Gestão de Equipe

7 segredos da cultura organizacional do Google

7 segredos da cultura organizacional do Google

Publicação : 09/08/2017

Por Siteware

7 min

cultura organizacional do google
cultura organizacional do google

Você já ouviu falar em como deve ser ótimo trabalhar no Google? Não é nenhuma surpresa a empresa estar constantemente no topo das listas de melhores companhias para se trabalhar.

Imagina só ter massagens, quadras de vôlei e basquete, pistas de boliche e comidas preparadas especialmente por um cozinheiro em seu ambiente de trabalho?

Mas não são só esses benefícios que fazem do Google uma empresa bem-sucedida. A fórmula por trás de seu sucesso também é marcada pela sua cultura organizacional do Google, que é modelo para diversas outras empresas.

O Google conta com mais de 40 mil funcionários e é uma das maiores referências na cultura corporativa. Então, qual é o segredo?

Confira alguns ensinamentos importantes que podemos retirar da grande cultura organizacional do Google!

7 ensinamentos da cultura organizacional do Google

O caso do Google e sua cultura organizacional é um exemplo. Inspire-se nestas 7 características dessa empresa:

cultura organizacional do Google

1) Dê mais atenção ao processo de contratação

Para recrutar as mentes mais criativas e habilidosas, o processo de contratação do Google é feito meticulosamente, analisando mais do que apenas habilidades técnicas e intelectuais.

Pode acabar sendo um processo demorado, mas vale a pena!

Esqueça as perguntas comuns usadas em entrevistas como “quais são suas melhores qualidades e seus piores defeitos?” e comece a apostar em perguntas que façam os candidatos pensar fora da caixa!

Dessa forma, você conseguirá conquistar uma base de colaboradores mais inovadora e específica para seus objetivos.

2) Utilize as análises do RH ao seu favor

O Google utiliza os números e dados recolhidos pelo setor de Recursos Humanos como um potencializador do desenvolvimento de seus colaboradores. Com análises desses dados, as tomadas de decisão se tornam muito mais precisas.

Por exemplo, quando o Google percebeu que as mulheres da sua equipe estavam se demitindo duas vezes mais que os homens, o RH reconheceu que essa taxa era justificada pelas condições da remuneração durante o período de licença-maternidade.

Dessa forma, a empresa alterou suas políticas específicas e conseguiu controlar a rotatividade. Isso só foi possível graças a cultura organizacional do Google.

3) Crie uma atmosfera casual e democrática

O Google tem uma forma peculiar de se organizar hierarquicamente, que basicamente dispensa muitas figuras de autoridade. Sua equipe é composta com um número menor de gerentes e uma administração em grupo.

Isso cria um ambiente mais aberto e propício para que os funcionários possam expressar suas opiniões e ideias. Com uma organização estrutural que tenta amenizar as relações de poder entre os funcionários, é possível abrir espaço para discussões mais democráticas.

4) Deixe a missão e os valores da empresa claros

Desde sua criação, o Google tem uma lista de valores básicos da empresa que até hoje definem o modo que a empresa trabalha. Tendo a inovação como um dos seus maiores pilares, o Google usa seus recursos para impulsionar criações e dar propósito ao trabalho de seus colaboradores.

Ter uma missão claramente articulada cultiva um ambiente onde as pessoas sabem por que fazem o que fazem e adoram o trabalho por isso. Portanto, declarar missões e valores num papel pode parecer simples, mas para que eles sejam significativos a empresa deve estar disposta a torna-los em algo que tenha valor e impacto reais.

5) Pratique a transparência e a horizontalidade nas relações

Segundo a cultura organizacional do Google, os diretores fazem uma reunião toda sexta-feira. Nela, seus colaboradores do mundo inteiro votam online nas questões mais pertinentes a serem respondidas.

Trocar informações e ideias em reuniões semanais como essa cria transparência e espaço para debate na empresa. Manter os colaboradores atualizados sobre o que acontece na direção e em qual sentido os negócios estão indo faz com que todos se sintam parte de uma comunidade.

As empresas que valorizam esse tipo de colaboração e incentivam a transparência entre os funcionários desenvolvem um ambiente mais positivo e horizontal. Consequentemente, as pessoas se tornam mais produtivas e engajadas.

6) Reconheça as contribuições dos colaboradores

No Google, as contribuições positivas são recompensadas com ações da própria empresa. Tentador, não é? Mas os erros cometidos pela equipe também são vistos como algo a ser comemorado.

O co-fundador Larry Page explica que quando você está numa empresa que está disposta a arriscar para inovar, é um bom sinal erros acontecerem! Eles trazem novas ideias e fazem a organização desenvolver.

7) Envolva a comunidade fora do ambiente de trabalho

O Google possui altas margens de negócios e muitos recursos. Mas o que realmente faz com que ela seja vista como uma empresa compromissada com a comunidade é a sua paixão e sua filosofia de dar significado ao trabalho das pessoas.

Essa cultura corporativa Google de promover encontros sociais permite que os colegas de trabalho encontrem outros ambientes e maneiras de socializar, fortalecendo os laços construídos na empresa. Então, concentre-se nos intangíveis, nas formas de melhorar a cultura da sua empresa ao focar na sua equipe. Isso, todas as empresas, independentemente de seu porte, têm o poder de realizar.

Agora você já sabe um pouquinho mais da cultura organizacional da empresa Google que a faz ser uma empresa tão bem-sucedida, assine nossa newsletter para receber mais dicas sobre cultura organizacional em seu e-mail!

Texto adaptado daqui.

Luiza AndradeEstudante de Jornalismo e estagiária de marketing na Siteware. Amante de fotografia, artes e aspirante à redatora.