colaboradores, incentivando a performance e os resultados, a remuneração variável também contribui para a construção de uma cultura motivacional, fator essencial para o crescimento da empresa.

remuneração por competências - variável

Próximos passos

Agora que você já sabe quanto custa um funcionário para a empresa que tal dar o próximo passo quanto o assunto for gestão financeira?

Um sistema de remuneração variável oferece cálculos e customizações de fórmulas que ajudam a calcular as bonificações, bastando apenas inserir os indicadores visuais de gatilhos para condicionar o pagamento de bônus.

Dessa forma, com um sistema de avaliação de desempenho individual, você acompanha os indicadores de cada colaborador, alinhando as metas individuais com a equipe.

E uma das alternativas do mercado é o STRATWs One. Ele se adapta ao seu sistema de remuneração variável, com cálculos prontos e customização de fórmulas matemáticas.

stratws one
[Template Gratuito]
[Template Gratuito]
[E-book Gratuito]
[E-book Gratuito]
[Guia prático]
[Guia prático]
[Template Gratuito]
[Template Gratuito]
[Kit Gratuito]
[Kit Gratuito]
[E-book Gratuito]
[E-book Gratuito]
[Planilha Gratuita]
[Planilha Gratuita]
[Template Gratuito]
[Template Gratuito]
[Kit de produtividade]
[Kit de produtividade]
[Planilha Gratuita]
[Planilha Gratuita]
[Planilha Gratuita]
[Planilha Gratuita]
[Planilha Gratuita]
[Planilha Gratuita]
[Ferramenta Gratuita]
[Ferramenta Gratuita]