Produtividade

Afinal, como como fazer a gestão de metas e resultados? [e alcançá-los!]

Afinal, como como fazer a gestão de metas e resultados? [e alcançá-los!]

Publicação : 16/05/2017

Por Siteware

10 min

Gestão de metas e resultados
Gestão de metas e resultados

Como se faz a gestão de metas e resultados?

Imagine que após horas de planejamento e análise ao lado de colaboradores e gestores da empresa, os objetivos gerais da organização são determinados, apoiando os valores centrais e a estratégia de negócios.

Sua equipe está confiante sobre o trabalho realizado até o momento, mas pode não perceber o que deve ser feito para atingir metas e resultados.

É nesse momento que a gestão de metas e resultados precisa de uma atenção especial do gestor!

Por isso, não basta que a diretoria de uma empresa defina as metas de negócio, objetivos e resultados esperados. É preciso que todos os profissionais, especialmente os líderes, participem ativamente dos esforços cotidianos. Do contrário, será impossível fazer com que sua visão se torne realidade.

Neste artigo, vamos mostrar como trabalhar as metas que foram elaboradas e agir de forma a trazer o resultado esperado. Boa leitura!

Veja também: Ferramentas para análise de indicadores de desempenho: 7 dicas para monitorar e melhorar os resultados da sua empresa

4 dicas de como fazer a gestão de metas e resultados

A gestão de metas e resultados pode acabar se tornando um exercício teórico, sem uso prático.

Para evitar isso, uma dica é tangibilizar as metas e resultados esperados. Uma forma de fazer isso é procurando cases anteriores da empresa, exemplos de resultados alcançados.

Além disso, pode-se fazer um trabalho de benchmarking e buscar exemplos de resultados esperados que foram alcançados por outros negócios.

Mas isso não basta.

Por isso, selecionamos 4 dicas que podem fazer toda diferença na hora de fazer a gestão de metas e resultados esperados em sue negócio.

1. Estabeleça comunicações além das palavras

A execução eficiente de uma estratégia de negócios requer o empenho de todos os colaboradores. Gestores que são capazes de difundir a estratégia em todos os setores da empresa, de modo que ela permaneça relevante a cada um, contribuem para que todos se concentrem no core business.

Se o seu negócio atingir esse nível de comprometimento, as chances de sucesso serão maiores.

Articule claramente as metas de negócio, de uma forma que motive, inspire e estimule os colaboradores a se comprometerem em extrair o máximo de suas potencialidades individuais.

Para isso, você deve lançar mão de múltiplos canais para comunicar metas, estratégias e valores: cópias impressas, intranet da empresa, discursos, entrevistas e comunicados de imprensa são alguns deles.

As lideranças empresariais não se comunicam apenas com palavras — são as suas ações que falam mais alto. Seja qual for o seu segmento de atuação, é possível iniciar uma estratégia que demonstre sua visão.

O CEO e a equipe de gestores podem, por exemplo, visitar cada departamento e estabelecer reuniões periódicas para compartilhar valores, solicitar ideias e celebrar sucessos.

Os profissionais que desempenham funções superiores podem reservar um dia para assumir diferentes funções na organização e, assim, entender melhor os desafios que seus colaboradores enfrentam diariamente.

Em suma, deve ser estimulada qualquer ação que seja útil para fortalecer as conexões entre gestores e colaboradores de todos os níveis.

Dessa forma, aprofundam-se sentimentos de companheirismo e acessibilidade, que reforçam a motivação das equipes e, consequentemente, a capacidade da empresa de transformar suas metas em objetivos e resultados.

2. Abrace as mudanças

Estratégias e metas empresariais possuem ciclos de vida. Na esteira das mudanças organizacionais, o sucesso pode rapidamente se transformar em falha.

A necessidade de mudar acontece por diferentes fatores — acirramento da concorrência, novos requisitos de mercado ou alterações significativas nos ambientes de negócios, por exemplo.

Nem mesmo os gestores mais capacitados podem prever todas as mudanças ocasionadas por elementos externos, no entanto o que determina o sucesso de um negócio é sua capacidade de se adaptar rapidamente a elas.

Sendo assim, você deve analisar os processos de sua empresa a partir de uma perspectiva multifuncional e centrada na satisfação do cliente, pois, dessa forma, terá mais segurança para realizar mudanças estruturais sempre que for necessário.

3. Planeje a transformação de metas em resultados esperados

Gestão de metas e resultados

Implementar as estratégias necessárias para que metas se tornem resultados requer um plano de ação detalhado e hierarquizado. Para que sua empresa alcance êxito nessa tarefa, considere as seguintes práticas:

Determine o que será prioridade

Após a definição das metas, aponte quais são prioritárias.

Tentar fazer tudo de uma vez, além de ser algo impraticável, vicia os processos com atropelos e precipitações infundadas, que nada mais farão do que preparar seu negócio para o fracasso.

Crie planos de ação detalhados com responsabilidades específicas

Traduza sua estratégia em termos operacionais por meio de planos de ação, programas, orçamentos e procedimentos específicos.

Sua implementação deve envolver a identificação e a alocação de capital e recursos humanos para a execução de ações objetivas. Todos os colaboradores serão mais produtivos se cada um entender seus objetivos, suas responsabilidades e seus prazos.

Identifique riscos para desenvolver planos de contingência

Cada ação tem ao menos um risco associado. Assim que identificar qual é, desenvolva um plano de contingência e não receie em aplicá-lo.

Em todo caso, se você ainda se sentir inseguro sobre quais medidas incluir no plano, peça opiniões e informações dos colaboradores diretamente afetados.

Meça, monitore e controle

Essa dica é a mais relevante de todas. Estabelecer métricas apropriadas é de extrema importância. Somente assim você será capaz de medir o desempenho dos objetivos e resultados para, em seguida, agir em conformidade.

Além disso, sem métricas adequadas, sua empresa fica impossibilitada, na prática, de avaliar regularmente os riscos e pôr em prática planos de contingência quando necessário.

4. Desenvolva um modelo operacional

O modelo operacional é uma ferramenta usada para definir como a organização efetivará seu planejamento em seus ambientes operacionais.

Ele abrange todos os trabalhos, competências, ferramentas, tecnologias, estruturas e processos necessários para operar o negócio.

O que um modelo operacional permite:

  • desenvolver habilidades requeridas;
  • construir compromissos com novas formas de gerenciamento;
  • gerenciar mudanças vitais para toda a empresa, setores ou departamentos específicos;
  • criar um negócio bem definido e estruturado para o alcance de seus objetivos, alinhando o capital humano às necessidades da organização;
  • acelerar a adaptabilidade das equipes a inovações tecnológicas;
  • colocar o foco na satisfação dos clientes.

Vejamos um exemplo:

Certa empresa decidiu adotar uma estratégia para expandir o negócio por meio de aquisições.

O departamento de TI reconheceu a necessidade da elaboração de um sólido plano de execução de processos e desenvolveu um modelo operacional que identificou as competências necessárias para apoiar o trabalho.

O elemento central desse modelo era a demonstração de qual deveria ser a estrutura organizacional capaz de oferecer suporte à expansão dos negócios.

A partir de então, ficou mais fácil para contratar e treinar colaboradores de acordo com as novas necessidades da empresa.

Outro componente central, nessa empresa, para alcançar as metas e resultados, foi a adoção de ferramentas e tecnologias que permitiram a criação de uma série de processos eficientes de integração das novas empresas adquiridas.

A má integração das organizações adquiridas poderia ter sido fatal para alcançar objetivos e, em casos extremos, arriscado a própria existência da empresa.

Leia também: As 9 melhores dicas para alcançar metas de negócios que você precisa implementar agora

Uma maneira fácil e objetiva de definir um modelo de negócio é o Canvas Model. Você conhece? Então, confira:

O STRATWs One é um software de gestão de performance corporativa. Foi criado para ajudar você a definir, acompanhar e compartilhar metas e resultados. Assim, você engaja os colaboradores e torna a gestão mais transparente.

Veja mais algumas de suas vantagens:

  • Aumentar a produtividade;
  • Compartilhar KPIs com agilidade e transparência;
  • Potencializar a governança corporativa;
  • Usar a meritocracia e a gestão à vista para motivar e gerenciar equipes;
  • Empregar as principais metodologias de planejamento estratégico como BSC, OKR e SWOT.

Quer mais dicas de como fazer a gestão de objetivos e resultados? Então, baixe nosso e-book gratuito: CULTURA DE RESULTADOS: como tornar os colaboradores seus maiores aliados

Gostou do artigo? Então siga-nos no LinkedIn, no Facebook e no Twitter para não perder nenhuma novidade!